Alojamento local é mais rentável nos Aliados e no Chiado

As zonas mais rentáveis para alojamento local são a Avenida dos Aliados, no Porto, e o Chiado, em Lisboa, onde um apartamento com dois quartos pode render até 150 euros por dia, segundo um estudo da GuestReady.

Com base na média de valores cobrados em 200 estabelecimentos de alojamento local, localizadas em 26 zonas de Lisboa e do Porto, que são geridos pela empresa GuestReady e anunciados na plataforma Airbnb, o estudo apurou que “os preços nas zonas junto às estações de comboios são dos mais atrativos para os turistas” que visitam estas duas cidades portuguesas.

“Um apartamento com um quarto junto à estação de Campanhã (Porto) pode render em média 55 euros por dia, enquanto um alojamento semelhante perto da Estação do Oriente (Lisboa) chega a custar 75 euros”, revelou a empresa de gestão de unidades de alojamento local.

De acordo com os dados analisados, que incidem sobre a oferta de alojamentos com um quarto e com dois quartos, a zona mais cara é a da Avenida dos Aliados, no Porto, onde apartamentos com um quarto custam, em média, 120 euros por dia e com dois quartos podem render até 150 euros por dia.

Na cidade Invicta, o estudo aponta, também, como zonas mais rentáveis a Rua Mouzinho da Silveira, onde apartamentos com dois quartos podem gerar até 140 euros por dia. Segue-se a Estação de São Bento, onde unidades com dois quartos custam 135 euros por dia, a Rua de Santa Catarina, onde o preço médio de estabelecimentos com a mesma tipologia é de 120 euros por dia, e a Rua do Almada, onde pode render 100 euros por dia.

Em Lisboa, os proprietários de unidades de alojamento local podem gerar as receitas mais elevadas na Rua do Alecrim e na Rua Garret, ambas na zona do Chiado, onde apartamentos com dois quartos podem atingir o preço diário de 130 euros.

Segue-se a Avenida da Liberdade (125 euros), a Rua do Carmo (125 euros), a Rua Augusta (120 euros), a Rua da Prata (120 euros), a Rua do Ouro (120 euros) e a Avenida da República (120 euros).

Também na capital, as zonas da Avenida Fontes Pereira de Melo, do Largo Camões, da Praça dos Restauradores, da Estação do Oriente e do Rossio permitem obter receitas superiores a cem euros por dia no alojamento local de apartamentos com dois quartos, segundo os dados do estudo.

Em relação às zonas mais baratas, o estudo indica a Rua da Cedofeita, no Porto, com preços médios entre os 70 euros e os 85 euros para apartamentos com um e dois quartos, respetivamente, bem como a Avenida Almirante Reis e o Largo do Rato, em Lisboa, com valores médios entre os 70 e os 90 euros por dia, consoante a tipologia.

No âmbito da realização deste estudo, a empresa GuestReady decidiu criar uma versão inspirada no jogo de tabuleiro Monopólio, que visa “dar a conhecer quanto podem ganhar os proprietários de unidades de alojamento local nas principais áreas de Lisboa e do Porto”.

A GuestReady é uma empresa internacional de gestão de unidades de alojamento local, que fornece serviços profissionais a investidores imobiliários, proprietários de casas e anfitriões da plataforma Airbnb no Reino Unido, França, Portugal, Emirados Árabes Unidos, Malásia e Hong Kong.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Suécia pondera alterar estratégia e aplicar medidas mais drásticas em Estocolmo

Depois de um grande aumento de casos na capital do país durante a última semana, as autoridades suecas ponderam alterar toda a sua estratégia de combate à pandemia e adotar novas medidas. A Europa foi considerada …

"O PS não se pode calar." Líder parlamentar promete combate à extrema-direita

Para a líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, os tempos atuais "não estão para brincadeiras ou para aventureirismos". A líder parlamentar do PS prometeu, esta terça-feira, o combate político aos "populismos" oriundos de correntes de …

"Nem fria, nem quente." China não quer nenhuma guerra

O Presidente chinês, Xi Jinping, assegurou que o país não quer nenhuma guerra e acredita que "a Humanidade vencerá a batalha" da covid-19. Xi Jinping assegurou, esta terça-feira, que a China não quer nenhuma guerra “nem …

Pegadas com 120 mil anos mostram como é que os humanos saíram de África

Uma equipa de investigadores encontrou centenas de pegadas na Arábia Saudita que podem retratar como é que os antigos humanos saíram de África para a Eurásia. Há cerca de 120 mil anos, naquilo que hoje é …

Nélson Semedo oficializado no Wolves de Nuno Espírito Santo

O Wolverhampton oficializou esta quarta-feira nas redes sociais a contratação do português Nélson Semedo, que terminou o vínculo com o Barcelona. Depois de três épocas ao serviço da equipa catalã, o jogador de 26 anos …

Líder da JSD propõe aliança entre PSD, CDS e IL nas autárquicas de 2021

O líder da JSD, Alexandre Poço, apelou aos presidentes do PSD, CDS-PP e Iniciativa Liberal para um acordo de centro-direita nas eleições autárquicas de 2021, sublinhando que o debate político está cada vez mais …

Jota não entra nas contas de Jesus. Florentino cada vez mais perto do Mónaco

Diogo Jota e Florentino Luís devem deixar a Luz nesta temporada por empréstimo, segundo escreve a imprensa desportiva esta quarta-feira. Jota deverá em breve deixar o Benfica e rumar a Inglaterra por empréstimo, avança o …

Se o próximo Orçamento for "mais do mesmo", PCP vota contra

Se o próximo Orçamento do Estado for mais do mesmo, Jerónimo de Sousa garante que o PCP vai votar contra. Esta manhã, em entrevista à Antena 1, Jerónimo de Sousa admitiu que o PCP poderá votar …

Cientistas desenvolvem adesivo para verificar (sem dor) níveis de glicose

Cientistas desenvolveram um sensor que dizem poder penetrar a pele, sem dor associada, para conduzir testes de diagnóstico para condições de saúde como pré-diabetes. De acordo com o site Science Alert, a equipa de cientistas investigou …

Governo está "preparado" para estender moratórias (e não só)

Esta terça-feira, em entrevista à TVI, o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital disse que o Governo está "preparado para estender as moratórias bancárias" e lançar novas linhas de crédito. Pedro Siza Vieira, …