Alterações climáticas foram responsáveis pelas ondas de calor em 2013

As ondas de calor que ocorreram em 2013 na Ásia, Europa e Austrália foram causadas pelas alterações climáticas provocadas pelo Homem, mas nem todos os acontecimentos extremos podem ser associados ao aquecimento global, revelou um estudo divulgado esta segunda-feira.

Um total de 16 eventos extremos, incluindo chuva, inundações, secas e tempestades, foram analisados no relatório anual “Explaining Extreme Events of 2013 from a Climate Perspective” (Explicação dos Acontecimentos Extremos de 2013 de uma Perspetiva Climática”), publicado no Boletim da Sociedade Meteorológica Americana.

Os eventos escolhidos não representam a totalidade do ano, mas sim os que tiveram maior impacto e suscitaram o interesse dos cientistas, especifica-se no relatório, compilado por 92 cientistas de todo o mundo.

A ligação mais forte entre os acontecimentos climáticos extremos e a queima de combustíveis fósseis – que liberta dióxido de carbono e contribui para o aumento da concentração de gases com efeito de estufa – foi situada na Austrália.

Cinco estudos independentes apuraram que a influência humana agravou substancialmente tanto a probabilidade como a severidade das ondas de calor no país.

“Os resultados do estudo sobre a Austrália são notáveis”, afirmou Peter Stott, um dos editores do estudo, que trabalha no centro de meteorologia britânico, o Met Offic.

iisd.ca

Peter Stott, investigador especializado no estudo de alterações climáticas atribuíveis a causas antopogénicas e naturais

Peter Stott, investigador especializado no estudo de alterações climáticas atribuíveis a causas antopogénicas e naturais

Os estudos “revelaram que as hipóteses de observar tais temperaturas extremas na austrália num mundo sem alterações climáticas antropogénicas causadas pelo Homem são praticamente nulas”, adiantou Stott.

No documento avançou-se também que os verões extremamente quentes que se verificaram no Japão, na Coreia e na China ficaram a dever-se muito provavelmente pelas alterações climáticas de causa humana.

Os investigadores identificaram causas tanto naturais como humanas no verão quente e seco da Europa ocidental.

Causas humanas foram também apontadas para explicar as fortes chuvas que caíram na Índia em junho.

“Dado que sabemos hoje, é muito mais fácil para nós associarmos os picos de calor com a influência humana do que os outros acontecimentos extremos”, disse Thomas Karl, diretor da agência dos EUA para os Oceanos e a Atmosfera, NOAA.

A ciência que estuda as ligações entre as alterações climáticas e os eventos extremos continua a progredir e esperam-se medições ainda mais refinadas no futuro, afirmou outro dos editores, Marty Hoerling.

Acrescentou que um conjunto amplo de padrões meteorológicos é afetado pelas alterações climáticas, e não apenas as vagas de calor.

“É quase certo que as alterações climáticas influenciam todos os eventos meteorológicos”, afirmou Hoerling, em declarações à imprensa.

“A questão que estamos a estudar não é se influencia, é como influencia”, acentuou.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Teresa Morais acusa Rui Rio de estar “a definhar” o PSD

A antiga vice-presidente do PSD Teresa Morais anunciou esta terça-feira que se retira “da linha da frente” dos sociais-democratas, acusando Rui Rio de estar “a definhar” o partido, tornando-o num “partido mediano e ideologicamente puro” …

As penas surgiram milhões de anos antes dos pássaros

A velha questão do ovo e da galinha estende-se agora aos pássaros e às penas. Quem surgiu primeiro? As penas, sugere uma recente investigação. Os pássaros são famosos pela sua imensa variedade de penas que usam …

Muro, fake news e Obamacare. Trump anuncia oficialmente a recandidatura à Casa Branca

O Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou a sua recandidatura à Casa Branca, num comício em Orlando, Flórida, e voltou a acusar os jornalistas de serem "fake news" e disse que o país tem a …

Platini saiu em liberdade depois de muitas horas de interrogatório

O antigo presidente da UEFA Michel Platini saiu esta quarta-feira em liberdade, depois de várias horas a ser ouvido, no âmbito da atribuição da organização do Mundial de futebol de 2022 ao Qatar. ”A custódia é …

Descoberta bactéria que pode ajudar a criar uma vacina para o stress. Estava escondida na terra

Cientistas isolaram um padrão molecular único que pode, um dia, permitir a criação de uma vacina para o stress. Este padrão estava escondida dentro de uma bactéria que vive na terra. O Mycobacterium vaccae é uma …

Cientistas descobrem uma família de partículas imortais

Desafiando as leis que regem o universo da Física, uma equipa de cientistas acaba de descobrir uma família de partículas (quasipartículas) que, em sistemas quânticos, é capaz de se desintegrar e voltar a renascer numa …

A Via Láctea pode já ter colidido com outra galáxia

Astrónomos predizem que a Via Láctea está em rota de colisão com a Andrómeda e teremos apenas uns milhares de milhões de anos para nos prepararmos para esse impacto. Por outro lado, a nossa galáxia pode …

Teegarden B e C. Descobertos mais dois planetas que podem albergar vida

Cientistas de vários países identificaram mais dois planetas que consideram poder albergar vida, com climas temperados, semelhantes à Terra e que podem conter água líquida à superfície. A equipa da universidade alemã de Göttingen utilizou vários …

Ministério Público abre investigação a Juan Guaidó por corrupção

O Ministério Público da Venezuela anunciou a abertura de uma investigação penal contra Juan Guaidó por suspeita de corrupção relacionada com fundos para assistência a cidadãos venezuelanos na Colômbia. O anúncio foi pelo procurador-geral designado pela …

Cientistas descobrem no veneno de escorpião antibiótico contra tuberculose

Químicos no veneno podem combater estirpes resistentes da tuberculose e a bactéria causadora da pneumonia e septicemia. Veneno pode ainda travar o crescimento de células cancerígenas. Cientistas descobriram no veneno de escorpião antibióticos contra a tuberculose …