ALMA descobriu ingrediente da vida em torno de estrelas bebé do tipo solar

Digitized Sky Survey 2/L. Calçada / ESO

A região de formação estelar onde foi descoberto o isocianato de metilo, encontrando-se destacada a estrutura molecular deste composto químico.

A região de formação estelar onde foi descoberto o isocianato de metilo, encontrando-se destacada a estrutura molecular deste composto químico.

O ALMA observou estrelas como o Sol numa fase muito inicial da sua formação e descobriu traços de isocianato de metilo — um bloco constituinte de vida.

Esta é a primeira vez que se deteta esta molécula prebiótica em protoestrelas do tipo solar, isto é, estrelas do tipo da protoestrela que deu origem ao Sol e, logo, ao Sistema Solar. A descoberta ajuda os astrónomos a perceber melhor a origem da vida na Terra.

Duas equipas de astrónomos utilizaram o ALMA, Atacama Large Millimeter / submillimeter Array, no Chile, para detetar a molécula orgânica complexa prebiótica de isocianato de metilo, substância muito tóxica que contém átomos de carbono, hidrogénio, azoto e oxigénio na configuração química CH3NCO, no sistema estelar múltiplo IRAS 16293-2422.

Uma das equipas foi liderada por Rafael Martín-Doménech, do Centro de Astrobiología de Madrid, Espanha, e por Víctor M. Rivilla, do INAF-Osservatorio Astrofisico di Arcetri, Florença, Itália, e a outra foi liderada por Niels Ligterink do Observatório de Leiden, Holanda e por Audrey Coutens do University College London, Reino Unido.

Este sistema estelar não pára de nos surpreender! Depois da descoberta dos açúcares, descobrimos agora isocianato de metilo. Esta família de moléculas orgânicas está ligada à síntese de péptidos e aminoácidos, os quais formam, sob a forma de proteínas, a base biológica da vida tal como a conhecemos,” explicam Niels Ligterink e Audrey Coutens.

As capacidades do ALMA permitiram às duas equipas observar esta molécula ao longo do espectro rádio, a vários comprimentos de onda diferentes e bem característicos.

L. Calçada / ESO

O ALMA observou estrelas como o Sol numa fase muito inicial da sua formação e descobriu traços de isocianato de metilo — um bloco constituinte de vida. Esta é a primeira vez que se deteta esta molécula prebiótica em protoestrelas do tipo solar, isto é, estrelas do tipo da protoestrela que deu origem ao Sol e, consequentemente, ao Sistema Solar. Esta descoberta ajuda os astrónomos a perceber melhor a origem da vida na Terra.

O ALMA observou estrelas como o Sol numa fase muito inicial da sua formação e descobriu traços de isocianato de metilo — um bloco constituinte de vida.

As equipas descobriram as impressões digitais químicas únicas desta molécula nas regiões internas e densas do casulo de gás e poeira que rodeia as estrelas jovens nas suas fases mais iniciais de evolução.

Cada equipa identificou e isolou as assinaturas da molécula orgânica complexa de isocianato de metilo. Seguidamente fizeram-se modelos químicos de computador e experiências em laboratório com o intuito de compreendermos ao máximo a maneira como esta molécula se forma.

O IRAS 16293-2422 é um sistema múltiplo de estrelas muito jovens situado a cerca de 400 anos-luz de distância na enorme região de formação estelar Rho Ophiuchi, na constelação do Ofiúco ou Serpentário. Estes novos resultados do ALMA mostram que o gás de isocianato de metilo rodeia cada uma destas estrelas jovens.

A Terra e os outros planetas do nosso Sistema Solar formaram-se a partir de material que restou da formação do Sol. O estudo de protoestrelas do tipo solar pode, por isso, abrir aos astrónomos uma janela para o passado, permitindo-lhes observar condições semelhantes àquelas que levaram à formação do nosso Sistema Solar há cerca de 4,5 mil milhões de anos atrás.

“Estamos entusiasmados com estes resultados porque estas protoestrelas são muito semelhantes ao Sol no início da sua vida, apresentando o tipo de condições propícias à formação de planetas do tamanho da Terra”, comentaram Rafael Martín-Doménech e Víctor M. Rivilla, autores principais de um dos artigos científicos que descrevem estes resultados.

“Ao encontrarmos moléculas prebióticas, temos agora outra peça do puzzle que é compreender como é que a vida começou no nosso planeta“, acrescentam.

Niels Ligterink, autor de outro dos artigos, está muito satisfeito com os resultados complementares de seguimento feitos em laboratório. “Para além de detetarmos moléculas, queremos também compreender como é que elas se formam”.

“As nossas experiências laboratoriais mostram que o isocianato de metilo pode, efetivamente, formar-se em partículas geladas sob condições de frio extremo, semelhantes às encontradas no espaço interestelar”, explica Ligterink.

“Isso implica que esta molécula, e por conseguinte, a base das ligações dos péptidos, tem efetivamente uma grande probabilidade de estar presente próximo da maioria das estrelas jovens do tipo solar”, conclui.

// CCVAlg

2 COMENTÁRIOS

  1. “O IRAS 16293-2422 é um sistema múltiplo de estrelas muito jovens situado a cerca de 400 anos-luz de distância”. Eu apenas pergunto, como é possível analisar algo que está a 400 anos-luz, ou seja, a imagem transmitida (à velocidade da luz) demora 400 anos (!) a chegar até nós e com esta precisão molecular? Algo apenas imaginável e ao mesmo tempo poderá querer dizer que é algo que actualmente, após 400 anos, já poderá nem existir!
    Acho que deveriam investir mais tempo e dinheiro em fazer do nosso planeta um planeta melhor onde todos possamos viver e sobreviver, do que tentar encontrar outros planetas para podermos destruir como fizemos e fazemos no planeta Terra…

    • Os cientistas não observam LITERALMENTE as moléculas uma uma… não à escala molecular. Para isso precisavam de um microscópio, que é usado para observar coisas pequenas, de muito perto.

      Não, os astrónomos usam telescópios e com eles conseguem observar CONJUNTOS GIGANTES DE MOLÉCULAS distante, sob a forma de nuvens de gás e poeira.

      Através do estudo da radiação (os vários tipos de luz) que estas nuvens emitem e absorvem – o espectro eletromagnético -, conseguem determinar quais os constituintes das nuvens: https://www.youtube.com/watch?v=jjy-eqWM38g

RESPONDER

Anacom acaba com campanha de 2GB "oferecidos" no MEO

A polémica campanha do presente envenenado dos 2GB "oferecidos" do MEO parece - finalmente - já ter gerado reclamações suficientes, ao ponto da Anacom ter determinado o fim da campanha nos moldes actuais, e para o …

Austrália vai construir a maior fábrica de energia solar concentrada do mundo

Na Austrália, um novo projecto prepara-se para construir a que será a maior fábrica de energia solar do mundo no modelo "energia solar concentrada com torre única. Quando uma notícia sobre um novo projecto de fábrica …

Vídeo mostra quinto terrorista a ser abatido pela polícia

Imagens divulgadas na Internet e postas a circular por vários jornais espanhóis revelam o momento em que foi abatido o quinto terrorista de Cambrils, em Tarragona, a cerca de 200 quilómetros de Barcelona. Horas depois do …

Câmara do Funchal pode ter "comprometido a investigação" à queda da árvore

A demora do Ministério Público na suspensão das peritagens da Câmara do Funchal à árvore que caiu no Largo da Fonte, matando 13 pessoas, pode ter comprometido a investigação, devido a um possível "desvirtuamento de …

Líder do movimento pela Extinção da Espécie Humana no Porto

O ativista norte-americano Les Knight, fundador do Movimento para a Extinção Voluntária da Espécie Humana, VHEMT, vai ser um dos oradores convidados do Fórum do Futuro, anunciou a Mala Voadora, parceira da organização. A quarta edição …

GalpGate já tem 11 arguidos

A investigação ao caso das viagens pagas a políticos pela Galp para os jogos da seleção portuguesa, em França, no Euro2016, conta já com 11 arguidos, 10 indivíduos e uma empresa, confirmou a Procuradoria Geral …

Javalis com fome e sede invadem praias de Setúbal

O calor extremo está a levar os javalis a banhos nas águas das praias de Setúbal, para surpresa de banhistas e preocupação de elementos da associação Clube da Arrábida que fala num "problema fora de …

Governo tem "tanta culpa de Pedrógão como mérito pela vitória na Eurovisão"

O primeiro-ministro garantiu hoje, em entrevista ao jornal Expresso, que serão apuradas responsabilidades em relação a Pedrógão Grande, mas insistiu que a tragédia em que 64 pessoas morreram “não é o padrão” no desempenho da …

Jovem que estava desaparecida é a segunda vítima mortal portuguesa

O primeiro-ministro, António Costa, confirmou hoje que a rapariga de 20 anos que estava desaparecida após o atentado terrorista de quinta-feira em Barcelona, Espanha, é a segunda vítima mortal portuguesa. A jovem que se encontrava desaparecida …

O supervulcão de Yellowstone está a deformar a superfície da Terra

Desde o dia 12 de junho, a caldeira vulcânica do Parque Nacional de Yellowstone, no Wyoming, Estados Unidos, registou mais de 1500 tremores de terra. O supervulcão do Parque Nacional de Yellowstone, nos Estados Unidos, está …