Asteroide surpresa acabou de passar muito perto da Terra

JPL / CalTech / NASA

-

Na manhã desta segunda-feira, um asteroide do tamanho de um prédio de dez andares quase atingiu a Terra. O objeto, chamado 2017 AG13 foi identificado apenas no último sábado pelo Catalina Sky Survey da Universidade do Arizona.

O asteroide tem entre 15 e 34 metros de largura e passou pela Terra a 16 km/s, a metade da distância entre a Terra e a Lua.

“Moveu-se muito rapidamente e muito perto de nós”, disse Eric Feldman, astrónomo da Slooh, uma empresa que divulga imagens ao vivo do espaço.

“O asteroide passou pela órbita de dois planetas, Vénus e Terra”, sublinhou Feldman.

Mas, o que teria acontecido se o asteroide tivesse atingido a Terra?

Cientistas da Universidade de Purdue, nos EUA, criaram um simulador chamado “Impact Earth!” que examinou esta possibilidade, e os resultados sugerem que provavelmente não teria sido tão mau como pensávamos.

Se um corpo rochoso de 34 metros de largura tivesse atingido a Terra com um ângulo de 45 graus, teria sido transformado em pó ao atravessar a atmosfera.

O impacto seria suficiente para libertar 700 quilotons de energia, dezenas de vezes mais do que a bomba atómica de Hiroshima.

Mas, como isso aconteceria a uma altura de 16 quilómetros, o som ouvido pelos seres humanos seria o equivalente a uma estrada com muito trânsito. Segundo os cientistas, impactos como este acontecem a cada 150 anos, mais ou menos.

No entanto, os especialistas do observatório do Slooh discordam, apontando que o 2017 AG13 tem um tamanho semelhante ao asteroide que atingiu a Rússia em 2013 e assustou muita gente com a explosão de luz e com milhares de janelas partidas, em Chelyabinsk.

Mark Sykes, diretor do Instituto de Ciência Planetária nos EUA, afirma que os “quase-impactos” entre asteroides e a Terra não são raros.

“Não é um evento assim tão raro, e esse é um dos motivos que o torna tão interessantes”, destacou Sykes.

Apenas no mês de janeiro, são esperadas pelo menos 38 aproximações com a Terra de asteroides parecidos com o 2017 AG13, de acordo com a NASA.

Enquanto que o 2017 AG13 pode ter passado despercebido pelo NEOCam – o telescópio infravermelho responsável por detetar objetos espaciais com cerca de 140 metros de largura – a missão espera conseguir descobrir 10 vezes mais objetos perto da Terra.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

“Demónio de Taganga” libertado em Portugal por atraso no envio de prova

Um cidadão israelita suspeito de liderar uma rede de prostituição em Taganga, Colômbia, e de estar a tentar replicar o esquema na Península Ibérica foi libertado pelo Tribunal da Relação de Lisboa e está a …

Nave russa Soyuz descola do Cazaquistão rumo à Estação Espacial Internacional

Na hora programada, às 21h28 locais (17h28 em Lisboa), a Soyuz MS-13 descolou do Cazaquistão, com o russo Alexandr Skvortsov, o norte-americano Andrew R. Morgan e o italiano Luca Parmitano a bordo. Os três levavam nos …

Costa quer fazer da Saúde a jóia da coroa da legislatura (e Centeno pode desempenhar funções importantes)

O programa eleitoral do PS foi este sábado aprovado, por unanimidade, no final da Convenção Nacional do partido, que decorreu em Lisboa. O programa eleitoral do PS para as legislativas de 06 de outubro foi apresentado …

Há 20 feridos e suspeita de mão criminosa nos incêndios de Castelo Branco e Santarém

O Comandante do Agrupamento Centro Sul da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Belo Costa, disse esta manhã de domingo, que as Forças Armadas estão no terreno com máquinas de rastos, bem como a …

Cemitérios verdes. Especialista britânico sugere enterrar mortos à beira da estrada

O especialista britânico sugere que se use os espaços ao lado das estradas, ferrovias e passeios como "corredores funerários" amigos do ambiente. Uma vez que a ciência ainda não encontrou forma de nos tornar imortais, encontrar …

Consumo de proteínas e laticínios pode ajudar a reduzir risco de diabetes

Cientistas associaram um maior consumo de proteínas e laticínios a um menor risco de diabetes. Em contrapartida, alimentos ricos em calorias foram ligados a um maior risco de diabetes. A diabetes é um problema de saúde …

Médicos alertam: técnica de tapar a boca com fita-cola para dormir melhor é perigosa

Chama-se "buteyko" e consiste em encontrar formas de respirar melhor pelo nariz, entre as quais fechar a boca enquanto dormimos. A tendência está a gerar um debate entre os médicos, que consideram esta técnica perigosa. Foi …

Incentivos financeiros ajudam pessoas a deixar de fumar

Fumar mata um em cada dois fumadores ávidos, mas desistir leva a grandes melhorias na saúde, aumento da esperança de vida e poupança de custos com cuidados de saúde. Pagar às pessoas para pararem de …

Há uma coisa simples que podemos fazer para combater as alterações climáticas: falar sobre o problema

A preocupação com as alterações climáticas pode ser muitas vezes um fardo solitário, mas a verdade é que não precisa de ser assim. De acordo com um novo estudo, simplesmente falar sobre o assunto com …

Em busca das duas princesas alemãs. Vaticano analisa ossários após encontrar túmulos vazios

Os trabalhos começaram esta manhã no cemitério que fica dentro das muralhas do Vaticano e foram analisados os restos dos dois ossários, explicou o porta-voz interino da Santa Sé, Alessando Gisotti. Os ossários estavam perto dos …