Astrónomos acabam de fazer a primeira observação de sempre da Teoria da Relatividade de Einstein

(dr) ESO

Um “pequeno desvio” na órbita da estrela S2 é consistente com as previsões da relatividade geral

112 anos depois, cientistas europeus detectaram no leve desvio de uma estrela em relação à sua órbita o primeiro indício dos efeitos da Teoria da Relatividade de Einstein sobre este tipo de corpo celeste, de acordo com a física clássica.

Segundo revelou esta quarta-feira em comunicado o ESO, Observatório Austral Europeu, a descoberta foi feita por uma equipa de astrónomos que esteve a rever os dados recolhidos pelo telescópio VLT nos últimos 20 anos sobre a estrela S2, ou Source 2, localizada na constelação de Sagitarius, junto ao buraco negro supermassivo do centro da Via Láctea.

Ao comparar os dados orbitais observados com os princípios da física newtoniana, foi registado um pequeno desvio “consistente com as previsões da relatividade geral“, proposta por Einstein e uma das descobertas mais importantes da ciência no Século XX.

Segundo o ESO, é a primeira vez que se obtém uma medida da força dos efeitos relativistas gerais em estrelas orbitando um buraco negro supermassivo. Esse “leve” desvio é um dos “subtis efeitos” previstos pela Teoria da Relatividade Geral, um “resultado promissor” para novos trabalhos o ESO realizará nos próximos meses.

O Observatório pretende agora continuar a estudar a S2 em 2018, altura em que a estrela se encontrará muito próxima do “nosso” buraco negro supermassivo, para o que será incorporado um novo instrumento, que irá melhorar a precisão das medições.

A estrela S2 é monitorizada desde 1995 por equipas de astrónomos do ESO, da UCLA e do Instituto Max Planck de Física Extraterrestre como parte de um esforço para reunir dados sobre o buraco negro supermassivo no centro da galáxia Via Láctea. Em 2008, foi observada pela primeira vez a sua órbita completa.

Donkey Hotey / Flickr

A Teoria da Relatividade Geral foi publicada em 1905 por Albert Einstein

O buraco negro do centro da Via Láctea, o mais próximo da Terra, encontra-se a cerca de 26 mil anos-luz de distância da Terra, e tem uma massa quatro milhões de vezes maior que a do sol.

Este “monstro” está cercado por um pequeno grupo de estrelas, entre as quais a S2, que orbita a grande velocidade no forte campo gravitacional do buraco negro, um entorno perfeito, diz o ESO, para provar a física gravitacional e, particularmente, a Teoria da Relatividade” – denominação dada ao conjunto de duas teorias científicas: a Relatividade Restrita, ou Especial, e a Relatividade Geral.

A Teoria Geral da Relatividade, publicada em 1905 por Albert Einstein, leva em consideração as ideias da Relatividade Restrita sobre o espaço e o tempo e propõe a generalização do princípio da relatividade do movimento para sistemas que incluam campos gravitacionais, surgindo a noção de espaço-tempo curvo.

Segundo a famosa teoria, o tempo e o espaço passaram a ser entidades relativas, isto é, dependem da perspectiva de cada observador – o que permite que um passageiro caminhe no famoso “comboio que circula à velocidade da luz”, sem que uma pessoa a vê-lo passar na estação se sobressalte com o “excesso de velocidade” do passageiro.

AJB, ZAP // EFE / ESO / Futurism

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Antes de avançar com mais comentários sobre as várias incorrecções, sugiro uma revisão geral do que aqui se disse.

    • Não vi erros assim tão graves que possam prejudicar a divulgação em geral.
      De resto, é um artigo de jornal, não é um artigo científico numa revista de especialidade.

      A maior parte nunca ouviu a distinção restrita/geral a propósito da Teoria da Relatividade (e nos dias de hoje, de ‘feicebuque’, ‘tuítar’ e companhia, mesmo ter ouvido falar da teoria da relatividade é já um feito).
      E para entender verdadeiramente do que se fala, é necessário um backgroud tecnico/científico de alto nível.
      Não sei já onde li que se estima que apenas cerca de uma dezena de pessoas no mundo è capaz de compreender verdadeiramente a teoria geral da Relatividade, tal como enunciada por Einstein.

      • Pois terá alguma razão, mas há muitos milhares de formados e estudiosos capazes não só de entenderem o significado que é acessivel á medua formação, como de acompanharem a matemática demonstrativa da dedução destas teorias bem como dos cálculos para as órbitas e outras aplicações como o atraso dos relógios e correcções das fórmulas Newtonianas correspondentes. As equações para as órbitas estão ao nivel dos primeiros anos dos cursos universitários.
        Mas o que se deve evitar é que os leitores menos preparados fiquem com ideias erradas. A estrela em questão permite de facto uma observação com uma precisão recordista por estar a ser estudada as suas posições á vários anos e estar a aproximar-se do centro gravítico permitindo um calculo orbital de grande precisão. A isto junta-se as enormes velocidades orbitais que implicam a existencia de uma enorme força gravitica de um objecto invisível que tudo indica ser um massivo buraco negro, equivalente a milhões de massas solares que a precisão do calculo orbital permitirá também calcular com muita precisão.
        Portanto:
        1- não se trata da 1a observação de sempre da Teoria da Relatividade de Einstein pois essa ocorreu durante o eclipse solar do ano 1919 na ilha do Principe do arquipélago de lingua portuguêsa de S. Tomé e Príncipe!
        2- Já em 1859 o francês Urbain J. J. Le Verrier havia publicado a descoberta de que a órbita de Mercúrio não era explicada pelas teorias e leis de Newton. A teoria da relatividade veio explicar e providenciar um método de calcular com muita precisão estes efeitos .
        3- A teoria da Relatividade Geral aplica-se a qualquer corpo celeste e conta já com um enorme numero de confirmações por diversos meios de observação sem que tenha sido encontrado até agora nenhuma inconsistência que comprove a sua invalidade!

        • ‘por estar a ser estudada as suas posições á vários anos’ está errado !!
          Deve ser: por estar a ser estudada as suas posições há vários anos . . .
          🙂

  2. Correcções científicas:
    A Teoria da Relatividade Restrita (ou Especial) resultou de um trabalho de Einstein em 1905.
    A Teoria da Relatividade Geral (TRG) resultou de trabalhos realizados entre 1907 e 1915.
    https://en.wikipedia.org/wiki/List_of_scientific_publications_by_Albert_Einstein
    É necessário acrescentar que em 2015 foram detectadas ondas gravitacionais, também previstas pela TRG, facto amplamente divulgado na Comunicação Social
    https://www.ligo.caltech.edu/news/ligo20160211
    Quem estiver interessado em aprofundar os seus conhecimentos na Teoria da Relatividade existem muitas fontes disponíveis, entre as quais
    https://www.marxists.org/reference/archive/einstein/works/1910s/relative/index.htm

RESPONDER

Forças Armadas aceitaram líder do CDS como voluntário

O Jornal de Notícias escreve esta quinta-feira que as Forças Armadas aceitaram o líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, como voluntário para ajudar nas ações desenvolvidas na luta contra a covid-19 durante o estado …

Portugal duplica capacidade de ventilação. Oito profissionais de saúde nos cuidados intensivos

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, anunciou esta quinta-feira a duplicação dos equipamentos de ventilação e garantiu uma distribuição equilibrada dos testes de despistagem. “Entre ofertas, compras e empréstimos, estaremos em condições de duplicar …

Coreia do Norte reitera que não tem infetados. Coreia do Sul desconfia

A Coreia do Norte reafirmou que não regista nenhum caso de coronavírus (covid-19), numa declaração feita por um alto responsável pelo setor da Saúde de Pyongyang citado esta quinta-feira pela Agência France Presse. A Coreia do …

Ovar já tem linha telefónica própria para retirar pressão à Saúde 24

A Linha de Apoio Covid Ovar vai garantir assistência atempada à comunidade de 55.400 habitantes do concelho e é exclusiva para utentes que suspeitem ter sintomas do novo coronavírus. O Município de Ovar ativa, esta quinta-feira, …

Durão Barroso defende coronabonds (mas a prioridade é outra)

Em entrevista à SIC Notícias, Durão Barroso concordou com a criação dos ​​​​​​​coronabonds, mas defendeu que a prioridade é resolver "a crise humanitária". Durão Barroso considerou, em entrevista à SIC Notícias, que as instituições europeias têm …

Do empréstimo milionário à nacionalização. As soluções da TAP para resistir à crise

A TAP está a enfrentar uma das suas piores crises, face à pandemia de covid-19, e há várias soluções em cima da mesa, desde um empréstimo com aval do Estado à nacionalização da empresa. Para fazer …

"Matem-nos". Presidente das Filipinas autoriza disparos contra quem violar quarentena

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou aos agentes da polícia e aos militares que disparem sobre qualquer pessoa que esteja a causar "problemas" durante o isolamento obrigatório, decretado devido à da pandemia de Covid-19. De …

Há mais de nove mil casos de covid-19 em Portugal. Número de recuperados sobe para 68

Um mês desde o primeiro teste positivo confirmado do novo coronavírus no país, Portugal tem um total de 9.034 casos confirmados de Covid-19, segundo o Relatório da Direção Geral da Saúde sobre a situação epidemiológica …

Ramalho Eanes: "Nós, os velhos, se for necessário oferecemos o nosso ventilador"

O antigo Presidente da República apelou aos mais "velhos", como ele, para darem o exemplo neste combate ao coronavírus, caso Portugal passe por uma situação semelhante à de Itália ou Espanha. Em entrevista à RTP, o …

"Profundamente preocupados". 13 países enviam recado a Viktor Orbán

Portugal e mais 12 países, entre os quais França, Bélgica e Espanha, garantiram, numa declarações conjunta, que apoiam a iniciativa da Comissão Europeia para verificar se as medidas de emergência implementadas respeitam os valores europeus. Os …