Um asteroide do tamanho de uma casa passou hoje pela Terra

O asteróide 2012 TC4 passou esta quinta-feira perto da Terra, a um oitavo da distância do nosso planeta à Lua. À escala cósmica, é um fio de cabelo. Mas com “apenas” o tamanho de uma casa, o 2012 TC4 era um asteróide… inofensivo.

O asteróide 2012 TC4 tem 13 metros de diâmetro, pelo que é considerado pequeno, o que significa que, mesmo no momento em que esteve à sua menor distância da Terra – 43 mil quilómetros – foi necessário um telescópio bastante potente para o poder observar.

O pequeno asteróide foi descoberto em 2012 pelo telescópio Pan-STARRS, do observatório Haleakala, da agência espacial norte-americana NASA, no Havai. No entanto, pouco tempo depois, o 2012 TC4 desapareceu do alcance dos telescópios terrestres.

Com a ajuda do Astro-Model, um instrumento de modelação de processos e fenómenos espaciais, cientistas da Universidade Federal Báltica de Immanuel Kant, na Rússia, traçaram a trajectória do 2012 TC4 e estudaram-no. Passou perto da Terra, mas não houve qualquer risco. Não foi este, certamente, o asteróide do fim do mundo.

Também a NASA confirma: não havia motivo para alarme. Mesmo que o asteróide chegasse a entrar na atmosfera terrestre – o que nunca esteve perto de acontecer -, seria fragmentado e apenas um pequeno meteorito, do tamanho do que caiu em Chelyabinsk em 2013, atingiria o solo.

Ainda assim, recorde-se que o impacto do meteorito de Chelyabinsk libertou uma energia equivalente a várias bombas atómicas, tendo causado 1300 feridos – a maior parte dos quais, com pequenos cortes provocados pelos estilhaços de vidros de janelas partidas.

À meia-noite, o 2012 TC4 passou a 43 mil quilómetros do nosso planeta. Em dimensões espaciais, é muito, muito perto: por comparação, a distância entre a Terra e a Lua é oito vezes maior.

Não é todos os dias que corpos celestes passam tão perto. Segundo o JPL, da NASA, a probabilidade de impacto era praticamente nula, mas havia uma probabilidade muito baixa de que o corpo celeste se aproximasse a apenas 11 mil km da superfície da Terra.

Este é o segundo dos cinco asteróides conhecidos que passam perto da Terra por estes meses, e que deixaram os astrónomos de olhos no céu. Mas como diz Ron Baalke, astrónomo principal da NASA, o que preocupa mesmo os cientistas são os asteróides que não conhecemos.

RESPONDER

Além de um ícone da ciência, Marie Curie também foi uma heroína de guerra

Marie Curie foi, além de uma cientista conceituada, vencedora de dois prémios Nobel, uma filantropa que usou as suas competências na área da ciência para ajudar a salvar vidas na I Guerra Mundial. Se perguntarmos a …

Incêndios: Costa garante que "nada ficará como dantes", a ministra "não teve férias"

O primeiro-ministro pediu hoje consenso político para a aplicação das recomendações da comissão independente aos fogos de junho e prometeu que, no fim dos incêndios, o Governo assumirá totais responsabilidades na reconstrução do território e …

Mosteiro alemão com 900 anos vai fechar. Não há monges

Um antigo mosteiro na Alemanha, com quase nove séculos de actividade, está prestes a fechar as portas, devido a problemas financeiros e à escassez de monges. À medida que a Igreja Católica vê declinar significativamente o …

Furacão Ophelia com ventos de 150 Km/h faz três mortos na Irlanda

A Irlanda está em alerta vermelho com os ventos provocados pelo furacão a atingirem os 150 km/h. A tempestade provocada pelo furacão Ophelia causou esta segunda-feira a morte de três pessoas na Irlanda, segundo informações da …

Oposição venezuelana não aceita resultados das eleições regionais

O Conselho Nacional Eleitoral dá conta de que o PSUV, o partido no Governo, ganhou em 17 dos 23 Estados do país, nas eleições deste domingo. A aliança opositora venezuelana Mesa de Unidade Democrática (MUD) rejeitou, …

Número de mortos em atentado na Somália já ultrapassou os 300

O número de mortos do violento atentado terrorista registado no sábado em Mogadíscio, capital da Somália, já ultrapassou as três centenas, havendo, porém, a certeza que o total vítimas será ainda maior, indicou fonte médica …

Astrónomos detetam um novo tipo de ondas gravitacionais: "O princípio de uma nova era"

Segundo os cientistas, as novas emissões de radiação agora detetadas são consequência da fusão de duas estrelas de neutrões numa galáxia distante. Uma equipa internacional anunciou esta segunda-feira ter conseguido ver através da luz e das …

Sal no pão vai baixar ainda mais a partir de 2018

O teor de sal no pão vai baixar ainda mais a partir do próximo ano, de acordo com um protocolo que será assinado, esta segunda-feira, entre o Estado e a indústria da panificação e pastelaria. Segundo …

Falsos recibos verdes podem enfrentar "aumento de impostos desumano" em 2018

"Um aumento de impostos desumano", é o que antecipa o fiscalista Mendes da Silva sobre as mudanças no regime simplificado dos trabalhadores independentes, os chamados recibos verdes, que estão previstas no Orçamento de Estado para …

Bancos obrigados a comunicar mais cedo transferências para offshores

Os bancos serão obrigados a comunicar mais cedo à administração tributária a lista das transferências realizadas para contas sediadas em paraísos fiscais sempre que as movimentações ultrapassem os 15 mil euros. As declarações deveriam ser feitas …