Ambientalistas europeus apontam dez “testes verdes” à presidência portuguesa da UE

Álvaro Millán / Flickr

Iniciou na sexta-feira a presidência portuguesa do Conselho Europeu da União Europeia (UE), com a Alemanha e a Eslovénia, com os ambientalistas a propor dez pontos para que seja colocado em prática o Pacto Ecológico Europeu e a recuperação da economia pós-pandemia.

“A presidência portuguesa do Conselho Europeu da União Europeia verá a Europa e o mundo emergir finalmente da crise do COVID-19 e ajudará a orientar a reconstrução para melhor manter o espírito do Pacto Ecológico Europeu […] Vai ser uma Presidência importante”, escreveu o secretário-geral do European Environmental Bureau (EEB), Jeremy Wates, no memorando enviado ao Governo português, citado esta segunda-feira pelo ECO.

No documento, Wates recomendou ao Executivo um “papel importante na liderança pelo exemplo”, considerando que “compromissos ambiciosos inspirarão outros Estados-Membros a seguir o mesmo caminho”.

O EEB – que representa mais de 160 organizações – apresentou os dez testes verdes à presidência portuguesa do Conselho Europeu, que “são ambiciosos, mas necessários”. Deste fazem parte o Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente, a LPN – Liga para a Proteção da Natureza, a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza e a ZERO – Associação Sistema Terrestre Sustentável.

As organizações portuguesas que fazem parte do EEB “apelam a que Portugal aproveite este momento para liderar pelo exemplo, através das suas políticas nacionais, e reiteram que estão disponíveis para trabalhar diretamente com a Presidência Portuguesa da UE e estimular a participação de organizações congéneres noutros países, para apoiar uma Presidência bem-sucedida que possa avançar várias etapas na transição para uma vivência dentro dos limites do nosso único planeta”, sublinharam em comunicado.

No memorando, apelam a uma transição justa para uma Europa sustentável e resiliente e que o compromisso com os objetivos do desenvolvimento sustentável seja respeitado e a política comercial da UE assente em princípios de sustentabilidade.

Sugerem igualmente uma transição verde através do Quadro Financeiro Plurianual (MFF), do Pacote de Recuperação e da Reforma Fiscal, sendo urgente uma reforma tributária para a atingir neutralidade carbónica.

Propõe também uma resposta à emergência climática e a promoção da mobilidade sustentável, através de um acordo sobre uma Lei Climática compatível com 1,5 oC de aquecimento global e um reforço das diferentes ações políticas e técnicas que podem contribuir para a neutralidade carbónica.

A inversão da perda da biodiversidade; o investimento na resiliência dos ecossistemas; uma transição para uma alimentação e uma agricultura sustentáveis; a promoção de um objetivo de poluição zero, que previna a poluição na origem para a água, o ar e o solo; bem como a limpeza da produção industrial, são outras das orientações.

O EEB apelou ainda a um ambiente livre de tóxicos e uma Estratégia de Produtos Químicos para a Sustentabilidade; o reforço da responsabilidade e o Estado de Direito – permitindo um acesso mais alargado ao Tribunal de Justiça da UE; e a promoção da Solidariedade Europeia, o bem-estar e a justiça social e ambiental.

Taísa Pagno //

PARTILHAR

RESPONDER

Hospital de Portalegre abre inquérito a morte de doente que esteve 3 horas em ambulância

O hospital de Portalegre vai abrir um inquérito para apurar as circunstâncias da morte de um octogenário, na noite de segunda-feira, na área dedicada aos doentes respiratórios, depois de estar quase três horas numa ambulância, …

"Não somos heróis". Há quartéis que podem fechar se não houver vacinas para os bombeiros

O presidente da Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP), Fernando Curto, disse que se o número de bombeiros infetados com covid-19 continuar a este ritmo muitos quartéis podem ter de encerrar. "As carrinhas de transporte de …

Mayan ouve lesados da pandemia e diz que "limitações têm de vir acompanhadas do cheque"

Tiago Mayan Gonçalves ouviu as lamentações de uma série de empresários algarvios afetados pela pandemia. O candidato aponta o dedo ao Governo, argumentando que "limitações severas têm de vir acompanhadas do cheque". Esta segunda-feira, Tiago Mayan …

Itália: Da crise pandémica à crise política. Conte tem agora o voto de confiança dos deputados

O primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, obteve ontem a confiança dos deputados para se manter no governo, depois da demissão de duas ministras do partido Itália Viva (IV) ter aberto uma crise política, deixando o governante …

"Risco de readmissão é grande". Quase um terço dos infetados voltou ao hospital (e um em cada oito morreu)

De acordo com um estudo recente realizado no Reino Unido, quase um terço das pessoas que tiveram alta de um internamento por problemas de saúde relacionados com a covid-19, em Inglaterra, regressaram ao hospital pela …

Fecho das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública"

O encerramento das escolas "seria a medida mais forte de saúde pública a ser tomada", perante a existência de um "teto falso" na deteção de novos casos e o aparecimento da variante inglesa, defendeu esta …

"Ato ditatorial" e "humilhação cruel". Mourinho criticado por optar por Gedson em vez de Dele Alli

O ex-futebolista Stan Collymore chamou Mourinho de ditador e criticou o facto de ter deixado Dele Alli de fora dos convocados em detrimento de Gedson Fernandes. Stan Collymore, antigo jogador do Liverpool, criticou José Mourinho pela …

Preços das casas devem descer neste ano (e deixam a banca em risco)

Após se terem aguentado mais ou menos estáveis em 2020, apesar da pandemia de covid-19, os preços das casas devem começar a descer neste ano com o prolongar da crise sanitária. Uma situação que preocupa …

Sem promessas para 2022, Governo admite criar “escalões intermédios” na Função Pública

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, admitiu, em entrevista ao ECO, rever a tabela salarial da Função Pública e criar “escalões intermédios para as progressões intermédias”. Em entrevista ao jornal …

@AnaMartinsGomes. A gladiadora do Twitter é candidata a Belém

Se há arena onde a candidata socialista a Belém se sente confortável, é o Twitter. Palco de grandes partilhas e encruzilhadas, é inegável que essa rede social marca o caminho da diplomata. Ana Gomes é conhecida …