Alzheimer. Ministério Público quer saber se já há um tutor para Salgado

2

José Sena Goulão / Lusa

Ricardo Salgado a beber um copo de água

Depois de várias tentativas por parte dos advogados de eximir o ex-banqueiro à ação da Justiça, o Ministério Público (MP) quer saber se Ricardo Salgado, que sofre de Alzheimer, já arranjou tutor.

O julgamento de Ricardo Salgado arrancou em julho. Os seus advogados de defesa apresentaram, mais tarde, um atestado médico a alegar o diagnóstico de doença de Alzheimer e a pedir a suspensão do julgamento.

O coletivo de juízes entendeu que o diagnóstico clínico não demonstra que esteja mental ou fisicamente ausente. Assim sendo, o pedido foi indeferido, com o julgamento a prosseguir em janeiro do próximo ano.

Agora, avança o Público esta terça-feira, o Ministério Público quer saber se o ex-banqueiro já arranjou tutor, uma figura prevista na lei para acompanhar quem já não se encontra na posse de todas as suas faculdades.

“Se está, como alega, limitado na sua capacidade cognitiva ou psíquica (…) não deixará também de estar incapacitado, também, para o exercício de outros direitos ou deveres inerentes à sua vida quotidiana”, escreveu o procurador do julgamento, Vítor Pinto.

Seria curioso indagar se já tomou alguma iniciativa no sentido de requerer o acompanhamento” previsto na lei para quem sofre deste tipo de problemas, acrescentou, numa referência ao regime jurídico do maior acompanhado, aplicável a todos aqueles que se vejam, por razões de saúde, impossibilitados de exercer de forma plena e consciente os seus direitos e deveres.

De acordo com o diário, o MP não põe em causa que Ricardo Salgado padeça de Alzheimer, mas duvida de que a doença esteja numa fase tão avançada.

  ZAP //

2 Comments

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.