As vacinas são para toda a vida

As vacinas fazem parte do dia-a-dia dos profissionais de saúde, que, 50 anos após a criação do Programa Nacional de Vacinação, ainda tentam convencer os utentes que esta medida é para toda a vida e não apenas na infância.

“A vacinação é para a vida inteira. Enquanto cá estamos devemos estar protegidos contra as doenças”, disse à Lusa Luísa Carvalho, médica de família na Unidade de Saúde Familiar Gerações, em Lisboa.

A clínica sublinhou a importância da vacina contra o tétano e a difteria, que é preciso atualizar de dez em dez anos.

José Soares, 53 anos e utente nesta USF, reconheceu que durante anos teve as vacinas atrasadas, mas recentemente tomou consciência da necessidade de ter esta medida profilática atualizada e agora não falha a toma.

“Não é porque nos apeteça, mas porque faz bem”, disse à Lusa após tomar a vacina contra o tétano e a difteria, sublinhando a importância desta imunização que evita doenças “que podem levar à morte”.

Disso mesmo também tem consciência Maria Ângela da Silva, 65 anos, que não falha uma toma, nem mesmo da vacina contra a gripe que recebe anualmente.

“Temos de ter muito cuidado com as nossas doenças, se queremos chegar até aos 100” anos, disse.

Após atualizar o seu boletim de vacinas com a prevenção do tétano e da difteria, a sexagenária sublinhou que assim está mais protegida.

E dá o exemplo da vacina contra a gripe – que toma anualmente – e que a tem impedido de ficar doente.

“Vacinei-me no ano passado e nunca mais tive gripe“, disse.

Para Sofia, 20 anos, não vacinar-se seria “quase hipócrita”, principalmente porque está a estudar Saúde.

A vacinação “é fundamental, é o melhor método de prevenção que há. É a forma mais valiosa de saúde pública que nós temos”.

Para Luísa Carvalho, “a vacinação já está muito instaurada nos hábitos dos portugueses”.

Porém, nos mais idosos, “ainda há a noção de que não é preciso manter o Programa Nacional de Vacinação e temos o dever de informar que é preciso atualizá-lo”.

Sobre as novas vacinas que têm vindo a ser introduzidas no PNV, Luísa Carvalho disse que a imunização contra o meningococo-C, no Programa desde janeiro de 2006, “foi muito em aceite e tem uma boa taxa de cobertura”.

Relativamente à vacina contra o Vírus do Papiloma Humano, uma das causas do cancro do colo do útero, que consta do PNV desde 2008, a médica disse que “as pessoas ainda têm a ideia de que a vacina deve ser feita quando se inicia a vida sexual”.

“O nosso objetivo é proteger muito antes dessa altura. Mais uma vez, é um trabalho de educação para a saúde que está a ser bem recebido”, adiantou.

Em Portugal, são administradas gratuitamente através do Serviço Nacional de Saúde as vacinas que protegem contra a tuberculose, difteria, tétano, tosse convulsa, doença invasiva por Haemophilus influenzae tipo b, poliomielite, sarampo, papeira, rubéola, hepatite B, doença meningocócica C e infeção pelo VPH.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Voos entre Portugal e Reino Unido suspensos a partir de sábado

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou esta quinta-feira, depois do Conselho Europeu, que as ligações aéreas de e para o Reino Unido ficarão suspensas a partir das zero horas deste sábado, visando diminuir o risco de …

PSD pede ao Governo que organize o ato eleitoral com segurança (e apela ao voto em Marcelo)

O presidente do PSD apelou ao Governo que organize o ato eleitoral de domingo de forma a que as pessoas “sintam segurança” e pediu aos portugueses que vão votar, recordando, contudo, que defendeu o adiamento …

"Reaparecimento" de Jack Ma faz disparar o valor da Alibaba

Jack Ma, fundador da Alibaba, participou numa conferência online nesta quarta-feira, depois de mais de dois meses sem aparecer em público, fazendo disparar o valor de mercado da sua empresa, avança a Bloomberg. De acordo …

15 testes de covid-19 por mês: Rui Costa antevê a nova época

Ciclista português quer terminar o ano no topo da tabela UCI. Os Jogos Olímpicos estão na lista de prioridades mas a Volta a França também pode aparecer no calendário. Rui Costa entra na nova temporada com …

A segurança da Casa Branca pode estar em perigo (e a culpa é da bicicleta estática de Biden)

Na quarta-feira, Joe Biden assumiu a presidência dos Estados Unidos, o que significa que, a partir de agora, viverá na Casa Branca. Porém, os hábitos do novo Presidente podem ameaçar a segurança das informações de …

Rio acusa Costa de desgoverno: Só fechou as escolas por "pressão da opinião pública"

O presidente do PSD considerou que o Governo não fechou as escolas mais cedo porque não estava preparado para o fazer, acusando o primeiro-ministro de “desgoverno” e de só ter decidido perante “pressão da opinião …

Lei da eutanásia aprovada na especialidade. PS, BE e PAN votaram a favor

A lei da morte medicamente assistida foi esta quinta-feira aprovada, na especialidade, na comissão de Assuntos Constitucionais, com os votos favoráveis do PS, BE e PAN, o voto contra do CDS-PP e PCP e abstenção …

MP abre inquérito à morte de idoso que esperou três horas em ambulância em Portalegre

O Ministério Público (MP) abriu um inquérito sobre a morte de um idoso, de 87 anos, na passada segunda-feira, no hospital de Portalegre, depois de estar quase três horas numa ambulância. Questionada pela agência Lusa através …

AHRESP pede revogação da proibição de venda de bebidas em take away

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) defendeu, na quarta-feira, a revogação da proibição da venda, no 'take away' de qualquer tipo de bebidas, alertando que o que se pretende impedir é …

Governo garante que Portugal terá todas as vacinas para cumprir plano de vacinação

O Ministério da Saúde garantiu que Portugal terá todas as vacinas necessárias para cumprir o plano de vacinação estabelecido, tendo já assegurado mais de 31 milhões de doses, suficientes para vacinar mais de 18 milhões …