Apenas 13% dos oceanos não foram alterados pelo ser humano

Os oceanos cobrem aproximadamente 70% de toda a superfície da Terra e parece que nada desta expansão marinha está fora do alcance do ser humano – apenas 13% dos mares permanecem inalterados. 

Em todo o mundo, só 13,2% dos mares – cerca de 54 milhões de quilómetros quadrados – estão num estado verdadeiramente selvagem, não tendo sido alterados pelo Humano, aponta um novo estudo publicado esta quinta-feira na Current Biology.

Em termos de comparação, a Ásia cobre uma área total de 44,5 milhões de quilómetros

“Quase toda a área ainda selvagem está localizada no Ártico, na Antártida ou nas ilhas remotas do Pacífico”, disse Kendall Jones, co-autor do estudo e especialista em planeamento da Wildlife Conservation Society à Live Science.

Acrescentando que “nas regiões costeiras, onde a atividade humana é mais intensa, quase não há mais nenhuma área selvagem”.

“Descobrimos também que quase toda a natureza selvagem está desprotegida, deixando-a assim vulnerável para a ser perdida na totalidade a qualquer momento, já que as melhorias nas tecnologias de pesca e navegação nos permitem chegar e pescar mais fundo nos oceanos”, explicou.

Talvez tão perturbador quanto estes dados, adiantou Jones, é que: apenas 4,9% da natureza marinha selvagem está localizada em áreas protegidas, nas quais a lei restringe as atividades humanas.

Para o estudo, os investigadores consideraram como natureza selvagem as áreas “livres da intensa atividade humana”. Foram compilados dados sobre os níveis de várias atividades humanas nos mares e, em seguida, os cientistas identificaram as áreas de menor atividade humana.

Os investigadores atribuíram a cada quilómetro quadrado do oceano um valor que avalia o quão afetado o espaço foi por um dos 15 fatores causados pelo Homem, tais como pesca, transporte comercial, escoamento de nutrientes e pesticidas e ainda fatores relacionados com as alterações climáticas – acidificarão dos oceanos e aumento do nível das águas do mar.

“Os nossos resultados demonstram que não há quase nenhum lugar no oceano onde as pessoas não estejam interessadas em usar para algum propósito”, acrescentou Jones.

Então, o que nos reserva o futuro? Isso depende de como agirmos, explicou o especialista.  “É crucial proteger as áreas selvagens marinhas se quisermos proteger toda a biodiversidade marinha para o futuro”, concluiu.

 

PARTILHAR

RESPONDER

Francisco Rodrigues dos Santos é o novo líder do CDS

A moção de estratégia de Francisco Rodrigues dos Santos, sob o título "Voltar a Acreditar", foi a mais votada na madrugada domingo no 28.º congresso do CDS, em Aveiro, avançaram à agência Lusa fontes partidárias. A …

Cientistas descobrem proteína capaz de imitar os efeitos do exercício físico

A proteína, chamada de Sestrin, é capaz de proporcionar benefícios musculares muito semelhantes aos da prática de exercício físico. Um grupo de cientistas da Universidade de Medicina do Michigan, nos Estados Unidos, descobriu uma proteína …

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …