Alunos do secundário jogam cerca de 9 horas por semana em dispositivos móveis

Steven Andrew / Flickr

-

Um estudo da Universidade de Coimbra, que visa criar “novas ferramentas de ensino”, revela que os rapazes que frequentam o ensino secundário ocupam cerca de nove horas por semana a jogar em dispositivos móveis.

Os primeiros resultados do estudo “Dos jogos às atividades interativas para mobile-learning”, que está a ser desenvolvido na Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação (FPCE) da Universidade de Coimbra (UC), concluem que o tempo despendido por alunos (do sexo masculino) do Ensino Secundário a jogar em dispositivos móveis é de “8,9 horas, em média, por semana”, revelou a universidade.

A investigação, que envolve alunos de várias idades, desde o 2º ciclo do Ensino Básico ao Ensino Superior (licenciatura e mestrado) conclui que os estudantes mais novos (do 2º e 3º ciclos do Ensino Básico) preferem “jogos com elevado nível de violência e bastante desadequados à idade, nomeadamente jogos classificados para maiores de 18 anos”, tais como Grand Theft Auto (GTA), Counter Strike (CS) e Call of Duty.

Os alunos do Ensino Superior “elegem jogos simples e rápidos, tipo puzzle e arcada”, como Candy Crush Saga, Angry Birds, Bubbles e Flow, entre outros, de acordo com o mesmo estudo, coordenado pela catedrática da FPCE Ana Amélia Carvalho, adianta uma nota da UC.

“De uma forma global, por género, o estudo, que visa desenhar e criar atividades educativas para dispositivos móveis com base nos jogos mais adotados pelos alunos, mostra que 81% dos alunos do género masculino jogam”, enquanto entre as alunas se regista uma taxa de 63%, afirma a UC.

Trazer os jogos para a sala de aula

Financiada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, a pesquisa pretende tirar partido das características dos jogos para, na prática, “criar novas ferramentas de ensino que cativem e estimulem os alunos a aprenderem na sala de aula e fora dela”, salienta Ana Amélia Carvalho.

Questionados sobre a utilização de jogos em atividades letivas, “a grande maioria” dos estudantes mostrou-se receptiva, “sendo que as percentagens ultrapassam os 80%” entre os alunos do 2º ciclo do Ensino Básico e do Ensino Secundário e atingem “78,1% no Ensino Superior”, refere a coordenadora do estudo, que é especialista em tecnologia educativa.

“À semelhança do que já acontece em países como Inglaterra, o objetivo é rentabilizar os dispositivos móveis para a área pedagógica”, afirma a investigadora, sublinhando que “os jogos são reconhecidos como excelentes instrumentos de aprendizagem, pelo feedback imediato, pela boa orientação (tutorial) e pela sensação de vitória que gera quando se atinge algo”.

O estudo, cujos resultados serão apresentados no dia 9 de maio, em Coimbra, durante o 2º Encontro sobre Jogos e Mobile Learning, “utilizou a metodologia de inquérito por questionário, aplicado em escolas de vários níveis de ensino do país, incluindo as regiões autónomas, e vai ao encontro das recomendações da UNESCO para a importância do uso dos dispositivos móveis em contexto educativo”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Bloco apoia travão ao desconfinamento na região de Lisboa

O Bloco de Esquerda apoiou o adiamento do levantamento de restrições impostas pela pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, destacando que é importante aumentar a vigilância nas empresas de construção e trabalho …

Descoberto "cemitério" de mamutes nos arredores da Cidade do México

Investigadores descobriram um "cemitério" com cerca de 60 mamutes nos arredores da Cidade do México, avança o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do país. De acordo com o site Live Science, a descoberta aconteceu, …

David Luiz confirma rumores. Regresso "vai acontecer se o presidente permitir e os adeptos quiserem"

David Luiz confirmou este sábado os rumores que davam conta que o Benfica e o jogador estavam a negociar um eventual regresso do brasileiro à Luz. Em entrevista ao desportivo Record, David Luiz confirmou a …

Cães treinados para proteger animais selvagens salvam 45 rinocerontes

Há inúmeras razões que explicam o motivo pelo qual os cães são conhecidos como o melhor amigo do Homem. Além de leais e inteligentes, dão sempre o corpo às balas, mesmo nos piores momentos. Quarenta e …

Fez-se história. Foguetão da SpaceX lançado com sucesso rumo à EEI

O primeiro foguetão concebido e construído por uma empresa privada, a SpaceX, de Elon Musk, levando a bordo dois astronautas foi lançado este sábado na presença do Presidente do Estados Unidos, Donald Trump. O lançamento decorreu …

"A Rússia não permitirá a privatização da Lua", avisa Roscosmos

A Rússia não permitirá a privatização da Lua, independentemente de quem avance a iniciativa, avisou o chefe da agência espacial russa (Roscosmos), Dmitri Rogozin, em entrevista ao jornal Komsomólskaya Pravda. "Não permitiremos que ninguém privatize a …

Plataforma flutuante extrai energia das ondas, do vento e do Sol

A empresa alemã Sinn Power criou uma plataforma marítima flutuante capaz de gerar energia renovável a partir de ondas, vento e energia solar. A plataforma híbrida combina turbinas eólicas, painéis solares e coletores de energia das …

Balneários proibidos e 3 metros de distância. As regras da DGS para a prática de exercício físico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda uma distância mínima de três metros entre pessoas que pratiquem exercício físico, no âmbito das medidas de prevenção da pandemia de covid-19. A orientação, intitulada “Procedimentos de Prevenção e Controlo …

Astronautas da NASA já se preparam para voo histórico a bordo do foguetão da Space X

Dois astronautas da NASA já estão a equipar-se para o lançamento histórico de um foguetão concebido e construído pela empresa SpaceX, de Elon Musk, apesar de as previsões meteorológicas indicarem mais tempestades. Com o voo já …

Há dez anos, Portugal adotou a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Portugal adotou há 10 anos a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo, após um debate fraturante que remeteu para mais tarde a adoção de crianças por estes casais, possível apenas desde …