Aliados sabiam de campos de concentração nazis e não fizeram nada

H. L. Clyn Hughes / Wikimedia

Libertação do Campo de Concentração Nazi de Berger-Belsen, em 17 de Abril de 1945.

Libertação do Campo de Concentração Nazi de Berger-Belsen, em 17 de Abril de 1945.

Documentos secretos agora divulgados pela Livraria Wiener de Londres revelam que os EUA, o Reino Unido e a União Soviética sabiam da existência dos campos de concentração nazis, mas não fizeram nada para acabar com os mesmos.

Segundo os arquivos até agora guardados na sede das Nações Unidas, os Aliados já tinham conhecimento do extermínio dos judeus em 1942, ou seja, dois anos e meio antes do que se pensava.

Os EUA, o Reino Unido e a União Soviética estavam cientes da escala do Holocausto e até tinham preparado acusações de crimes de guerra contra Adolf Hitler e os seus principais comandantes nazis. No entanto, pouco fizeram para tentar resgatar ou providenciar abrigo para os judeus que estavam em perigo, destaca o Independent.

“As grandes potências comentaram sobre o assassinato em massa de judeus dois anos e meio antes do que se supunha”, disse Dan Plesch, autor do livro Human Rights After Hitler, ao jornal britânico.

Plesch, professor do Centro de Estudos Internacionais e Diplomacia da Universidade de Londres, disse que os Aliados começaram a elaborar acusações de crimes de guerra baseadas em depoimentos de testemunhas nos campos de concentração. Entre as suas descobertas estão documentos de 1944 que acusavam Hitler de crimes de guerra.

Human Rights After Hitler

Vários países acusaram Hitler e outros líderes nazis de crimes de guerra

Vários países acusaram Hitler e outros líderes nazis de crimes de guerra

Os dados que constam no livro de Dan Plesch, tornado público esta terça-feira, concluem que os EUA nada terão feito por receio de ver prejudicada a sua relação económica com a Alemanha na altura.

“Alguns arquivos têm mais de 2 mil páginas, e esta é a primeira vez que estão disponíveis para qualquer pessoa no Reino Unido”, adiantou Howard Falksohn, da Biblioteca Wiener, sublinhando que poderá ser possível “reescrever capítulos cruciais da História“.

ZAP //

10 COMENTÁRIOS

  1. Mais do isso, foram os próprios aliados quem (1) financiou Hitler, para que ele chegasse ao poder, e (2) quem o ajudava a gerir os campos de concentração.

    1) Quando Hitler chegou ao poder, a Alemanha estava economicamente de rastos, por causa das indemnizações ao vencedores da Primeira Grande Guerra. Ora, com o país de rastos, onde é que foram os nazis buscar tanto dinheiro para financiar a sua máquina de guerra e toda a sua economia? Resposta: Aos banqueiros estadunidenses. (Leiam Antony C. Sutton)

    2) Como é que se geria a enorme quantidade de pessoas que eram levadas para os campos de concentração? Resposta: Com máquinas de cartões perfurados da IBM, antecessoras dos computadores, que era emprestadas por esta companhia, também responsável pela manutenção das mesmas. (Leiam Edwin Black)

    E aquela viagem de Rudolf Hess à Escócia, em 41, ainda envolta em mistério? Porque razão haveria um dirigente de topo nazi querer reunir-se com alguém do lado do suposto “inimigo”?

  2. Da União Soviética não seria de esperar grande coisa por duas razões:

    1) Estaline era anti-semita
    2) Estaline quis aliar-se com Hitler e fazer parte das potências do Eixo. Só não fez parte do Eixo porque Hitler recusou.

    • Desculpe mas isso é uma tolice. Desde o inicio que o objectivo era a riqueza mineira da U.S. e matar o comunismo no ovo, que estava em crescimento espetacular. Sabe que nos Estado Unidos. a população está convencida que foram eles que ganharam a a 2ª G.G. Você parece estar a lêr livros desatualizados. Quanto a denunciar os crimes nazis em 42, a U.S. estava mais preocupada em defender-se da invasão, que destruiu 1700 cidades, matava todos os habitantes que não fugissem, perderam 27 milhões de russos. Na Bielorussia, arrasaram 600 aldeias matando todos os seus habitantes. Acha mesmo que eles tinham a oportunidade de investigar os campos de concentração. Isso de misturar a União Sovietica, com a Inglaterra e E.U., foi concerteza para amaciar o choque de acusar as potencias que ajudaram Hitler- Não se esqueça que a França que era uma potencia, entregou-se quase sem lutar permitindo que Hitler, se service das fabricas, materias primas e mão de obra.

  3. Grande novidade… Já se imaginava, não é? Com tanta espionágem e não haviam de saber? E como diz O Fernando, se sabiam e não faziam nada, é porque tinham o rabo preso. Mas depois cheios de autoridade moral enforcaram os gajos tods que os podiam denunciar.

    Os Nazis eram um nojo, porque a ganância pelo poder é toda ela um nojo! Como tal, os do outro lado não eram melhores. A natureza humana, que se revela quando o poder lhes cai nas mãos… É um verdadeiro asco! Esqueçam se foram Alemães, Chineses, Africanos, Americanos ou Portuguêses… A semente mora dentro de cada um de nós. A única guerra que importa combater é uma guerra interior contra o medo e o egoismo.

  4. Não estou a compreender o que mais os aliados podiam fazer em 1942. A guerra tinha começado em 1939. Não seria só por falta de vontade dos aliados que nao se fez nada. O Exercito Alemão era demasiado poderoso para deixar seja quem fosse que entrasse por ali a dentro só porque queriam..

  5. A elite sionista é que planeou o extermínio do judeus considerados por eles como inferiores para garantir o seu estatuto de intocáveis. Por isso hoje não se pode reclamar dos judeus, e quem o fizer é chamado logo de Nazi e pregado na cruz. Leiam “Os Protocolos dos Sábios de Sião”. A Wikipedia diz que é propaganda anti semita, mas leiam e tirem a vossas conclusões, o texto é antigo e menciona muitas coisas que se concretizaram.

RESPONDER

Antigos romanos de Pompeia podem ter morrido envenenados pela água

Uma análise química feita a um cano de água do abastecimento da antiga cidade romana de Pompeia detectou a presença de antimónio em altas concentrações, o que leva os investigadores a concluir que os habitantes …

Pais da portuguesa desaparecida em Barcelona chamados a verificar identidade

Os pais da jovem portuguesa dada como desaparecida em Barcelona esta quinta-feira foram chamados pelas autoridades espanholas para verificarem a identidade de uma das vítimas no Instituto Forense, disse à Lusa o secretário de Estado …

Negócio de bunkers em crescimento devido à tensão com a Coreia do Norte

O aumento da tensão com a Coreia do Norte fez crescer o interesse pelos abrigos nucleares subterrâneos e em reforçar os protocolos de segurança na costa oeste dos Estados Unidos, a mais próxima de Pyongyang …

Adolescente convence presidente de Câmara a obrigar casas a ter painéis solares

Delaney Reynolds, adolescente norte-americana com 16 anos, conseguiu convencer o presidente da Câmara de South Florida a instalar painéis solares ou telhados verdes em todas as casas do Estado. A jovem adolescente ouviu falar na lei …

Matou-os a (quase) todos: quatro dos cinco terroristas foram mortos pela mesma agente

Podia ser apenas um filme de ação, mas aconteceu mesmo: sem olhar a medos, uma agente da polícia catalã disparou contra os atacantes quando estes se dirigiam a ela de facas, machados, machetes, cutelos e …

Serviços Secretos investigam senadora que "esperava que Trump fosse assassinado"

A senadora de Estado do Missouri, Maria Chappelle-Nadal, está a ser investigada pelos serviços secretos norte-americanos, depois de ter publicado um comentário no Facebook onde dizia que esperava que Donald Trump fosse assassinado. Segundo o St. …

Polícia detém suspeito de esfaqueamento em massa na Finlândia

A polícia finlandesa disparou sobre o suspeito que terá esfaqueado várias pessoas na cidade de Turku. Foi feita uma detenção. Há dois mortos e seis feridos. A polícia finlandesa abateu um homem suspeito de ter esfaqueado …

Terroristas de Barcelona preparavam grande atentado (mas a bomba explodiu em casa)

Os autores dos atentados de Barcelona e Cambrils, que provocaram pelo menos 14 mortos e 135 feridos, estavam a preparar uma ação de "grande envergadura", afirmou hoje em conferência de imprensa o porta-voz da polícia …

Greve dos SEF pode afetar 30 mil passageiros e 85 voos

A greve dos inspetores dos Serviços de Estrangeiros e Fronteiras que está marcada para os dias 24 e 25 - quinta e sexta-feira - da próxima semana, pode deixar em terra até 30 mil passageiros …

André Ventura defende prisão perpétua e trabalho obrigatório para os presos

André Ventura, o polémico candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures, confessa-se "um defensor acérrimo da prisão perpétua" e diz que "o trabalho em prol da sociedade deve ser uma obrigação dos presos". Ideias defendidas …