Asteróide que matou os dinossauros causou extinção em massa dos megatubarões

(dr) Julius Csotonyi

Lythronax e T-Rex alimentam-se dos restos de um Squalicorax. Ilustração do paleoartista Julius Csotonyi

Os megatubarões foram extintos e tornaram-se peixes comuns devido a uma escassez extrema de alimento, que era constituído por espécies menores das profundezas marinhas, segundo concluiu um estudo de Nicolas Campione, cientista da Universidade da Nova Inglaterra.

Há 66 milhões de anos, a Terra foi atingida no Golfo do México por um enorme asteróide, que eliminou dezenas de espécies de animais em todo o planeta, mudou o clima e todo o processo de evolução em geral.

No entanto, os dinossauros, os insectos e as aves não foram os únicos a sofrer com a queda do famigerado corpo celeste. Recentemente, os cientistas concluíram que o “asteróide-assassino” de dinossauros também foi a causa da morte em massa de várias espécies de tubarões.

Durante toda a era do Cretácico, eram precisamente os tubarões que dominavam os oceanos. Já em terra, os “reis” eram os grandes dinossauros carnívoros e herbívoros.

Alguns destes tubarões alimentavam-se de moluscos e grandes répteis. Infelizmente para os tubarões, o asteróide provocou a extinção maciça dos grandes répteis – como o gigantesco Mosasaurus, que podia atingir 17 metros de comprimento – deixando os megatubarões sem comida.

O cientista Nicolas Campione, da Universidade da Nova Inglaterra, na Austrália, descobriu que os tubarões gigantescos foram extintos precisamente por causa da escassez de alimentação. A pesquisa foi publicada esta quinta-feira na revista Current Biology.

O esqueleto de tubarão é composto essencialmente de cartilagens, o que dificulta os estudos dos tubarões pré-históricos. Mas isso é coisa que se resolve com facilidade – através da observação dos seus dentes.

David Ward / The Natural History Museum

Fóssil de dente de Squalicorax, um gigantesco tubarão do Cretácico que podia chegar aos 5m

O cientista comparou os maxilares de tubarões pré-asteróide e dos tubarões pós-asteróide, mostrando que o número e forma dos dentes mudou verdadeiramente – uma evidência de que as espécies pré-asteróide foram extintas em massa, sendo substituídas por novas espécies.

Segundo Nicolas Campione, apesar de serem maiores que os megatubarões como o Squalicorax, e provavelmente seus predadores, os Mosasaurus faziam parte da dieta dos primeiros. Os Squalicorax alimentavam-se não só dos corpos dos gigantescos répteis mortos, como também de suas crias, explica o cientista.

Após a queda do asteróide, uma parte dos répteis marinhos foi substituída por grandes mamíferos, enquanto outra parte tinha demasiados ossos para servir de alimentação aos tubarões. Deste modo, na época morreram 34% das espécies de carnívoros marinhos.

Parte destas espécies não sobreviveu até aos nossos dias porque durante a evolução se tornaram em peixes comuns. Mas uma boa parte delas, como é o caso dos megatubarões, simplesmente desapareceu porque, concluiu Nicolas Campione, a evolução não é compatível com uma alteração de dieta tão rápida e… radical.

(dr) Universal Pictures

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A teoria do asteróide segundo alguns cientistas independentes já deu o que tinha a dar. Venham novas teorias que a velha já era.

RESPONDER

"Pontos quentes de radiação" detetados perto da zona olímpica de Fukushima

A Greenpeace disse esta quarta-feira que detetou "pontos quentes" de radiação perto do local partida do próximo lançamento da chama olímpica pelo Japão, escreve o jornal britânico The Guardian. A organização ambientalista diz que detetou …

Tubarões reúnem-se todos os anos em Israel (e não se sabe porquê)

Um grupo de investigadores iniciou a quinta temporada de um estudo de um fenómeno incomum: uma concentração de tubarões num lugar na costa mediterrânea de Israel. Os funcionários da Estação de Investigação Mrina Morris Kahn, da …

Casa Pia 0-3 FC Porto | Jogo desbloqueado na segunda parte

O FC Porto venceu hoje o Casa Pia por 3-0, na segunda jornada do Grupo D da Taça da Liga, mas precisou de 50 minutos para fazer o primeiro golo ao penúltimo classificado da II …

Quanto vale a vida do seu cão (e a importância que isso tem)

Quanto vale a vida do seu cão? A resposta a esta pergunta pode ser mais importante do que aquilo que pensa e pode mudar drasticamente o preço que pagamos pela sua saúde e bem-estar. Os norte-americanos …

Asteróide passará esta sexta-feira pela Terra a 27.000 km/hora

Um asteróide de grandes dimensões passará pela Terra, atingindo o seu ponto mais próximo do nosso planeta esta sexta-feira, dia 6 de dezembro. O corpo celeste, importa frisar, não representa qualquer perigo para o Homem. …

Banco de França vai testar moeda digital em 2020

O governador do Banco de França anunciou na quarta-feira o lançamento de testes no próximo ano para uma moeda digital, que pode servir de precedente para uma iniciativa do mesmo tipo à escala da zona …

Atlético de Madrid na corrida por Gabigol

O Atlético de Madrid entrou na corrida pela contratação de Gabigol, o artilheiro que está ao serviço do Flamengo por empréstimo do Inter de Milão. A notícia é avançada pelo jornal italiano Gazzetta Dello Sport, …

Australiana condenada a prisão por ter mentido no currículo

Uma australiana de 45 anos foi condenada a um ano de prisão efetiva por ter mentido no seu currículo para conseguir uma vaga no Governo regional, conta esta quinta-feira a ABC Australia. Veronica Hilda Theriault foi …

Homem da comunicação de Rui Rio pertence à maçonaria

João Tocha, o homem que o líder do PSD escolheu para fazer parte da sua comunicação, é maçon, avança a revista Visão esta quinta-feira. Em declarações à Visão, João Tocha, iniciado no Grande Oriente Lusitano …

Marco Silva despedido do Everton

O treinador português Marco Silva foi hoje despedido pelo Everton, clube da Primeira Liga inglesa de futebol, um dia depois do desaire por 5-2 no reduto do rival da cidade, o campeão europeu Liverpool. “O Everton …