Cientistas descobrem que alguns peixes se reconhecem a si próprios ao espelho

Alex Jordan / Max Plant Institute

O bodião-limpador responde positivamente ao teste do espelho, considerado o padrão máximo para determinar a autoconsciência em animais.

A capacidade de se reconhecer numa imagem refletida foi testada em peixes por um grupo de investigadores alemães e japoneses. Os investigadores recorreram ao clássico teste do espelho, que, em caso de resultado positivo, é considerado um marco da cognição em todas as espécies.

O Labroides dimidiatus, conhecido como bodião-limpador, é encontrado facilmente em todos os recifes de coral. Os cientistas testaram a autoconsciência desta espécie, colocando uma marca colorida nos peixes que só podia ser vista ao espelho. Curiosamente, os peixes tentaram tirar as marcas esfregando o corpo contra superfícies duras depois de se verem ao espelho.

Segundo a Visão, nenhum dos peixes tentou tirar marcas transparentes quando se viam ao espelho e também nenhum tentou tirar marcas coloridas quando não havia espelho, o que aumenta a convicção de que a tentativa de as remover foi uma resposta ao estímulo visual.

Além disso, concluíram os investigadores, nenhum peixe sem qualquer marca agiu como se tentasse removê-la quando interagia com peixes marcados, nem tentou tirar marcas colocadas no próprio espelho. O estudo, publicado recentemente na PLOS Biology, sugere que os peixes podem ter capacidades cognitivas muito acima do esperado.

No entanto, a interpretação dos resultados não é assim tão clara. Quereraá isto dizer que os peixes têm autoconsciência, um traço que se pensava exclusivo em primatas e mais alguns mamíferos? Ou será que o teste do espelho pode ser resolvido através de outro processo cognitivo?

“Os comportamentos que observamos não deixam grandes dúvidas de que os peixes cumprem, a nível comportamental, os critérios originais do teste“, afirma Alex Jordan, um dos autores do estudo.

“O que é menos claro é se estes comportamentos devem ser considerados como prova de que os peixes têm consciência de si próprios – apesar de, no passado, estes mesmos comportamentos terem sido interpretados como autoconsciência em tantos outros animais”, continua o investigador.

Frans de Waal, um primatologista da Universidade de Emory, nos Estados Unidos, considera o estudo bastante intrigante e, por esse motivo, pede cautela na interpretação. E deixa a questão no ar: “E se a autoconsciência se desenvolver como uma cebola, camada sobre camada, em vez de aparecer de uma vez?”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Tondela vs Porto | Dragões garantem vantagem para o Clássico

O FC Porto fez o que lhe competia para garantir que chegava ao “clássico” do próximo sábado, com o Benfica, no primeiro lugar do campeonato. Na visita ao Tondela, os “dragões” não deram grandes veleidades …

Enfermeiras suspeitas de sabotar hospital com baratas. Queriam emprego melhor

Enfermeiras das emergências de um hospital italiano terão, alegadamente, libertado baratas no seu departamento. O objetivo era conseguirem uma transferência para outro hospital. As autoridades sanitárias da região de Nápoles abriram uma investigação a um caso …

Cancro do colo do útero pode ser extinto até 2100

Todos os anos, o cancro do colo do útero é a causa de morte de mais de 300 mil mulheres em todo o mundo - mas pode ser extinto até 2100. No ano passado, o diretor-geral …

Fortnite retira anúncios do YouTube para fugir aos predadores sexuais

A produtora de videojogos que criou o Fortnite, muito popular entre jovens e crianças, decidiu retirar os anúncios publicitários do YouTube por temer que estes apareçam ao lado de comentários publicados por pedófilos. A empresa norte-americana …

O alpinista sem pernas que chegou ao cume do Everest foi premiado com o "Momento do Ano"

Um alpinista chinês de 69 anos, que tem ambas as pernas amputadas, conseguiu chegar ao topo do Evereste em maio de 2018. A perseverança de Xia Boyu valeu-lhe nesta semana um prémio.  Em 1975, Xia Boyu …

Numa empresa neozelandesa só se trabalham quatro dias por semana (mas a produtividade aumentou)

Em março e abril do ano passado, uma empresa neozelandesa implementou um novo modelo laboral: trabalhar apenas quatro dias por semana. O estudo final foi publicado esta terça-feira e as conclusões mostram resultados animadores. Quase um …

Portugueses não sabem fazer queixa contra discriminação (e acham que não vale a pena)

Quase toda a gente já ouviu falar de discriminação ou crimes de ódio, mas a maioria tem dificuldade em distinguir os conceitos, desconhece o que fazer perante um caso ou a quem recorrer para fazer …

Imigrantes que entraram ilegais em Portugal terão visto desde que tenham um ano de descontos

Os imigrantes que se encontram em Portugal a trabalhar e a descontar para a Segurança Social há pelo menos 12 meses vão poder ter a autorização de residência mesmo que não tenham entrado no país …

Estudantes no Porto até aos 15 anos vão andar gratuitamente de metro e autocarro

A Câmara do Porto vai garantir passes gratuitos para residentes estudantes na cidade até aos 15 anos, complementando a medida do Governo que prevê a gratuitidade do título de transporte até aos 12 anos. O anúncio …

Ryanair e Wizz Air multadas por restrições na bagagem de mão

A autoridade da concorrência italiana aplicou nesta quinta-feira uma multa de três milhões de euros à companhia aérea Ryanair e de um milhão de euros à Wizz Air, outra low cost, pelo suplemento aplicado à …