Alzheimer pode ser tratada através da combinação de terapias de luz e som

Um novo estudo do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) sugere que expor pacientes a luz intermitente e sons pulsantes, ambos sintonizados numa frequência de 40 hertz, pode reverter os principais sinais do Alzheimer no cérebro.

Em experiências realizadas em ratos de laboratório, aglomerados de proteínas prejudiciais que interferem nas funções cerebrais foram parcialmente eliminados usando apenas luz e som, melhorando a função cognitiva dos animais.

Esta técnica ainda não foi clinicamente testada em humanos. Por este motivo, ainda é muito cedo para dizer que seria uma técnica viável. Além disso, adianta o HypeScience, os ratos foram geneticamente modificados para apresentarem sintomas parecidos com a condição em humanos.

No entanto, os resultados iniciais indicam uma forma barata e simples de tratar esta forma tão comum de demência.

Tudo começou em 2015, quando a neurocientista Li-Huei Tsai, diretora do Instituto Picower de Aprendizagem e Memória do MIT, trabalhou numa experiência que tinha como objetivo manipular a atividade do cérebro piscando uma luz branca no rosto destes animais.

Tal como as luzes, os cérebros também “piscam”, sendo geradas ondas cerebrais quando grandes grupos de neurónios oscilam entre si. Desta forma, quando a investigadora sintonizou a luz para piscar 40 vezes por segundo – ou 40 hertz – os cérebros das cobaias geraram ondas gama a 40 hertz.

Essas ondas são mais ativas quando prestamos muita atenção ou quando procuramos as nossas memórias de forma a entender o que nos está a acontecer. No caso dos pacientes com doença de Alzheimer, estas ondas podem ser “bloqueadas” e ter um papel fundamental na patologia.

Quando Tsai dissecou os cérebros dos animais, observou que “a estimulação da luz intermitente desencadeou uma tremenda resposta na microglia – células do sistema imunológico do cérebro que limpam os restos celulares e os resíduos tóxicos, incluindo a amilóide. Estas células são prejudicadas pelo Alzheimer, mas a luz parece restaurar as suas habilidades”.

Este processo de eliminação só aconteceu no córtex visual, onde o cérebro processa informações leves. Para conseguir que os mesmos efeitos penetrassem mais fundo no cérebro, a cientistas resolveu adicionar um som com uma frequência também de 40 hertz – apenas alto o suficiente para os humanos conseguirem ouvi-lo.

Estudos prévios haviam mostrado que explosões de ultrassom permitem que poderosos tratamentos passem pelos vasos sanguíneos até ao cérebro, além de encorajar a microglia a acelerar o seu ritmo de trabalho. Apesar de o ruído de 40 hertz ser muito menor, mostrou-se bastante eficaz.

Quando as cobaias receberam o tratamento de uma hora com luz e som durante sete dias seguidos, as placas amilóides começaram a cair não apenas nos córtices auditivos e visuais, mas também no córtex pré-frontal e no hipocampo.

“Este foi um dos grandes saltos do novo estudo. Estes são os centros de aprendizagem e memória do cérebro. Houve uma redução de 40% ou 50% nos níveis de amilóide e proteína tau. É um feito absolutamente impressionante”, afirmou Shannon Macauley, neurocientista da Universidade Wake Forest, nos Estados Unidos.

Além dos resultados evidentes na química cerebral dos ratos, os animais tivera também melhor desempenho numa série de tarefas cognitivas. De acordo com Jorge Palop, neurologista da Universidade da Califórnia em San Francisco, nos Estados Unidos, uma possível explicação para o sucesso deste tratamento é que os cérebros com Alzheimer têm neurónios irregulares, muitas vezes hiperativos.

Ao fornecer aos cérebros uma batida constante e regular, a luz e o som repetidos podem funcionar como uma espécie de metrónomo para a atividade cerebral. “Seria como ‘redefinir’ o cérebro dos ratos todos os dias e corrigir algumas dessas atividades anormais que eles têm”, explicou.

Descobrir novos mecanismos para eliminar resíduos e sincronizar a atividade cerebral é um enorme passo para o desenvolvimento de tratamentos para todos os tipos de distúrbios neurológicos, mas traduzir as descobertas para o cérebro humano exigirá ainda mais trabalho, especialmente quando há potenciais contrastes, nomeadamente em relação às ondas famas.

A boa notícia é que os primeiros testes de segurança mostraram que este processo parece não ter efeitos colaterais claros. O artigo científico foi recentemente publicado na Cell.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PJ deteve suspeita de atear fogo florestal no Parque Nacional da Peneda-Gerês

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve uma mulher de 57 anos suspeita de atear um incêndio florestal registado em 4 de agosto no Parque Nacional da Peneda-Gerês (PNPG), no concelho de Terras de Bouro. Em …

Mais duas mortes e 120 novos casos. Lisboa com 60% dos novos infetados

Portugal regista esta segunda-feira mais duas mortes, 120 novos casos de infeção por covid-19 e 160 curados em relação a segunda-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). O número de pessoas internadas é …

Encontrado cadáver com 30 anos em mansão abandonada em Paris

As obras de reforma numa mansão abandonada em Paris tiveram de ser suspensas inesperadamente depois de trabalhadores terem descoberto um cadáver a decompor-se na cave há 30 anos. De acordo com o jornal britânico The Guardian, …

Quase cem mil crianças contraíram a covid-19 em apenas duas semanas nos Estados Unidos

Noventa e sete mil crianças norte-americanas foram identificadas como infetadas com o novo coronavírus (covid-19) nas últimas semanas de julho. Os números relativos a estas duas semanas são avançados pela empresa norte-americana, que cita um relatório …

A1 terá novo acesso em Grijó no sentido sul/norte em 2021

A autoestrada A1 terá em 2021 um novo acesso em Grijó, concelho de Vila Nova de Gaia, no sentido sul/norte, revelou esta segunda-feira o presidente da autarquia que acredita que, com este projeto, o nó …

Tiros em frente à Casa Branca levam à retirada de Trump de conferência de imprensa

Um agente do Serviço Secreto retirou, esta segunda-feira, o Presidente norte-americano da sala na Casa Banca na qual estava a começar uma conferência de imprensa. O período em que Donald Trump esteve fora da sala foi …

Nani candidato a melhor jogador nos Estados Unidos

Internacional português e o colega João Moutinho (este para melhor jovem) estão na corrida para os prémios e também para o onze. Os futebolistas portugueses Nani e João Moutinho, ambos do Orlando City, estão entre os …

102 dias depois, coronavírus regressa à Nova Zelândia

A Nova Zelândia anunciou a sua primeira infeção por coronavírus transmitida localmente em 102 dias esta terça-feira, o que levou a primeira-ministra do país a emitir uma ordem de confinamento em Auckland, a maior cidade …

Taiwan acusa China de querer fazer da ilha o "próximo Hong Kong"

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Taiwan, Joseph Wu, disse que há pressão da China sobre a ilha para aceitar condições políticas que farão de Taiwan o próximo Hong Kong. A Presidente de Taiwan recebeu esta …

Líderes do Líbano terão sido alertados sobre explosivos no porto de Beirute em julho

O Presidente do Líbano, Michel Aoun, e o primeiro-ministro, Hassan Diab, terão sido alertados em julho sobre a existência de 2.750 toneladas de nitrato de amónio armazenadas no porto de Beirute, avançou a agência Reuters. A …