Arábia Saudita prepara-se para vender parte da sua “joia da coroa”

A Arábia Saudita iniciou negociações com uma empresa estrangeira para alienar 1% da petrolífera Aramco, anunciou o príncipe herdeiro saudita, Mohammed Bin Salman, em entrevista.

“Estão em curso as negociações para a aquisição de 1% do capital da Aramco por uma das principais empresas do setor da energia do mundo, e isso será benéfico para as vendas da Aramco neste país”, disse o herdeiro saudita, sem adiantar pormenores.

A Aramco já tinha vendido parte do capital em dezembro de 2019, uma venda que arrecadou 29,4 mil milhões de dólares (mais de 24 mil milhões de euros).

No início de abril, a petrolífera vendeu uma participação minoritária de uma empresa para a norte-americana EIG Global Energy Parteners, por 12,4 mil milhões de dólares (mais de dez mil milhões de euros).

Estas alienações demonstram o desejo de Riade de arrecadar fundos que financiem a diversificação da economia saudita.

Atualmente, a China é o maior comprador de petróleo saudita, importando mais petróleo do reino do que de qualquer outro país em 2020, de acordo com dados da Administração Geral das Alfândegas da China.

No entanto, a Aramco tem outros grandes clientes na Ásia e, num relatório no mês passado, a empresa divulgou que está a investir em vendas de petróleo bruto e operações comerciais na China, Índia, Sudeste Asiático, Japão e Coreia do Sul.

Isto significa que o potencial comprador da Aramco “claramente tem que ser uma empresa petrolífera nacional asiática”, disse o analista sénior da Bernstein, Oswald Clint. “A maior parte do petróleo bruto vai nessa direção”, referiu à CNN.

Numa altura em que as empresas de petróleo nos Estados Unidos e da Europa estão a tentar abandonar o petróleo e anunciam planos de investir milhões de dólares em projetos de energia limpa, acredita-se que se irão manter longe do negócio.

Por isso, “a China pode ver uma oportunidade de aprofundar o seu próprio relacionamento”, disse Hasnain Malik, chefe de estratégia de ações em mercados emergentes do Tellimer, à CNN.

Em março, a empresa anunciou uma quebra de 44% dos lucros em 2020, o que representa uma ‘moça’ relevante para o Estado saudita, o maior acionista.

A dívida da Aramco aumentou à medida em que a Arábia Saudita, o maior exportador de petróleo no mundo, foi afetada pela queda no preço dos barris de petróleo, provocada pelo declínio na procura devido à pandemia.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. “… representa uma ‘moça’ relevante para o Estado saudita…”
    Realmente isso deve ser problemático dado que os sauditas não apreciam mulheres relevantes, lol.
    (mossa*)!

RESPONDER

Candidatura ibérica ao Europeu de andebol. Lisboa é a única cidade portuguesa

O campeonato da Europa da modalidade, em 2028, pode ser realizado em diversas cidades espanholas. E na capital portuguesa. A Federação de Andebol de Portugal e Real Federação Espanhola de Andebol confirmaram nesta terça-feira que submeteram …

Uber usou 50 empresas de fachada holandesas para evitar impostos, revela relatório

A Uber recorreu a cerca de 50 empresas de fachada holandesas para reduzir a sua carga fiscal global, revelou a mais recente investigação do australiano Center for International Corporate Tax Accountability and Research. Segundo avançou o …

Task force traça nova meta e prevê 70% da população vacinada até ao início de agosto

O processo de vacinação em Portugal vai contar, a partir deste segundo trimestre, com uma maior quantidade de vacinas disponíveis, principalmente a partir do final deste mês. Esta quarta-feira, no Parlamento, o vice-almirante Henrique Gouveia e …

Mais quatro mortes e 485 casos em Portugal. R(t) sobe ligeiramente

Esta quarta-feira, Portugal regista mais quatro óbitos e 485 novos casos de infeção, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde, o país …

Coroa de diamantes e safiras da rainha Maria II vai hoje a leilão em Genebra

A leilão vai também, esta quarta-feira, um conjunto de adornos, igualmente em safiras e diamantes, da coleção de Estefânia de Beauharnais, filha adotiva de Napoleão I Várias joias que pertenceram a casas reais europeias, entre as …

40 mortos em manifestações contra Governo na Colômbia. Presidente anuncia investigação a abusos policiais

Mais de 40 pessoas morreram nas manifestações contra o governo da Colômbia que começaram há duas semanas, segundo a organização não-governamental (ONG) Temblores. Em relatório divulgado na terça-feira, a ONG colombiana contabiliza pelo menos 40 mortes …

Netanyahu avisa: Hamas "vai receber ataques que não espera"

A escalada de violência continua em Israel e nos territórios palestinianos ocupados e já há vítimas mortais dos dois lados. O Conselho de Segurança das Nações Unidas volta a reunir-se de emergência esta quarta-feira. As forças …

Pela primeira vez, Governo admite que aplicação Stayway Covid não funcionou

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, um dos primeiros governantes a ver o protótipo da aplicação de rastreio de casos de covid-19, admitiu que a StayAway Covid não funcionou. Segundo Manuel Heitor, …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: Sporting campeão (Boavista é o próximo)

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/sporting-1-0-boavista-o-musical Sei que esta música já foi incluída neste espaço radiofónico. A versão foi outra mas a música era a mesma. Abriu a emissão sobre o FC Porto-Benfica, em janeiro deste ano. Porque esses eram os …

Entidade para a Transparência. Governo quer que o processo seja célere, mas leva atraso de 2 anos

O Governo quer celeridade no processo de criação e instalação da Entidade para a Transparência, um organismo que já foi aprovado há dois anos. Numa audição na Comissão da Transparência, sobre a criação e instalação da …