Americanos infetados com Ébola receberam soro experimental

samaritanspurse.org

Equipa de médicos norte-americanos em luta contra o Ébola. À direita, Kent Brantly

Equipa de médicos norte-americanos em luta contra o Ébola. À direita, Kent Brantly

Pelo menos um dos dois norte-americanos que contraíram o vírus Ébola na Libéria recebeu um soro experimental enviado pelos Estados Unidos para tratar a doença, noticia a imprensa norte-americana.

O médico Kent Brantly e a missionária da organização de beneficência norte-americana Samaritan’s Purse Nancy Writebol apresentaram os sintomas do Ébola (febre, vómitos e diarreia), no final de julho, tendo os exames de sangue confirmado que tinham a doença.

No sábado, Brantley, de 33 anos, foi transportado num jato particular da Libéria até à base da força aérea norte-americana de Dobbins, nos arredores de Atlanta, tendo ficado internado num hospital perto da Universidade de Emory.

Segundo a cadeia de televisão NBC, Nancy Writebol chegará a Atlanta na terça-feira e será internada no mesmo hospital.

A Samaritan’s Purse revelou que foi enviado para a Libéria “um soro experimental numa dose suficiente para uma pessoa” para tratar a doença.

A organização adianta que Kent Brantly ofereceu a sua dose à missionária e que o médico “recebeu uma transfusão de sangue de um rapaz de 14 anos que sobreviveu ao Ébola”.

No entanto, a cadeia de televisão CNN e outros meios de comunicação apresentam uma versão diferente, contando que, após terem chegado à Libéria as ampolas com soro congelado, Brantly sugeriu que a primeira dose fosse administrada a Nancy Writebol, afirmando que, sendo mais jovem, tinha mais probabilidade de resistir à doença.

Mas quando a saúde de Brantly piorou, os médicos optaram por aplicar-lhe o primeiro tratamento e começou logo a melhorar.

Nancy Writebol também recebeu uma dose, mas a sua reação não foi tão positiva como a do médico, razão pela qual lhe foi administrada uma dose adicional no domingo.

Cura para o Ébola?

Embora ninguém tenha esclarecido em que consiste o soro, William Schaffner, professor de medicina preventiva e de doenças infeciosas do Centro Médico da Universidade Vanderbilt, no Tennessee, disse que os métodos investigados para combater o Ébola contêm anticorpos contra o vírus.

“Há uma larga tradição do uso do soro da imunidade como tratamento”, disse Schaffner ao portal Life Science.

A imprensa norte-americana informa que os Institutos Nacionais de Saúde estiveram em contacto com a Samaritan’s Purse e ofereceram o tratamento experimental conhecido como ZMapp.

O composto foi desenvolvido pela empresa de biotecnologia Mapp Biopharmaceutical e os pacientes foram informados de que o tratamento ainda não tinha sido testado em humanos, mas que tinha tido resultados promissores em testes feitos com macacos.

A empresa informa que quatro macacos infetados com o Ébola sobreviveram depois de receber o tratamento antes de passarem 24 horas da infeção, assim como outros dois macacos que começaram o tratamento 48 horas após a infeção.

A Mapp adianta a que o composto é um anticorpo monoclonal obtido a partir de ratinhos expostos a fragmentos do vírus.

Os anticorpos gerados no sangue dos ratos foram recolhidos para criar o medicamento que supostamente trabalha impedindo o vírus de entrar e infetar novas células.

O Ébola já matou 887 pessoas em África, segundo um relatório da Organização Mundial de Saúde divulgado esta segunda-feira, segundo o qual foram já notificados 1.603 casos na Guiné, Libéria, Serra Leoa e Nigéria.

Banco Mundial disponibiliza 149 milhões para África

O Banco Mundial anunciou na segunda-feira que irá disponibilizar cerca de 149 milhões de euros para ajudar a Guiné, a Libéria e a Serra Leoa a conter o surto de Ébola.

O presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, ele próprio um especialista em doenças infecciosas, disse que tem vindo a acompanhar a disseminação do vírus e que está “profundamente triste” com a forma como o Ébola está a contribuir para a quebra dos “já fracos sistemas de saúde nos três países.”

“Estou muito preocupado porque muitas mais vidas estão em risco, a menos que consigamos parar a progressão desta epidemia”, referiu Jim Yong Kim, em comunicado.

O financiamento ajudará a fornecer suplementos médicos, pagar aos profissionais de saúde e atender a outras prioridades para conter a epidemia e tentar evitar futuros surtos da doença, explicou o Banco Mundial.

O Banco Mundial fez o anúncio aos líderes africanos, mas também aos 35 presidentes que estão em Washington para participar na cimeira EUA-África.

Uma estimativa inicial do Banco Mundial e do FMI apurou que a Guiné perderia um ponto percentual no crescimento do Produto Interno Bruto, passando de 4,5% para 3,5% num ano devido à epidemia.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ryanair despede 432 trabalhadores em Espanha

A companhia aérea irlandesa Ryanair confirmou esta quarta-feira a sua intenção de despedir em Espanha 432 trabalhadores das suas bases de Girona e Canárias, 327 tripulantes de cabine e 105 pilotos, informou o sindicato USO. Num …

Eleições em Moçambique. Dados preliminares dão vitória a Nyusi

Segundo as projeções de resultados da Sala da Paz, de acordo com valores “preliminares” baseados na leitura dos editais pelos seus observadores, o atual Presidente moçambicano e candidato da Frelimo, Filipe Nyusi, terá sido reeleito …

"Quem acusou Sócrates tem de provar. Se não provar tem de ser punido"

O ex-Presidente brasileiro, Lula da Silva, defende punição de procuradores da Operação Marquês, caso a acusação contra José Sócrates seja arquivada. Esta terça-feira, em entrevista à RTP, Lula da Silva defendeu a punição dos procuradores que …

Na Saúde, Warren torna-se alvo de ataques. Mas o foco é "derrotar Trump"

O maior debate televisivo para umas eleições primárias na história dos EUA juntou 12 candidatos num só palco. Foi o primeiro debate para o qual o ex-vice-Presidente Joe Biden não partiu com vantagem, tendo a …

Trump sugere que os mexicanos são uma ameaça terrorista maior do que o Daesh

O Presidente Donald Trump sugeriu que os mexicanos são uma ameaça muito maior do que o Daesh. Respondendo uma vez mais às críticas sobre ter retirado as tropas dos Estados Unidos (EUA) junto à fronteira …

Grécia. Incêndio em campo de refugiados deixa 600 pessoas sem alojamento

Um incêndio no campo de identificação e registo de migrantes de Vathy, na ilha grega de Samos, deixou 600 refugiados sem alojamento, alertou na terça-feira a organização não-governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras (MSF). "Em Vathy, seis …

Lista candidata à Ordem dos Enfermeiros excluída por ter poucos homens

Uma das listas candidatas às eleições para a Ordem dos Enfermeiros foi excluída por ter poucos homens. A comissão eleitoral nomeada explica que a lista não respeita a lei da paridade, aprovada pela Assembleia da …

“É a desilusão”. PSD queria novos ministros na Saúde, Educação e Justiça

  O PSD defendeu esta quarta-feira que "não há um novo Governo", mas "uma remodelação com alargamento", com um executivo aumentado e "mais partidário", considerando "uma desilusão" a continuidade em pastas como Saúde, Educação e Justiça. "Não …

Dobradinha poderá render 1,6 milhões de euros a Bruno Lage

Caso consiga alcançar a dobradinha, isto é, vencer o campeonato e a Taça de Portugal, o treinador do Benfica, Bruno Lage, receberá em prémios cerca de 1,6 milhões de euros brutos, avança a imprensa desportiva. A …

Lisboa aumenta seis vezes IMI de prédios devolutos nos centros

A Câmara de Lisboa vai aumentar, em 2020, seis vezes a taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para os prédios devolutos nas zonas de maior pressão urbanística, anunciou esta quarta-feira o vereador das Finanças, …