Ana Gomes tomou vacina da gripe que amiga lhe trouxe de França. Infarmed diz que é ilegal

José Sena Goulão / Lusa

A ex-eurodeputada socialista, Ana Gomes

A ex-eurodeputada, que se encontra na corrida à Belém, tomou vacina da gripe trazida por uma amiga de França, pois diz-se “farta” de esperar. Neste sentido, o Infarmed confirma que este tipo de ação é proibida. Já Ana Gomes diz que não sabia e que a tomou numa farmácia.

Ana Gomes admitiu ontem no Twitter que, depois de três meses em lista de espera, se cansou de pela sua dose da vacina contra a gripe e por isso resolveu ela própria o problema.

“Acabei de tomar, trazida por uma amiga de França”, revelou a candidata à presidência da República na sua conta do Twitter. O ato, porém, viola as regras da utilização de medicamentos em Portugal.

A Infarmed, a entidade que regula o mercado do medicamento, explicou ao Observador que trazer medicamentos do estrangeiro para uso pessoal é proibido. Para além disso, é também arriscado para a saúde de quem os usa.

A importação de medicamentos para uso próprio pelos utentes não é legal e acarreta riscos para a saúde dos consumidores. Os consumidores só podem adquirir medicamentos nas farmácias e nos locais de venda de medicamentos não sujeitos a receita médica (MNSRM)”, explica o regulador.

Ao Observador, o Infarmed detalha ainda que “no caso das pessoas que se desloquem para Portugal e que tragam medicamentos para uso próprio, estes devem fazer-se acompanhar de cópia das receitas médicas ou uma declaração do médico que descreva os medicamentos que habitualmente utiliza”.

Ana Gomes referiu ao jornal que não sabia que o ato era ilegal, e por isso achou que não estava a fazer nada de mal.

“Não tenho conhecimento, ninguém me disse que era ilegal”, afirma. A candidata a Presidente da República sublinha que a vacina trazida de França foi administrada numa farmácia, como se uma das que estão disponíveis em Portugal se tratasse. Nessa farmácia, garante, disseram-lhe que “normalmente” só administravam vacinas “de lá”, mas como não tinham vacinas e Ana Gomes tinha aquela, “registaram tudo” e “deram a vacina”.

A candidata a Belém garante que “não levantaram nenhum problema”. Assegura ainda que a vacina esteve sempre guardada no congelador e que estava “integral” quando a levou à farmácia.

Acrescenta ainda que este ato foi uma consequência do tempo de espera pela vacina. “Eu não só me inscrevi, em setembro, como fui a várias farmácias perguntar e disseram-me que não havia vacina, já fui a duas ou três farmácias e disseram-me isso”, diz ainda.

Depois de ter partilhado a experiência no Twitter, a candidata às presidenciais de 2021 tem sido fortemente criticada.

A uma dessas críticas, Ana Gomes respondeu, garantindo que não arranjou “nenhum esquema” e que só aceitou a oferta da amiga, que “tinha trazido vacina para familiar em alto risco, que entretanto a tinha conseguido tomar”.

Ao utilizador que a criticou, a ex-eurodeputada sugere que vá “desanuviar”, “por exemplo contemplando o Bugio”.

ZAP //

PARTILHAR

35 COMENTÁRIOS

  1. Em primeiro lugar, esta senhora com a dimensão pública que sempre teve, não acredito que o Centro de Saúde da área da sua residência. não lhe tivesse disponibilizado a vacina da gripe. Nenhuma projecção pública tenho eu e o meu Centro de Saúde, vacinou-me sem fazer qualquer marcação;
    Em segundo lugar, esta senhora, que até está na lista das eleições para as presidenciais, como candidata, ex-eurodeputada, manda um cidadão que lhe fez um comentário mandando- desanuviar para o Bugio?

    “Ir contemplar o Bugio” é assim que as pessoas chiques mandam à merda outras? Percebem agora porque há um enorme distanciamento entre estes políticos sofisticados e o povo?

    • Além de que esta Senhora (candidata à Presidência da República Portuguesa) “nunca” sabe. posição que toma sempre que se vê encurralada. Resposta inadmissível! Não concordam?
      Mas o Povo gosta de pessoas assim! Votem nela! Ela merece! E mais não digo.

  2. Mas qual é o problema ela ter tomado a vacina que alguém trouxe de França? Os Franceses são diferentes de nós? Ou só os Euros são iguais?
    Tudo serve para atacar a Liberdade. País tacanho!!

  3. Então a Ana Gomes ainda diz que não sabia que a importação de medicamentos é ilegal em qualquer parte do mundo??
    Bem…
    De resto, toda a gente que conheço do grupo de risco conseguiu a vacina sem qualquer problema no Centro de Saúde!

    • Pois eu conheço vários que continuam à espera, e que se inscreveram em várias farmácias diferentes e as pediram no Centro de Saúde em eu são acompanhados. Segundo as informações repassadas pelo ministério da saúde, cerca de metade dos idosos ainda não a tomaram e, provavelmente, não a vão tomar. Eu também arranjei várias vacinas por outros canais para pessoas que precisavam, inclusive uma do foro oncológico. Qual problema se as cá não há?

  4. É assim, tão fácil! estou à espera para quê? Tenho conhecimento, possibilidades e ainda por cima sou candidata à Presidência, torna me por si só já imune.

  5. Ilegal???
    Ela nunca sabe nada sobre essas coisas.
    Agora resta saber se a vacina ia a caminho de Guantanamo (para vacinar os terroristas que ela tanto defendeu) ou se produzida pelo Rui Pinto (que ela também tanto defende).
    Esta “democrata” é assim…tão defensora da “liberdade” que defende tudo o que é reles (até a importação ilegal de medicamentos).

  6. Poibido ou não, eu tentarei obter na Europa a vacina russa Spunik V contra a Covid 19 para a tomar, pois recuso ser forçado a tomar uma vacina imposta pelas multinacionais farmacêuticas. Não posso impedir que haja corruptos em Portugal, mas recuso-me a ser deles cúmplice.

  7. Gostaria de entender umas coisas simplesmente:
    Afinal o que é que o INFARMED, tem a ver com as opções individuais de cada cidadão.
    Afinal o INFARMED já regula Direitos Liberdades e Garantias?
    Afinal será que posso levar uma vacina no estrangeiro e dizer que já estou vacinado em outro país da Comunidade Económica Eupleia?
    Afinal tenho ou não opção dos meus direitos dentro das minhas escolhas e não a dos outros, afinal já não sei o que é o melhor para mim.?
    Chatice tanto alarido com a vida do outro, quando a nossa é a mais importante.
    Realmente este nosso país…

  8. Não sei se é mais vergonhoso o post desta ilustre senhora se a resposta “chique”. Que asqueroso um político portar se assim! E vai se candidatar a presidente. A mulher de CÈsar não basta se la, tem de parece la. Está senhora deve pertencer a USF de Colares, onde pertence a minha mãe também, com 82 anos e também de risco e que também teve de esperar pela vacina como os outros. Ainda bem que a USF não lhe fez vassalagem. Quanto ao resto, apenas digo “dizer que não sabe que não era ilegal” é uma desculpa tao esfarrapada, “à Sócrates”, como já estamos habituados, e que mais me deixa abismado por vir da boca de um político!

  9. Esta senhora, tal como eu suspeitava, tem vindo a demonstrar aos poucos que é exatamente como os outros, nada mais nada menos, o que é uma pena pois poderia vir para mudar muita coisa!
    Afinal nada iria mudar!

  10. O facto de alegar não saber que é ilegal, ao fim de uma vida a mamar como eurodeputada, só demonstra bem o que para lá fazem estes recos. É passear e comer à grande, à conta do cidadão europeu…

  11. Caiu a máscara. Revelou-se a artista. Há quem diga por aqui que a filha também tem um belo tacho. Não sei ao certo a que se referem mas já vi aqui referido nos comentários do ZAP algumas vezes.

  12. Uma candidata a Presidente da República e toma ILEGAMENTE uma vacina, não sabia?? Como ser Presidente desconhecendo as leis básicas do seu país?? e o comum cidadão português que não pode meter cunhas e tem esperar a sua vez??? Como uma candidata a presidente mandar BUGIAR um cidadão??
    Ao nível a que a politica portuguesa chegou!!!
    Ponha as suas pantufas e fique em casa para podermos todos andarmos descansados …

  13. Até este Ano fatídico, a obtenção da Vacina comum contra o virus Influenza, era vendida livremente sem obrigação de receita Medica. Foi assim que desde há muitos Anos tenho protegido os meus Idosos assim que a mim mesmo e minha Esposa. Consegui (não sem mal) obter ao conta gotas as cinco Unidades de Influvac até a data de hoje. Ao que se sabe segundo o que vem a Publico actualmente, ainda há muita gente por vacinar. Ao ser verdade o que esta Sra. afirma, resolveu seu proprio problema por outro meio. Pessoalmente não hesitaria a fazer o mesmo !

  14. O desconhecimento da Lei não é justificação para nada. É isto que se aplica a todos os portugueses. Ela sabe bem disso, ninguém pode alegar desconhecer uma Lei, ainda por cima uma pessoa ligada à politica . Vergonhoso.

  15. E se esta Senhora fosse a França tomar a Vacina, também é proibido, aonde está CEE livre de circulação de pessoas e bens? serve para que

  16. Nesta velha Europa sempre foram muito complexados, complicadinhos, preconceituosos, presunçosos, hipocratas, invejosos, cobiçosos etc. E pouco amigos de dar espaço á diferença de pensamento de comportamentos, autonomia e liberdade de decisão e responsabilidade individual respeitando o espaço de cada um, arrogando-se demasiadas vezes o direito de invadir a esfera privada de cada um sem que sequer esteja em causa qualquer prejuizo significativo da colectividade.
    É uma ditadura os excessivos poderes sobre a venda de medicamentos aprovados em geral e muito mais na questão do uso para si próprio de vacinas aprovadas para uso generalizado a toda população!
    Chegamos a este absurdo de sociedade onde o direito á liberdade pessoal quase não existe, ou se reduziu ao seguidismo obrigatorio tão caracteristico das grandes manadas .

    • O direito á liberdade existe, a senhora tem o direito de ir ao estrangeiro e receber a vacina, mas ao fazer-lo em Portugal, importou um produto proibido e passou a responsabilidade se algo correr mal para o farmacêutico ou enfermeiro que a administrou.

      Mas ainda se vai descobrir que a Ana tomou a vacina bem a tempo na farmácia, e que inventou a história da amiga e da vacina para levantar ondas e mostrar como entende os problemas do povinho, saiu-lhe o tiro pela culatra.
      * Nem acredito que a farmácia não lhe tivesse reservado uma sendo uma figura publica com o relevo que tem (seria como o Presidente vir dizer que esta em lista de espera para a vacina … LOL )
      * Nem acredito que ela não sabia da ilegalidade de tomar uma vacina que não entrou pelos canais de distribuição farmacêuticos e sem aprovação do INFARMED, até porque à 1 ano esta senhora comentava sobre essa mesma lei quando a historia do menino com doença rara tinha de tomar um medicamento que custava 2milhoes (ou algo assim, estupidamente avultado) e o Infarmed teve de aprovar o medicamento para que pudesse ser administrado em Portugal.

  17. Que grande exemplo para quem é candidata a Presidente da República. “Eu tenho posses, por isso vou comprar a vacina nem que seja em França.” Que chuto no pé deu esta fulana. Um flop em termos políticos.

  18. Os xuxas ou chuchas deixaram as pessoas sem vacina e admiram-se de quem tem possibilidades as arranjarem em países civilizados e respeitadores dos cidadãos o q não é o caso de Portugal, infelizmente eu com 80 anos vi a vacina por um canudo, que mer** de governo.

RESPONDER

Em 2018, cientistas de Wuhan terão planeado infetar morcegos com coronavírus

Em 2018, um grupo de cientistas da cidade chinesa de Wuhan, onde foi registado o primeiro caso de covid-19, estaria a planear infetar, com coronavírus modificados, morcegos que vivem em cavernas. Os cientistas terão pedido 14 …

Este batom foi lançado em 1971, mas está esgotado - e é mais uma prova do impacto económico do TikTok

O Black Honey da Clinique é o mais recente produto de maquilhagem a bombar no TikTok. Muitas marcas estão a notar o poder económico que em ser viral na aplicação e estão a tentar promover …

Portugal regista mais duas mortes e 599 casos de covid-19

Nas últimas 24 horas registaram-se mais duas mortes e 599 novos casos de covid-19 em Portugal, de acordo com o boletim epidemiológico da DGS. Portugal regista hoje duas mortes atribuídas à covid-19, assim como 599 novos …

Em 2021, Sochi voltou a ser Sochi e em Sochi ganha a Mercedes – com recorde histórico para Hamilton

Lando Norris, o jovem piloto da Mclaren, vai sair da Rússia com um misto de sensações. No fim-de-semana em que conquista a primeira pole position da carreira, perde também, de forma dramática, a hipótese de …

As pessoas que comem mais gordura láctea têm menor risco de doença cardíaca

As pessoas que fazem uma dieta com maior teor de gordura láctea têm um menor risco de desenvolver doenças cardiovasculares, revela um novo estudo. Uma equipa internacional de cientistas estudou o consumo de gordura láctea de …

Alaphilippe revalida título de campeão mundial de fundo

O francês Julian Alaphilippe revalidou neste domingo o título de campeão mundial de fundo, ao cortar isolado a meta no final da “prova rainha” dos Mundiais de ciclismo de estrada, que decorreram na região belga …

Do céu ao inferno. Adeptos do Palmeiras chamam "arrogante" a Abel Ferreira

O Palmeiras perdeu e está cada vez mais longe da liderança do Brasileirão. Os adeptos estão insatisfeitos com as exibições e chamaram "arrogante" a Abel Ferreira. O Palmeiras, treinado pelo português Abel Ferreira, perdeu na deslocação …

Mesmo depois da morte de Ihor, centro do aeroporto ainda tem videovigilância "muito limitada"

Um ano e meio após a morte de Ihor Homeniuk, o centro de instalação temporária do aeroporto de Lisboa (CIT) continua sem cobertura total de câmaras de videovigilância em zonas comuns. A situação atual distancia-se daquilo …

Liveblog Autárquicas. Afluência de 42,34% até às 16h

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Arqueólogos desenterram (acidentalmente) ossadas com 800 anos no Peru

Os restos mortais de oito pessoas, com aproximadamente 800 anos de idade e enterrados com alimentos e instrumentos musicais na mesma câmara funerária, foram encontrados ao sul de Lima, no Peru, durante a instalação de …