Apagão de sites de informação motiva fortes críticas à PT

PortugalTelecom / Twitter

PT Data Center Covilhã

Um problema técnico nas infraestruturas tecnológicas da Portugal Telecom deixou vários sites de informação inacessíveis, durante vários horas, neste fim-de-semana. Correio da Manhã, Record, SIC e Visão estão entre as páginas afectadas e algumas permanecem indisponíveis, um caso que suscita fortes críticas à PT.

Este “apagão” atingiu os sites do grupo Cofina (Correio da Manhã, Record, Jornal de Negócios, Sábado, etc), alguns do grupo Impresa (SIC, SIC Notícias e Visão) e o jornal ionline, verificando-se desde sexta-feira.

Fontes contactadas pela Lusa referem que o problema está no sistema de alojamento situado na Covilhã, pertencente à PT.

Os sites do grupo Cofina parecem já estar de volta, mas as páginas da Impresa permanecem indisponíveis. Na página da SIC aparece uma mensagem a notar que este facto se deve a “problemas técnicos na infra-estrutura da Portugal Telecom“, salientando-se que se aguarda “a reposição do serviço por parte da PT”.

De notar que o Expresso, também do grupo Impresa, não foi afectado por este problema por ter o seu site alojado num servidor diferente, que não pertence à PT.

Entretanto, ficam as fortes críticas do grupo Cofina à PT, notando numa nota à imprensa que por causa desta falha não foram “capazes de assegurar o compromisso” que têm com os seus visitantes “de um serviço noticioso online rigoroso, independente e de qualidade, em actualização permanente e sempre disponível”.

A Cofina garante ainda que “tomará todas as medidas que se demonstrarem necessárias para que situações com esta gravidade não se voltem a repetir no futuro, assegurando que os seus fornecedores de serviços estão à altura do compromisso” para com os seus utilizadores.

Já o director do Correio da Manhã é mais contundente. Octávio Ribeiro fala de uma “situação vergonhosa e sem precedentes”, conforme declarações divulgadas pelo próprio jornal.

“Este apagão da PT pôs em causa a nossa relação instantânea com os leitores online. A nossa liderança nos sites generalistas pode, igualmente, estar comprometida. É preciso apurar responsabilidades até às últimas consequências”, acrescenta Octávio Ribeiro.

E o administrador da Cofina para a área digital, Pedro Araújo e Sá, assevera, também citado pelo Correio da Manhã, que esta falha afecta a “imagem” do jornal e “terá efeitos gravíssimos nas receitas publicitárias”.

A Lusa tentou contactar a Portugal Telecom, mas até ao momento não foi possível obter um esclarecimento.

ZAP, Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Podia dizer, que foram Extraterrestres, que foram piratas informáticos, vou dizer a VERDADE, apenas castigo DIVINO, com empresas, que não pratiquem a Honestidade, com contratos, para cumprirem, por exemplo, 24 Mbps, e só “dão” no máximo 9 Mbps, cobrarem por M5O, quando o cliente tem só M4O, só merecem castigo, e ainda gozam, sem responderem. Da minha parte desejo, que tenham muitos Castigos, que se deixem de pensar que são os “maiores”, uma Operadora o ano passado perdeu 100.000 clientes, por mal serviço, e é o que pode acontecer aos senhores da PT. Co disse pela minha parte é o que desejo.

RESPONDER

Setenta anos depois, teste de ADN reúne mãe e filha pela primeira vez

Genevieve achava que a sua bebé recém-nascida tinha morrido no parto. Mas não: foi adotada por uma família da Califórnia que lhe mentiu sobre as origens. Agora conheceram-se graças a um teste de ADN. Quase 70 …

Arcebispos de Barcelona ajudaram padre acusado de abusos a fugir à polícia

O padre Senabre, acusado de ter abusado de um menor de 13 anos, esteve desaparecido por mais de 25 anos. Foi agora encontrado no Equador e o seu caso está a ser investigado pelo Vaticano …

Problemas de direitos humanos persistem em Portugal apesar dos progressos

O mais recente relatório da Amnistia Internacional sobre direitos humanos indica que em Portugal “ainda persistem” desigualdades no acesso a habitação condigna, e diferentes formas de discriminação de pessoas e comunidades mais vulneráveis. O documento divulgado …

Theresa May adia votação do Brexit

A primeira-ministra britânica, Theresa May, confirmou, esta segunda-feira à tarde, perante o parlamento britânico, que será adiada a votação do acordo do Brexit agendada para esta terça-feira, dia 11. A decisão da primeira-ministra britânica procura evitar …

"Lobisomem da Sibéria". Maior assassino em série da Rússia era polícia e matou 78 mulheres

Um ex-polícia russo, já condenado a prisão perpétua pela morte de 22 mulheres, foi sentenciado esta segunda-feira na Sibéria por mais 56 homicídios, o que o torna no maior assassino em série da história recente …

Mais de 20 comboios vão ser suprimidos no Natal e Ano Novo

Mais de duas dezenas de ligações ferroviárias, entre Intercidades e Alfa-Pendulares, serão suprimidas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro de 2019, à semelhança de anos anteriores, devido à fraca …

Catalães devem seguir a via eslovena e estar "dispostos a tudo" para alcançar independência

Quim Torra disse este sábado que os catalães devem seguir o exemplo do processo de independência da Eslovénia e estar "dispostos a tudo". O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, disse este sábado que …

"Injustiça fiscal." Governo rejeita alterar IRS para salários de anos anteriores

O Governo recusou aceitar uma recomendação da Provedora de Justiça que pedia ao Executivo para atualizar o regime de IRS para rendimentos relativos a anos anteriores. No início de outubro, a Provedora da Justiça escreveu a …

Oito anos depois, pensionistas recebem subsídio de Natal por inteiro

Oito anos depois, os pensionistas recebem esta segunda-feira o subsídio de Natal por inteiro, sem cortes e no mês de dezembro. A maioria dos pensionistas da Segurança Social começa esta segunda-feira a receber a pensão de …

Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, acusado por ocultar rendimentos

O Ministério Público japonês acusou oficialmente o ex-presidente da Nissan de ocultar rendimentos da empresa durante um período de cinco anos. De acordo com a agência Kyodo e o canal público NHK, o Ministério Público responsabiliza …