Arábia Saudita sofrerá “vingança divina” pela execução de líder xiita

Sajed.ir / Wikimedia

Ayatollah Ali Khamenei, Líder Supremo iraniano

O líder supremo do Irão, o ayatollah Ali Khamenei, advertiu este domingo que a Arábia Saudita vai sofrer uma “vingança divina” pela execução do líder religioso xiita Nimr Baqir al-Nimr, “um mártir” que foi morto “injustamente”.

“O derramamento injustificado de sangue deste mártir vai ter rápidas consequências”, afirmou Khamenei perante um grupo de clérigos na capital, referindo-se a Nimr al-Nimr, que foi executado juntamente com outros 46 homens, no sábado.

“Este académico não encorajava pessoas à ação armada nem conspirava secretamente. A única coisa de que é culpado foi de fazer duras críticas públicas, impelido pelo seu zelo religioso”, afirmou.

Os condenados – 45 sauditas, um egípcio e um chadiano – julgados em diferentes casos, foram executados com sabre ou fuzilados em 12 cidades da Arábia Saudita. Eram, na maioria, jihadistas da Al-Qaeda.

Free Sheikh Nimr Baqir Al-Nimr / Facebook

Nimr Baqir Al-Nimr

Nimr Baqir Al-Nimr

Nimr al-Nimr, que passou mais de uma década a estudar teologia no Irão e foi o impulsionador dos protestos xiitas contra o governo saudita desde 2011, foi um dos 47 xiitas e sunitas executados este sábado na Arábia Saudita.

A morte do líder religioso xiita provocou violentos protestos contra a embaixada da Arábia Saudita em Teerão.

Mais de mil pessoas participaram das manifestações, concentrando-se perto da Embaixada da Arábia Saudita, apesar da interdição do governo para evitar novos incidentes na sequência do ataque lançado durante a noite contra o prédio, que foi parcialmente queimado.

De acordo com a agência de notícias do Irão, os manifestantes lançaram cocktails molotov contra a Embaixada da Arábia Saudita e forçaram a entrada na representação diplomática, enquanto gritavam “morte a Al-Saud”, o nome da família reinante em Riade, e queimaram bandeiras norte-americanas e israelitas.

“Até agora, 40 pessoas que estão dentro da embaixada foram identificadas e presas. A investigação continua para identificar outros responsáveis pelo incidente”, afirmou este domingo o procurador da capital iraniana, Abbas Jafari Dolatabadi.

ONU pede calma nas reações à execução de 47 pessoas na Arábia Saudita

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, afirmou estar “profundamente consternado” com a execução, este sábado, de 47 pessoas na Arábia Saudita, incluindo a do religioso xiita Nimr Baqir al-Nimr, e apelou à calma nas reações às mortes.

Em declarações divulgadas este domingo, Ban Ki-moon apelou “à calma e à moderação nas reações à execução de Nimr al-Nimr e pediu a todos os dirigentes da região para tentar evitar o agravamento tensões sectárias”, de acordo com o porta-voz da ONU.

A Amnistia Internacional também condenou a execução de 47 pessoas na Arábia Saudita. “O assassinato de al-Nimr sugere que as autoridades da Arábia Saudita estão a empregar a pena de morte em nome do antiterrorismo para ajustar contas e oprimir os dissidentes”, criticou, em comunicado, o diretor da Amnistia Internacional para o Médio Oriente e Norte de África, Philip Luther.

Para a Amnistia Internacional, cumprir essas sentenças de morte, “quando há sérias dúvidas sobre a legitimidade do julgamento, é uma justiça monstruosa e irreversível”.

O dirigente religioso xiita Nimr Baqir al-Nimr era um crítico feroz do regime saudita e foi condenado à morte em outubro de 2014 por rebelião, “desobediência ao soberano” e “porte de armas”.

Nimr al-Nimr esteve na liderança dos protestos da população xiita em 2011 e 2012 no Leste da Arábia Saudita, onde são maioritários, num país em que predomina o islamismo sunita, praticado por 85% dos 30 milhões de habitantes.

Agência Brasil

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Cientistas descobrem nova espécie de crustáceo no lugar mais quente da Terra

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova espécie de crustáceo de água doce durante uma expedição ao deserto de Lute, no Irão, também conhecido como o lugar mais quente do planeta. Hossein Rajaei, do Museu Estadual …

Furacão Sally fragmentou parte de uma ilha da Florida em três

A passagem do furacão Sally fragmentou parte de uma ilha na costa da Florida, no Estados Unidos, criando assim três pequenas porções de terra. Na prática, tal como explica o portal USA Today, o furação abriu …

Benfica 2-0 Moreirense | “Águia” vence e convence cónegos

Após ter perdido e empatado nas duas últimas recepções ao Moreirense, o Benfica voltou a vencer o emblema de Moreira de Cónegos na Luz. Este sábado, em duelo relativo à segunda jornada do campeonato, as “águias” …

"Surpreendente e fascinante". Descoberta pela primeira vez uma aurora sobre um cometa

A nave Rosetta da Agência Espacial Europeia (ESA) detetou uma aurora boreal sobre o cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko (67P / C-G). Em comunicado, os cientistas envolvidos na deteção frisam que esta é a primeira vez quem …

Austrália não quer que turistas caminhem na famosa rocha sagrada Uluru (nem no Google Maps)

A Austrália pediu ao Google que remova do seu serviço Maps fotografias tiradas do topo de Uluru, o monólito aborígine sagrado que os visitantes estão proibidos de escalar desde o ano passado. De acordo com a …

NASA vai procurar aquíferos nos desertos com tecnologia já usada em Marte

Uma parceria entre a NASA e a Fundação Qatar tem como objetivo procurar as cada vez mais escassas águas que estão enterradas nos desertos do Saara e da Península Arábica. Este processo deverá ser desenvolvido …

Os aeroportos mudam o nome das pistas (e a culpa é dos pólos magnéticos da Terra)

O pólo norte magnético pode mover-se até 64 quilómetros por ano. Isto pode ser um problema para os pilotos de aviões. A pista 17L/35R, no Aeroporto Internacional de Austin-Bergstrom, no estado norte-americano do Texas, não terá …

Rússia quer ultrapassar Tom Cruise e ser a primeira a gravar um filme no Espaço

O ator Tom Cruise quer rodar um filme no Espaço, mas a Rússia quer ser a primeira, de acordo com um comunicado da agência espacial Roscosmos. Os Estados Unidos e a Rússia são, novamente, os protagonistas …

Os animais perdem o medo dos predadores depois de contactarem com o Homem

Uma nova investigação concluiu que os animais selvagens perdem rapidamente o medo dos seus predadores depois de entrarem em contacto com o Homem. A maioria dos animais selvagens, como é o caso dos leões, exibe …

Há mais 884 casos confirmados e oito óbitos por covid-19 em Portugal

De acordo com o último boletim divulgado epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal regista, este sábado, mais oito óbitos e 884 novos casos de infeção pelo novo coronavírus. Assim, Portugal contabiliza, desde o início da …