As mulheres sofrem mais com o fim das relações (mas recuperam mais depressa)

De acordo com um grupo de cientistas britânicos e americanos, as mulheres sofrem mais com o fim das suas relações amorosas, mas recuperam mais rapidamente do que os homens.

O estudo, publicado na revista científica Evolutionary Behavioural Sciences, revela que as mulheres sofrem um maior impacto emocional e físico.

No entanto, tendem a recuperar mais rapidamente do que os homens, tornando-se emocionalmente mais fortes.

Já no lado do sexo masculino, os homens não conseguem recuperar totalmente e, por isso, tendem a seguir em frente.

O estudo foi o resultado de uma parceria entre a Universidade de Binghamton, Estados Unidos, e a britânica University College London e contou com a participação de 5705 depoimentos de 96 países.

Segundo Craig Morris, coordenador da pesquisa e investigador em antropologia na Universidade de Binghamton, as diferenças são causadas por razões biológicas.

“Basicamente, as mulheres evoluíram para investir muito mais num relacionamento do que os homens”, diz o coordenador do estudo.

“É este risco de maior investimento biológico que, em termos evolutivos, fez as mulheres ficarem mais exigentes na escolha de um parceiro. Portanto, a perda de um relacionamento de qualidade é mais dolorosa para as mulheres”, acrescenta.

Por outro lado, os homens têm evoluído para competir pela atenção das mulheres e, portanto, a perda não magoa tanto no início mas custa mais a ser ultrapassada.

Universidade de Binghamton

Craig Morris, professor na Universidade de Binghamton, EUA, e coordenador do estudo

Craig Morris, professor na Universidade de Binghamton, EUA, e coordenador do estudo

Através de um questionário online, os participantes tiveram de descrever como reagem emocionalmente quando acabam um relacionamento e que tipo de respostas físicas já experimentaram.

No geral, os dois géneros sentem as emoções com uma intensidade semelhante. Em ambos os casos, a raiva foi a resposta mais dada na parte das emoções e a insónia na parte física.

As mulheres relataram uma maior intensidade que os homens em quase todos os fatores após o final de uma relação.

Relativamente às emoções, para além da raiva, destacaram emoções como a ansiedade, a depressão e o medo de falhar no seu desempenho académico e/ou profissional.

Em relação à parte física, as náuseas, a falta de apetite, os ataques de pânico e alterações de peso e do sistema imunológico são alguns exemplos.

Enquanto isso, os homens apresentaram uma maior intensidade em apenas dois fatores emocionais: a perda de concentração e a insensibilidade emocional.

Segundo Morris, a maioria das pessoas vive, em média, três ruturas amorosas antes de atingir os 30 anos de idade e, pelo menos, uma magoa o suficiente para nos afetar durante semanas ou meses.

“Algumas pessoas chegam a perder o emprego, estudantes deixam de ir às aulas e alguns indivíduos podem mesmo desenvolver padrões extremamente destrutivos de comportamento”, afirma.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Leis draconianas na Malásia. Fahmi Reza foi detido por insultar a rainha com playlist no Spotify

A sátira desempenha um importante papel na sociedade. Na Malásia, as leis draconianas estão a reacender o debate em torno da liberdade de expressão. Fahmi Reza, um artista gráfico e ativista social malaio, foi detido no …

António Barreto

Portugal vai ter "um problema de cor de pele" (por muitos anos e com conflitos)

O sociólogo António Barreto considera que Portugal vai "ter um problema" de "cor de pele" e "por muitos anos". Uma ideia defendida numa entrevista onde se reporta para "o que se passa em toda a …

Um laboratório vivo. Há residentes "superimunes" à covid-19 numa pequena cidade italiana

A pequena cidade de Vo, no norte de Itália, tornou-se um dos primeiros locais com um surto de covid-19 da Europa em fevereiro de 2020. Agora, os cientistas descobriram que a cidade abriga um número …

Portugal com duas mortes e 406 novos casos nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje duas mortes atribuídas à covid-19, 406 novos casos de infeção pelo coronavírus e nova descida no número de internamentos em enfermaria e em cuidados intensivos, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo …

Portugal "tem nível de rendimentos baixíssimo". Muitos municípios que perdem população desde o final II Guerra

Portugal tem municípios que perdem população desde o final da II Guerra Mundial e dificilmente fenómenos como o teletrabalho irão alterar esta paisagem, na opinião do geógrafo Álvaro Domingues, da Universidade do Porto. Em entrevista à …

Gestora em teletrabalho esqueceu-se da filha no carro. Bebé encontrada sem vida sete horas depois

Maria Pilar, uma bebé de dois anos, morreu esta sexta-feira, depois de ter ficado esquecida dentro do carro durante cerca de sete horas. A menina de dois anos esteve cerca de sete horas dentro do carro, …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Cimeira Social cheia de boas intenções deixa factura de um milhão de euros (e "erro" na comida da PSP)

Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia comprometeram-se, na Cimeira Social do Porto, a "trabalhar em prol de uma Europa social". Mas o evento deixa uma polémica com as refeições distribuídas aos …

Alfredo Casimiro contrata Banco Nomura para vender 50,1% da Groundforce

O principal acionista da Groundforce anunciou este sábado, em comunicado, ter contratado o banco Nomura para assessorar a venda da participação de 50,1% da Pasogal na empresa de handling Groundforce, e pediu "especial atenção" ao …

Transferência para o Wolves. Diogo Jota recorda palavras de Jorge Mendes: "Vês como eu tinha razão?"

Diogo Jota, atual avançado do Liverpool, recuou no tempo e enfatizou a importância de Jorge Mendes na progressão da sua carreira. O avançado internacional português, que se transferiu esta temporada para o Liverpool, trocou o Atlético …

Um total de 19.359 agregados pagaram adicional de solidariedade do IRS

Entre o Continente e as regiões autónomas dos Açores e da Madeira são 19.359 os agregados com rendimento coletável acima dos 80 mil euros e que, por esse motivo, foram chamados a pagar taxa adicional …