Aos 101 anos, idosa judia revela que foi vizinha de Hitler

Uma mulher judia, de 101 anos, revelou que foi vizinha de Adolf Hitler e descreveu como foi viver no mesmo prédio que o líder nazi, em Munique, nos anos 30, antes de ter de fugir da Alemanha com a família.

Em entrevista ao jornal britânico The Daily Mail, Alice Frank Stock contou que, apesar de morar a poucas portas do líder nazi na Prinzregentplatz, raramente o via, geralmente quando entrava no prédio.

“Vivíamos numa casa – uma casa grande – e havia duas entradas. Uma era o nosso apartamento, o número 14 – a outra seria o número 13 ou 15. Era lá que Hitler morava”, disse. “Eu vi-o uma ou duas vezes a voltar para casa. O carro dele estacionava. Dois homens da SS saíam e ficavam de ambos os lados e ele corria para a casa, obviamente aterrorizado que alguém o tentasse matar”, lembrou. “Nunca falei com ele”.

Alice Frank Stock descreveu também que a cozinheira católica da sua família, a quem descreveu como “muito anti-Hitler”, disse, certa vez, que Hitler “deveria ser enforcado”, aterrorizando-a. “Vais levar-nos a todos para um campo de concentração”, advertiu Stock, na época.

Stock também se lembrava de ver um caixão a ser removido do prédio e pensar que pertencia à sobrinha de Hitler, Geli Raubal, que morava com ele e cometeu suicídio no seu apartamento.

“Ouvimos muitos rumores, da cozinheira e outros. Vimos um caixão a ser carregado na entrada”, disse. “Acho que uma sobrinha de Hitler morava lá e morreu. Havia especulações de como e quando morreu. Acho que é verdade que havia um caixão e que nelehavia uma mulher. Mas nunca houve confirmação e não podíamos falar abertamente“.

Em declarações ao jornal britânico Bristol Post, Stock descreveu o seu “apartamento adorável, com quatro ou cinco quartos, um grande salão e uma sala de jantar”. “O salão era muito grande e tínhamos dois pianos de cauda”, disse.

“Éramos judeus e, quando os nazis chegaram ao poder, pediram ao meu pai para se aposentar”, disse Stock, descrevendo como teve de ir para o Reino Unido aos 17 anos, porque, como judia, não podia frequentar a universidade na Alemanha.

“Os meus pais ficaram em Munique e eu consegui um emprego em Londres, mas a situação na Alemanha ficou muito pior. No dia seguinte à Noite dos Cristais [Kristallnacht], uma amiga dos meus pais telefonou-lhes a dizer que o marido tinha sido levado para um campo de concentração”, recordou.

Stock conseguiu obter uma licença para que os seus pais se juntarem a ela no Reino Unido, após vender um valioso violino para arrecadar as 1.000 libras necessárias, logo antes do início da guerra em 1939.

Questionada sobre o que diria a Hitler hoje, se pudesse falar com ele, ela respondeu que “não gostaria de falar com ele porque os meus sentimentos seriam muito fortes”.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Que noticia tao estranha!? Uma senhora que foi vizinha de Hitler…e…??? Que factos relevantes tras para a historia?…nao compreendo certas noticias…

RESPONDER

"Marte está vivo". Sonda InSight regista mais de 170 eventos sísmicos no Planeta Vermelho

Resultados dos primeiros dez meses de exploração da sonda InSight da NASA revelaram que o Planeta Vermelho é um mundo com atividade sísmica ativa. "Marte está vivo e a cada diz que passa começo a ter …

Um planeta pode ter sido "roubado" do Sistema Solar

Uma nova análise de astrónomos da Universidade Stony Brook, em Nova Iorque, revelou que as estrelas "roubam" planetas umas às outras - e isso também poderá ter acontecido no nosso próprio Sistema Solar. Quase tudo o …

Netflix passa a mostrar "top 10" diário de séries e filmes

A Netflix disponibiliza, desde esta segunda-feira (24), uma nova feature para os utilizadores do serviço de streaming: uma lista com os 10 filmes e as 10 séries mais vistas no país em cada dia. Esta nova …

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …