ASAE apreendeu o livro “As Gémeas Marotas” em Biblioteca municipal

DR

As Gémeas Marotas de Brick Duna

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu, nesta terça-feira, o livro “As Gémeas Marotas” na biblioteca municipal dos Olivais, em Lisboa. O caso foi denunciado nas redes sociais e já confirmado pela ASAE que não avança explicações quanto ao motivo da apreensão.

“As Gémeas Marotas” é um livro ilustrado controverso, dados o seu conteúdo sexual e as imagens infantis, que foi lançado em Portugal em 1970, e reeditado em 2012.

A obra é uma paródia erótica da história infantil da personagem Miffy, uma pequena coelha branca que foi criada pelo autor holandês Dick Bruna que morreu em 2017, aos 89 anos de idade.

Assinada pelo pseudónimo Brick Duna, num jogo de palavras evidente com o autor original de Miffy, a obra “não consta do catálogo de nenhuma editora nacional” e só estará disponível em Portugal, segundo apurou o Expresso. Presume-se, assim, que seja de um autor português.

A obra de conteúdo sexual e erótico faz parte do catálogo de livros das Bibliotecas de Lisboa e estava localizada na secção “Ficção Adultos”. O Expresso nota que a Biblioteca dos Olivais era a única que tinha o livro que foi apreendido pela ASAE na terça-feira, segundo a denúncia que surgiu nas redes sociais.

A apreensão foi confirmada ao Expresso pela ASAE que não avança, contudo, justificações para a medida. Há rumores de que pode ter sido motivada por uma denúncia da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) devido a questões relacionadas com os direitos de autor.

Contactada pelo Expresso, a editora responsável pela publicação dos livros da Miffy em Portugal, a ASA, assegura que não apresentou qualquer queixa, realçando que “nem tinha conhecimento da existência” do livro.

Entretanto, pelas redes sociais há várias críticas à obra por se considerar que incentiva crianças a iniciarem a vida sexual e que faz a “apologia da pedofilia”.

“As Garotas Marotas” já estiveram envolvidas numa polémica no Brasil, no âmbito da Bienal do Rio de Janeiro, depois de terem surgido rumores de que o livro estaria a ser vendido a crianças. Veio depois a descobrir-se que as imagens que tinham sido divulgadas nas redes sociais para ilustrar essa alegada venda eram de uma feira do livro em Portugal. A obra nunca terá estado à venda no Brasil.

O livro também deu que falar noutros países, nomeadamente em Itália, com as imagens divulgadas a serem da edição portuguesa do livro. Presume-se que a obra seja de autor português, só não se sabe quem ele é.

SV, ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Se a ASAE apreendeu o livro por uma questão de censura, fez muito bem. Como é que as editoras conseguem publicar este tipo de coisas?
    Tem de se proteger e respeitar os direitos das crianças, e não deixá-las à mercê das mentes perversas de alguns adultos.

  2. É curioso!
    Um livro com ilustração e grafia infantil estava na secção “Ficção Adultos”. Será um livro para dar ânimo à imaginação dos adultos ou será uma história para os crescidos contarem aos pequenitos?

RESPONDER

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …

Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em …

"Dos 4 mil euros que ganho, 3 mil vão para os frades". O padre Vítor Melícias recusa que Tomás Correia ainda controle o Montepio

O padre Vítor Melícias, presidente da Assembleia Geral do Montepio, diz que Tomás Correia "faz falta, mas fez muito bem" em abandonar a liderança da mutualista Montepio. "Dizer que Tomás Correia continua a controlar através …