Arquipélago russo em estado de emergência após invasão de ursos polares famintos

Uma região remota da Rússia activou o estado de emergência devido a uma invasão de dezenas de ursos polares à procura de comida.

O alerta foi emitido pelas autoridades do arquipélago de Nova Zembla, onde vivem algumas centenas de pessoas. Há relatos de ursos que atacaram pessoas, e alguns que invadiram mesmo residências e edifícios públicos.

Classificados como espécie ameaçada, estes animais são afetados pelas alterações climáticas e estão cada vez a ser forçados a procurar comida em outros lugares.

Com a redução dos glaciares no oceano Ártico devido ao aquecimento global do planeta, essta espécie de urso é forçada a mudar os hábitos de caça e a passar mais tempo em terra à procura de comida, o que aumenta a possibilidade de conflito com humanos.

Em 2016, cinco cientistas russos estiveram sitiados durante algumas semanas numa estação meteorológica remota em Troynoy, a oeste de Nova Zembla, depois de um grupo de ursos ter cercado o local. A caça de ursos é proibida na Rússia, e a agência federal de Meio Ambiente rejeitou autorização para os abater.

Em Nova Zembla, os ursos perderam o medo dos agentes da polícia e dos sinais usados para os afastar ou conter, o que, segundo as autoridades locais, leva à necessidade de medidas mais drástica. Se todas as outras medidas falharem, o abate pode ser a única solução.

O principal assentamento do arquipélago, Belushya Guba, registou 52 ursos polares nas proximidades, sendo que entre 6 e 10 deles circulam constantemente pelo território.

O administrador do Governo local, Vigansha Musin, afirmou que há pelo menos cinco ursos na região militar local, onde se encontram situadas instalações de defesa aérea da Rússia. “Estou em Nova Zembla desde 1983. Nunca houve uma invasão de ursos desse tipo“, garantiu Musin em comunicado.

O braço direito do administrador local, Alexander Minayev, afirmou que o quotidiano dos habitantes foi afectado pela ameaça dos ursos. “As pessoas estão aterrorizadas, com medo de sair de casa. As rotinas foram modificadas, e pais hesitam em deixar os filhos ir à escola”, disse Minayev.

Avatar // BBC

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Já falam em abater, não seria melhor transportar-lhes alimento a uma determinada distância que os mantivesse nutridos e ao mesmo tempo afastados dos humanos? Ou será que vão optar pela extinção e mais tarde gastar milhões de euros em experiências em vão tentando reviver a espécie?

  2. Sem duvida….O desaparecimento do seu habitat não é da responsabilidade deste majestoso animal. O aparecimento ser humano foi a pior coisa que aconteceu a este maravilhoso planeta, levando ao drama do desaparecimento das espécies que vemos todos os dias assim como à destruição diária do mesmo . Ainda ponderam abater os animais???? Não será mais fácil criar condições para que estes animais vivam com dignidade? Eles não querem mais do que o direito de ter alimento, alimento esse que o ser humano lhes está a destruir. Lembro que a destruição desta e de outras espécies, destruindo o equilíbrio da Terra será meio caminho andado para o fim da raça humana.

RESPONDER

PRR. Governo admite pedir mais 2,3 mil milhões de euros para capitalizar empresas

Capitalização e inovação das empresas, e a possibilidade de pedir mais 2,3 mil milhões de euros (para um total de cinco mil milhões) na componente de empréstimos. António Costa fez, durante a tarde desta sexta-feira, …

OMS alerta para crescimento "preocupante" de casos no mundo

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou esta sexta-feira para o continuo crescimento de casos de covid-19 no mundo, referindo que o número de novos casos confirmados por semana quase duplicou nos últimos …

Há falta de sedativos em hospitais brasileiros. Médicos intubam doentes "conscientes"

Estão a surgir vários relatos de profissionais de saúde brasileiros forçados a intubar pacientes sem o auxílio de sedativos. No Brasil, de acordo com a Associated Press, há profissionais de saúde a intubar pacientes sem recurso …

Governo acusado de financiar queima de resíduos recicláveis com 50 milhões de euros

A associação ambientalista Zero acusa o Ministério do Ambiente de utilizar 50 milhões de euros do Fundo Ambiental para financiar a queima de resíduos recicláveis em Lisboa e Porto, indo contra a nova legislação sobre …

Zimbabué. Sem nacionalidade reconhecida, milhares de pessoas lutam de forma desigual por educação e saúde

Centenas de milhares de pessoas no Zimbabué foram marginalizadas e forçadas a lutar de forma desigual pelo acesso à educação, saúde e habitação, porque não têm nacionalidade reconhecida pelo país, acusou um relatório da Amnistia …

Nova Entidade para a Transparência volta a derrapar. Só arranca em 2023

A nova Entidade para a Transparência, o organismo para fiscalizar políticos e altos cargos públicos aprovado em 2019, só deverá arrancar em 2023. A previsão foi avançada por João Caupers, presidente do Tribunal Constitucional (TC), numa …

Bicicleta de Taremi vence prémio de Golo da Semana da Champions

O golo do avançado iraniano, marcado nos instantes finais do jogo contra o Chelsea, que ditou a eliminação do FC Porto da Liga dos Campeões, foi eleito o "Golo da Semana" na prova. "Este chuto espetacular …

Governo levanta suspensão de voos essenciais de e para Brasil e Reino Unido

O Governo levantou, esta sexta-feira, a suspensão de voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido, mas apenas para viagens essenciais.  Os voos com origem ou destino no Brasil e Reino Unido vão …

A Liga dos Campeões vai mudar: mais equipas e um formato inédito

O comité de competições da UEFA reuniu-se esta sexta-feira para aprovar o novo modelo da Liga dos Campeões. O novo formato vai vigorar entre 2024 e 2027. Embora ainda não tenham sido avançadas informações oficiais, o …

Depois do Sofagate, agora é von der Leyen quem está a ser acusada de quebrar o protocolo

Diplomatas da União Europeia dizem que a presidente da Comissão Europeia quebrou o protocolo, uma vez que foi o seu chefe de gabinete que respondeu ao convite da Ucrânia para que marcasse presença na cerimónia …