Um asteróide do tamanho de uma casa passou hoje pela Terra

O asteróide 2012 TC4 passou esta quinta-feira perto da Terra, a um oitavo da distância do nosso planeta à Lua. À escala cósmica, é um fio de cabelo. Mas com “apenas” o tamanho de uma casa, o 2012 TC4 era um asteróide… inofensivo.

O asteróide 2012 TC4 tem 13 metros de diâmetro, pelo que é considerado pequeno, o que significa que, mesmo no momento em que esteve à sua menor distância da Terra – 43 mil quilómetros – foi necessário um telescópio bastante potente para o poder observar.

O pequeno asteróide foi descoberto em 2012 pelo telescópio Pan-STARRS, do observatório Haleakala, da agência espacial norte-americana NASA, no Havai. No entanto, pouco tempo depois, o 2012 TC4 desapareceu do alcance dos telescópios terrestres.

Com a ajuda do Astro-Model, um instrumento de modelação de processos e fenómenos espaciais, cientistas da Universidade Federal Báltica de Immanuel Kant, na Rússia, traçaram a trajectória do 2012 TC4 e estudaram-no. Passou perto da Terra, mas não houve qualquer risco. Não foi este, certamente, o asteróide do fim do mundo.

Também a NASA confirma: não havia motivo para alarme. Mesmo que o asteróide chegasse a entrar na atmosfera terrestre – o que nunca esteve perto de acontecer -, seria fragmentado e apenas um pequeno meteorito, do tamanho do que caiu em Chelyabinsk em 2013, atingiria o solo.

Ainda assim, recorde-se que o impacto do meteorito de Chelyabinsk libertou uma energia equivalente a várias bombas atómicas, tendo causado 1300 feridos – a maior parte dos quais, com pequenos cortes provocados pelos estilhaços de vidros de janelas partidas.

À meia-noite, o 2012 TC4 passou a 43 mil quilómetros do nosso planeta. Em dimensões espaciais, é muito, muito perto: por comparação, a distância entre a Terra e a Lua é oito vezes maior.

Não é todos os dias que corpos celestes passam tão perto. Segundo o JPL, da NASA, a probabilidade de impacto era praticamente nula, mas havia uma probabilidade muito baixa de que o corpo celeste se aproximasse a apenas 11 mil km da superfície da Terra.

Este é o segundo dos cinco asteróides conhecidos que passam perto da Terra por estes meses, e que deixaram os astrónomos de olhos no céu. Mas como diz Ron Baalke, astrónomo principal da NASA, o que preocupa mesmo os cientistas são os asteróides que não conhecemos.

PARTILHAR

RESPONDER

Acesso à Internet deve ser considerado direito humano básico

Uma nova investigação, levada a cabo pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido, concluiu que acesso à Internet deve ser um direito humano básico, pois significa a capacidade participar na vida pública. Merten Reglitz, professor de …

Fórmula 1 quer atingir emissões zero de CO2 até 2030

A Fórmula 1 pretende reduzir a zero as emissões de CO2 até 2030, com base num plano que pretende “pôr em marcha de imediato”, anunciou esta terça-feira a Federação Internacional do Automóvel (FIA). O plano divulgado …

A Tesla vai lançar a sua misteriosa pickup “cyberpunk” elétrica ainda este mês

A nova Tesla Cybetruck já tem data de lançamento após um longo tempo de espera. O fundador da empresa, Elon Musk, anunciou que a carrinha "pickup" será revelada no dia 21 de novembro. O anúncio foi …

Asteróide "potencialmente perigoso" aproxima-se da Terra esta quarta-feira

Um asteróide com 147 metros de diâmetro, caracterizado pela NASA como "potencialmente perigoso" vai aproximar-se da Terra esta quarta-feira. Em causa está o corpo rochoso UN12 2019, explica a agência espacial norte-americana, dando conta que o …

Encontrado submarino da II Guerra Mundial que esteve perdido durante 75 anos (devido a um erro de tradução)

Uma equipa de exploradores oceânicos privada encontrou na costa do Japão um submarino do exército norte-americano do tempo da II Guerra Mundial, que estava desaparecido há 75 anos por causa de um erro num dígito …

Uma casa esteve a afundar-se no Tamisa para alertar para a subida do nível dos oceanos

No passado domingo, quem passou junto ao rio Tamisa, em Londres, não deverá ter ficado indiferente à típica casa dos subúrbios ingleses que se afundava perto da Tower Bridge. Felizmente, de acordo com a agência Reuters, …

A defesa de Lage é a melhor do Benfica em quase 30 anos

A defesa de Bruno Lage leva apenas quatro golos sofridos em 11 jornadas, o que faz dela a melhor defesa do campeonato e a melhor do Benfica desde a temporada de 1990/1991, escreve o jornal …

OE2020. “Não vamos para negociar”, esclarece Jerónimo de Sousa

O PCP vai reunir esta quarta-feira com o Governo com vista ao Orçamento de Estado para 2020. Jerónimo de Sousa esclareceu esta terça-feira que os comunistas não vão para negociar, sendo "manifestamente exagerado dizer que …

Benjamin "morreu" enquanto cumpria pena de prisão perpétua. Agora está vivo e quer a liberdade

Um norte-americano, de 66 anos, que cumpre pena de prisão perpétua por ter espancado um homem até à morte em 1996, pretendia ser libertado, uma vez que o seu coração parou por breves instantes. Em 1996, …

“Máfia do Sangue”. Ministério Público deixa Octapharma fora da acusação

O Ministério Público (MP) deixou a farmacêutica Octapharma fora da acusação da operação "O Negativo" por considerar que o ex-administrador Lalanda e Castro montou um esquema de corrupção para a venda de plasma ao Serviço …