Relatório denuncia violação dos direitos dos trabalhadores em fábrica chinesa da Amazon

A Amazon está a ser alvo de várias críticas depois de um relatório internacional ter acusado a empresa de lucrar às custas de funcionários que trabalham em más condições na China.

A China Labor Watch, em conjunto com a revista The Observer do The Guardian, investigou as condições de trabalho na fábrica Foxconn, na China, na qual são confecionadas as colunas smart Echo e os leitores Kindle.

O relatório da investigação, realizada entre agosto do ano passado e abril de 2018, foi publicada no domingo no site da China Labor Watch e conclui que existem várias violações da lei laboral chinesa naquela fábrica. Entre elas destacam-se as semanas de trabalho com 60 horas e a falta de compensação adequada pela horas suplementares.

“Os lucros da Amazon são à custa dos trabalhadores que trabalham em condições chocantes e não têm escolha a não ser trabalhar horas extraordinárias excessivas para garantir a subsistência”, lê-se no relatório.

Em março, a Amazon admitiu ter descoberto “dois pontos preocupantes” na fábrica de Hengyang na sequência de uma auditoria. Na altura, solicitou de imediato “um plano de ação corretivo” para “remediar” os problemas encontrados na fábrica. Ty Rogers, porta-voz da Amazon, não adiantou mais pormenores sobre este caso.

Segundo a Visão, a Foxconn reagiu ao comunicado, afirmando ter conhecimento do relatório e estar a levar a cabo uma “investigação completa”. “Se for verdade, serão tomadas ações imediatas para fazer as operações cumprirem o nosso código de conduta”, garante.

A lei laboral chinesa estabelece um limite de 10% de trabalhadores temporários nas fábricas. No entanto, o relatório denunciou o recurso excessivo a trabalhadores temporários – cerca de 40% do total de trabalhadores – que não têm direito a baixa nem férias pagas.

Além disso, as horas extraordinárias estão a ser pagas como horas normais de trabalho, em vez da hora e meia prevista na lei. Outros dos problemas encontrados prendem-se com a falta de segurança em caso de incêndio na zona dos dormitórios e de equipamento de proteção, além da sujeição dos trabalhadores a “abuso verbal“.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Se a Amazon tem “escravos” na Alemanha, no R. Unido, na Itália, etc, ia para a China preocupada com os trabalhadores?!
    Tá bonito!…

RESPONDER

Governo deverá anunciar medidas para bloquear coleção Berardo após as eleições

Num momento em que se tornou público que a Fundação Berardo corre risco de falência, três ministérios estudam as medidas para preservar a coleção do empresário e mantê-la aberta ao público. "Será em breve", garantiram os …

Europeias: PS com candidatos "escondidos", CDU só observa e Rangel já faz rimas ao primeiro-ministro

A dias do escrutínio para o Parlamento Europeu, PS acusou o BE de ser ambíguo, CDS critica respostas de Costa sobre Tancos e PSD quer ver "candidatos escondidos" do PS. Até já há rimas para …

Na corrida às Europeias, o PS está à frente do PSD (e o Bloco já vale o dobro do CDS)

O PS e a Esquerda crescem, o PSD e a Direita perdem. Segundo uma sondagem da Pitagórica para o Jornal de Notícias e TSF, os socialistas somam 32,4% da intenção de voto, enquanto o PSD …

CGD ainda é dos bancos que têm mais crédito para investir em ações

Os bancos cortaram nos empréstimos para a compra de ações desde a crise. Mas têm ainda um valor elevado de financiamentos deste tipo. Este crédito é visto com cautela pelos supervisores e levaram a que bancos …

Partido de Modi a caminho de resultado histórico na Índia

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e o seu partido nacionalista hindu lideram a contagem de votos nas legislativas do país. Às 10h05 (05h35 em Lisboa), o Partido Bharatiya Janata (BJP, ou Partido do Povo Indiano, no …

Hells Angels saem em liberdade (mas com várias proibições)

Os 17 elementos do grupo Hells Angels detidos pela Polícia Judiciária na terça-feira saíram todos em liberdade, após primeiro interrogatório judicial no Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa, disseram à agência Lusa advogados no …

Arqueólogos resolveram o mistério dos "porcos" de Barbados

Em Barbados, país insular soberano nas Pequenas Antilhas, existe um mistério histórico desde que os primeiros colonos ingleses chegaram em 1627. À chegada, os exploradores encontraram o que pensavam ser uma vara de porcos europeus selvagens. …

230 professores que pediram pré-reforma ainda não tiveram luz verde

Foram 230 os pedidos de professores interessados em pedir a pré-reforma que chegaram à Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE). Mas até agora nenhum deles teve luz verde para avançar. A pré-reforma com suspensão da prestação de …

Theresa May pode demitir-se esta sexta-feira

A pressão sobre Theresa May tornou-se insuportável, segundo o jornal britânico The Times, que cita fontes dos conservadores próximas de May, após mais uma demissão no executivo de Londres. De acordo com o jornal, a primeira-ministra …

Os percevejos andaram ao lado do T-rex (e sobreviveram ao asteróide que matou os dinossauros)

Percevejos têm sido companheiros parasitas de outras espécies além dos humanos durante mais de cem milhões de anos, tendo caminhado na terra ao mesmo tempo que os dinossauros. Uma equipa internacional de cientistas comparou o ADN …