Alunos vão poder fazer queixa da praxe ao Ministério

a@k / Flickr

-

Além da distribuição de folhetos sobre praxes académicas, os estudantes universitários têm agora um endereço electrónico para onde podem denunciar abusos no âmbito de praxes assim como receber apoio do Ministério da Educação.

O Ministério da Educação e Ciência (MEC) anunciou hoje que esta semana, altura em que arrancam as inscrições dos caloiros, irão começar a ser distribuídos folhetos informativos sobre as praxes académicas nas diferentes instituições de ensino superior.

O secretário de Estado do Ensino Superior, José Ferreira Gomes, enviou um conjunto de recomendações sobre as práticas de praxes académicas que as instituições devem seguir.

Segundo o documento assinado por Ferreira Gomes, a que a Lusa teve acesso, “o Ministério da Educação e Ciência criou um endereço de correio electrónico (praxesabusivas@mec.gov.pt) onde abusos ocorridos no âmbito das actividades de praxe devem ser denunciados”, garantindo ainda que será disponibilizado apoio a quem o requerer.

Sublinhando a autonomia disciplinar das instituições, o MEC recomenda às instituições que incluam nos seus regulamentos disciplinares normas sobre actos de violência ou coação física ou psicológica sobre outros alunos, no sentido de tal prática ser considerada uma infracção disciplinar, quer seja por “acção ou omissão”.

“Considera-se infracção disciplinar o comportamento do estudante, por acção ou omissão, que implique a prática de actos de violência ou coação física ou psicológica sobre outros estudantes, designadamente no âmbito das praxes académicas”, recomenda Ferreira Gomes.

O Ministério defende ainda que as praxes “não podem, em caso algum, revestir natureza vexatória ou de ofensa de natureza física ou moral dos participantes ou de quaisquer outras pessoas, nem podem prejudicar o normal funcionamento da instituição, nomeadamente impedir ou dificultar a ida dos estudantes às aulas ou perturbar a sua participação nas demais actividades escolares”.

É também sugerido aos dirigentes das instituições assim como às associações de estudantes que mantenham contactos com as entidades que coordenam as actividades de praxe, no sentido de clarificar procedimentos e precaver situações abusivas.

O MEC lembra também que cabe ao Provedor do Estudante e aos gabinetes de apoio ao estudante de cada instituição um papel activo na preparação da integração dos novos estudantes e na disponibilização de recursos de acompanhamento psicológico e jurídico a quem solicite apoio e denuncie situações violentas ou não consentidas.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Esquecer a Tragédia do Meco é dar luz verde a que nossos filhos possam desaparecer em mistério e mentiras!! Este não foi um caso qualquer!! Há acusações gravissimas á justiça portuguesa que a não serem refutadas é o descrédito total!! É importante que o Sr. ministro da justiça se pronuncie e até o Sr. Presidente da República sobre a investigação muito estranha do Sr. procurador de Almada!! Se ficarmos calados perante isto e não exigirmos esclarecimentos é porque não nos importamos que matem nossos filhos!!!!!

RESPONDER

Harry Potter ganha novo (e estranho) capítulo

Harry Potter e o retrato daquilo que parecia ser um grande monte de cinzas é o título do mais recente pedaço da história protagonizada pelo famoso feiticeiro. Mas não foi J.K. Rowling que o escreveu. Os autores …

Rússia pode cortar a Internet mundial, avisa General britânico

É uma nova ameaça à "nossa forma de vida" e à segurança e economia mundiais. O alerta é do chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas do Reino Unido, Stuart Peach, que teme que a Rússia …

Tribunal mantém pena de 30 anos para mulher que alega ter sofrido aborto espontâneo

Um tribunal de El Salvador confirmou a sentença de 30 anos de prisão a uma mulher acusada de homicídio agravado devido à morte do seu recém-nascido. Teodora Vásquez garante que se tratou de um aborto …

WikiLeaks é agora um meio de comunicação social

Um tribunal britânico considerou, em sentença, que o portal de divulgação de informação WikiLeaks é, agora, uma "organização de meios de comunicação". Um tribunal britânico, que avalia casos sobre liberdade de informação, classificou o WikiLeaks como …

Arquiteto Manuel Aires Mateus vence Prémio Pessoa 2017

Esta sexta-feira, o arquiteto Manuel Aires Mateus foi distinguido com o Prémio Pessoa, uma das mais importantes distinções em Portugal. O arquiteto Manuel Aires Mateus é o vencedor do Prémio Pessoa, anunciado esta sexta-feira pelo presidente …

Investigação australiana recomenda fim do celibato na Igreja Católica

Esta sexta-feira, uma investigação australiana sobre abuso sexual de crianças recomendou à Igreja Católica que levante a exigência de celibato ao clero. A Comissão Real da Austrália, que corresponde à procuradoria-geral da república, divulgou esta sexta-feira …

Carrilho absolvido do crime de violência doméstica por falta de provas

O ex-ministro da Cultura Manuel Maria Carrilho foi absolvido do crime de violência doméstica contra a ex-mulher Bárbara Guimarães. A juíza do processo considera que não há provas suficientes para uma condenação. Manuel Maria Carrilho era …

Ex-dirigente da Cerci da Guarda usa instituição para faturar

O ex-vice-presidente da Cercig, a cooperativa de solidariedade social da Guarda com estatuto de utilidade pública, foi acusado de crime de participação económica em negócio, punível com 5 anos de prisão. De acordo com o Ministério …

Pensões, subsídios e abono de família aumentam já em Janeiro

As prestações sociais pagas pela Segurança Social vão subir já a partir de Janeiro de 2018, fruto do aumento previsto de 1,8% para o chamado Indexante dos Apoios Sociais (IAS). O IAS é o referencial usado …

Lince-ibérico esteve à venda (com urgência) no OLX

Um anúncio no OLX vendia "urgentemente" um lince-ibérico pelo valor negociável de 1500 euros. O Ministério Público já está a investigar o caso. O Ministério Público está a investigar uma possível venda online de um lince-ibérico, …