Animais do zoo refrescam-se com gelados no calor do Rio de Janeiro

Não são apenas as pessoas que enchem as praias e mudam de hábitos para fintar o calor no verão do Brasil. Com temperaturas que ultrapassam os 40ºC regularmente, os animais do Jardim Zoológico do Rio de Janeiro têm uma nova rotina e agora recebem alimentação em forma de… gelado. A recomendação é dos especialistas, que tentam amenizar o desconforto dos bichos com o calor.

Os gelados, ou como dizem os cariocas “picolés”, de carne são distribuídos entre os felinos, como a onça e o leão, e os de frutas tropicais ajudam a refrescar animais como o urso pardo. Zé Colméia, como é chamado o urso do zoológico, faz a alegria dos miúdos devorando as mangas, uvas e o mamão congelados no seu gelado gigante. A preparação é simples, explica o tratador Diogo Figueiredo: juntar as frutas e a água filtrada num balde de alumínio e colocar no congelador.

“Quando as temperaturas estão mais amenas, no inverno, conseguimos até dar pão com mel, mas neste calor, ele [o urso] devora o picolé”, disse. O tratador lembra que o animal, apreendido de um circo, sofre com problemas de stress e recebe tratamento especial. “Ele fica ansioso, anda de um lado para o outro, mas quando nós chegamos ele nada tranquilo com o seu picolé.”
Quem também sofre com o calor no zoológico são os primatas. Três vezes ao dia, os tratadores distribuem sorvetes de morango para os macacos, como o orangotango Paulinho, que tenta proteger-se como pode do intenso calor do Rio de Janeiro. Para esses bichos também foram instalados aspersores que borrifam água nos viveiros. Durante a noite, funcionam ventiladores instalados na entrada das jaulas.

“Tentamos amenizar um pouco”, explicou o tratador de macacos Marcos Bernardino. Alguns gelados são distribuídos por ele em embalagens, para ajudar a distrair os bichos. Com as altas temperaturas, os animais tendem a ficar abatidos e colocam-se à sombra, o que impede o público de vê-los.

No zoológico do Rio, os elefantes também recebem tratamento especial. A fêmea Karla, que geralmente refresca-se na própria piscina, só sai da tenda para banhos de mangueira. “A água da piscina fica muito quente e ela não gosta, embora seja acostumada com o clima quente”, disse Diogo. Durante o banho, o tratador aproveita para esguichar um pouco de água sobre público, que também se delicia.

O Zoológico do Rio de Janeiro fica na Quinta da Boa Vista, na zona norte da cidade, e tem cerca de 2,7 mil animais de 350 espécies diferentes, entre aves, mamíferos, répteis, peixes e anfíbios.

ZAP / ABr

PARTILHAR

RESPONDER

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …