Arménia anuncia trégua com Azerbaijão após “mediação” russa

Aziz Karimov / EPA

Nagorno-Karabakh depois de bombardeamentos

A Arménia anunciou na tarde de hoje uma trégua com o Azerbaijão com “mediação” da Rússia, após um dia de confrontos entre forças dos dois países perto da disputada região do Nagorno-Karabakh.

“Foi concluído um acordo com mediação da parte russa para pôr termo aos disparos na fronteira oriental da Arménia a partir das 18:30” (14:30 em Lisboa), indicou em comunicado o Ministério das Defesa arménio.

“A situação está relativamente estabilizada”, assegurou, antes de indicar que um soldado arménio foi morto nos confrontos de hoje.

Previamente, a Arménia tinha anunciado diversas baixas militares nos combates de hoje com o Azerbaijão e que motivaram receios sobre um reinício da guerra que opôs no outono de 2020 os dois países rivais do Cáucaso.

As tensões voltaram a agravar-se nas últimas semanas entre a Arménia e o Azerbaijão, duas antigas repúblicas soviéticas, que no domingo já se tinham acusado mutuamente de disparos na fronteira comum.

No outono de 2020, os dois países vizinhos do Cáucaso do sul envolveram-se num curto mas sangrento conflito em torno do enclave de Nagorno-Karabakh — já palco de uma primeira guerra no início da década de 1990 — e que provocou mais de 6.500 mortos.

Após um acordo de cessar-fogo foi estabelecido o envio de uma força militar russa de manutenção da paz.

Os combates implicaram uma pesada derrota da Arménia, forçada a ceder diversas regiões situadas em torno do enclave separatista de maioria arménia, em território do Azerbaijão, e agora mais expostas às eventuais ofensivas das forças militares azeris.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.