Aos 101 anos, idosa judia revela que foi vizinha de Hitler

Uma mulher judia, de 101 anos, revelou que foi vizinha de Adolf Hitler e descreveu como foi viver no mesmo prédio que o líder nazi, em Munique, nos anos 30, antes de ter de fugir da Alemanha com a família.

Em entrevista ao jornal britânico The Daily Mail, Alice Frank Stock contou que, apesar de morar a poucas portas do líder nazi na Prinzregentplatz, raramente o via, geralmente quando entrava no prédio.

“Vivíamos numa casa – uma casa grande – e havia duas entradas. Uma era o nosso apartamento, o número 14 – a outra seria o número 13 ou 15. Era lá que Hitler morava”, disse. “Eu vi-o uma ou duas vezes a voltar para casa. O carro dele estacionava. Dois homens da SS saíam e ficavam de ambos os lados e ele corria para a casa, obviamente aterrorizado que alguém o tentasse matar”, lembrou. “Nunca falei com ele”.

Alice Frank Stock descreveu também que a cozinheira católica da sua família, a quem descreveu como “muito anti-Hitler”, disse, certa vez, que Hitler “deveria ser enforcado”, aterrorizando-a. “Vais levar-nos a todos para um campo de concentração”, advertiu Stock, na época.

Stock também se lembrava de ver um caixão a ser removido do prédio e pensar que pertencia à sobrinha de Hitler, Geli Raubal, que morava com ele e cometeu suicídio no seu apartamento.

“Ouvimos muitos rumores, da cozinheira e outros. Vimos um caixão a ser carregado na entrada”, disse. “Acho que uma sobrinha de Hitler morava lá e morreu. Havia especulações de como e quando morreu. Acho que é verdade que havia um caixão e que nelehavia uma mulher. Mas nunca houve confirmação e não podíamos falar abertamente“.

Em declarações ao jornal britânico Bristol Post, Stock descreveu o seu “apartamento adorável, com quatro ou cinco quartos, um grande salão e uma sala de jantar”. “O salão era muito grande e tínhamos dois pianos de cauda”, disse.

“Éramos judeus e, quando os nazis chegaram ao poder, pediram ao meu pai para se aposentar”, disse Stock, descrevendo como teve de ir para o Reino Unido aos 17 anos, porque, como judia, não podia frequentar a universidade na Alemanha.

“Os meus pais ficaram em Munique e eu consegui um emprego em Londres, mas a situação na Alemanha ficou muito pior. No dia seguinte à Noite dos Cristais [Kristallnacht], uma amiga dos meus pais telefonou-lhes a dizer que o marido tinha sido levado para um campo de concentração”, recordou.

Stock conseguiu obter uma licença para que os seus pais se juntarem a ela no Reino Unido, após vender um valioso violino para arrecadar as 1.000 libras necessárias, logo antes do início da guerra em 1939.

Questionada sobre o que diria a Hitler hoje, se pudesse falar com ele, ela respondeu que “não gostaria de falar com ele porque os meus sentimentos seriam muito fortes”.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Que noticia tao estranha!? Uma senhora que foi vizinha de Hitler…e…??? Que factos relevantes tras para a historia?…nao compreendo certas noticias…

RESPONDER

Nicotina contribui para cancro do pulmão formar metástases no cérebro

A nicotina, uma substância não carcinogénica presente no tabaco, contribui para que o cancro no pulmão se dissemine no cérebro, formando metástases, concluiu um estudo publicado na revista Journal of Experimental Medicine. Uma equipa de investigadores …

Nas montanhas suíças, há quartos de hotel sem paredes nem teto

Dois artistas concetuais suíços criaram sete "quartos de hotel" ao ar livre, sem paredes nem teto, mas com vistas para as montanhas da Suíça e de Liechtenstein. A dupla suíça, os irmãos gémeos Frank e Patrik …

Risco de segunda vaga de covid-19 é alto em França

Um estudo publicado esta sexta-feira revela que a chamada "imunidade de grupo" está longe de ser alcançada em França. O risco de uma segunda vaga de covid-19 em França é "extremamente elevado", de acordo com um …

Desvendado mistério das cartas censuradas entre a rainha Maria Antonieta e o seu suposto amante

A natureza da relação entre a rainha Maria Antonieta e o conde sueco Axel de Fersen continua a intrigar os historiadores há mais de um século. Eram realmente amantes? Agora, graças a uma nova análise …

Ministra do Madagáscar afastada por querer gastar 1,8 milhões em rebuçados para disfarçar sabor de "Covid-Organics"

A ministra da Educação do Madagáscar foi destituída esta quinta-feira, depois de ter proposto gastar 1,8 milhões de euros em rebuçados, para distribuir em escolas e atenuar o sabor de uma infusão para a covid-19. A …

Santa Clara 3-2 SC Braga | Açorianos estreiam-se na nova casa com vitória sobre os minhotos

O Santa Clara venceu hoje o Sporting de Braga por 3-2, em jogo da 25.ª jornada da I Liga de futebol em que se assinalou também a estreia da Cidade do Futebol como palco de …

O maior e mais antigo monumento Maia já conhecido foi descoberto no México

O maior e mais antigo monumento já conhecido construído pela civilização Maia, batizado como Aguada Fénix, foi encontrado no sudeste do México. De acordo com o site New Scientist, o Aguada Fénix é uma enorme …

Twitter bloqueia vídeo de campanha de Donald Trump com tributo a George Floyd

O Twitter bloqueou um vídeo de tributo a George Floyd feito pela campanha de reeleição do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A rede social colocou um rótulo no vídeo da página da conta @TeamTrump, dizendo …

Depois da covid-19, poder haver uma outra doença respiratória à nossa espera

Com o desconfinamento, vamos gradualmente regressando ao normal, mas agora possivelmente com um novo inimigo. A doença dos legionários pode estar escondida nos edifícios que deixamos para trás. Surtos globais de coronavírus forçaram o encerramento de …

Apple está a seguir iPhones roubados das lojas durante os protestos nos EUA

Os iPhones que têm sido roubados das lojas da Apple durante os protestos contra a violência policial, nos Estados Unidos, foram desativados e estão a ser seguidos pela empresa. De acordo com a revista Newsweek, as …