Alguns Boeing 737 MAX estiveram para ficar em terra em 2018

Inspetores norte-americanos consideraram manter em terra o ano passado alguns Boeing 737 MAX, após saberem que o fabricante tinha desativado um sinal de alerta relativo ao software de controlo de voo.

Os funcionários da Administração Federal de Aviação (FAA) estavam encarregados de supervisionar a companhia aérea Southwest Airlines, a maior cliente do 737 MAX, com uma frota de 34 aparelhos na altura, disse fonte próxima do dossier, que não quis ser identificada, à agência France Presse.

Eles puseram a hipótese de manter os aviões em terra para se ter tempo para determinar se os pilotos tinham necessidade ou não de mais formação, adiantou.

Após discussões abandonaram a pista e a informação não chegou aos altos responsáveis da agência federal, disse ainda a mesma fonte, confirmando informações do diário económico Wall Street Journal.

Os inspetores descobriram que a Boeing tinha decidido tornar opcional e a ser pago à parte um sinal luminoso que alertava para avarias no software de controlo de voo MCAS, depois da Southwest ter pedido ao construtor para o reativar na sequência de um acidente de um 737 MAX 8 da Lion Air, que causou a morte de 189 pessoas a 29 de outubro.

A Boeing tinha desativado automaticamente aquele sinal nos 737 MAX entregues à Southwest, sem informar a companhia aérea. Nem esta nem os pilotos sabiam das mudanças quando começaram a utilizar o avião em 2017, disse à AFP uma porta-voz da Southwest.

Como os reguladores, só foram informados depois da tragédia da Lion Air. “Após o acidente da Lion Air, a Boeing informou a Southwest que os sinais não funcionavam se não tivéssemos escolhido a opção”, adiantou a porta-voz. Contactada pela AFP, a Boeing não respondeu no imediato.

Uma avaria no software de controlo de voo tem sido apontada como responsável pelos acidentes da Lion Air e da Ethiopian Airlines, com o mesmo modelo de avião, a 10 de março, causando a morte de todas as 157 pessoas a bordo.

Após este segundo acidente, perto de 60 países interditaram o seu espaço aéreo ou suspenderam temporariamente a utilização de aeronaves Boeing 737 MAX 8.

A Boeing anunciou no início de abril que a partir de meados do mês reduziria a produção do avião de 52 para 42 por mês, para se poder concentrar em solucionar a avaria no software de controlo de voo que tem sido apontado como responsável pelos acidentes.

Segundo a empresa, esta crise já lhe custou mil milhões de dólares, cerca de 896 milhões de euros.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Seca pode ser a "próxima pandemia e não há vacinas que a curem", alerta a ONU

A seca e a escassez de água podem afetar o planeta de forma sistémica se não forem tomadas medidas urgentes sobre a gestão da água e dos solos, alertou a Organização das Nações Unidas (ONU) …

Três portugueses morrem em desabamento de escola na Bélgica

O desabamento de uma escola em construção em Antuérpia, na Bélgica, provocou, esta sexta-feira, a morte de três portugueses. As circunstâncias em que o desabamento ocorreu ainda não são conhecidas. Fonte consular portuguesa confirmou à RTP …

António Oliveira desiste de candidatura à Câmara de Gaia

Esta sexta-feira, numa reunião de emergência, António Oliveira, candidato à Câmara de Vila Nova de Gaia, anunciou ao líder do PSD, Rui Rio, a sua desistência da corrida eleitoral. António Oliveira tinha sido a escolha de …

Elemento da comitiva olímpica portuguesa recusou vacina

Todas as outras pessoas que estarão em Tóquio, a representar Portugal, já foram vacinados contra a COVID-19. Quase todos os membros da comitiva olímpica portuguesa, que vão estar nos Jogos Olímpicos de Tóquio, foram vacinados contra …

Os balões incendiários são a mais recente arma nas tensões Israel-Hamas

Durante a noite, forças israelitas voltaram a quebrar o cessar-fogo e lançaram um ataque aéreo na Faixa de Gaza em resposta a balões incendiários lançados pelo Hamas. Ativistas palestinianos lançaram dezenas de balões incendiários por cima …

Croácia 1-1 República Checa | Perisic empata e ninguém se chateia

A República Checa empatou hoje a um golo com a Croácia, em encontro da segunda jornada do Grupo D do Euro2020 de futebol, disputado em Glasgow, colocando-se em boa posição para chegar aos oitavos de …

Rio Ave não vai admitir adeptos nos jogos

Federação confirmou que o público pode voltar ao futebol mas o clube de Vila do Conde considera que a medida anunciada é injusta e tardia. Algumas competições organizadas pela Federação Portuguesa de Futebol estão autorizadas a …

Parlamento levanta imunidade a André Ventura

O levantamento da imunidade parlamentar permite a André Ventura responder perante o Tribunal Judicial da Comarca de Braga sobre o jantar-comício nas presidenciais, que contou com mais de 170 pessoas. O Parlamento levantou, esta sexta-feira, a …

Adeptos do Parma contestam regresso do Buffon "mercenário"

Faixa exibida à porta do estádio do Parma recorda saída para a Juventus, em 2001: "Saíste como mercenário". Gianluigi Buffon está de volta ao Parma, 20 anos depois. Mas nem todos os adeptos do emblema italiano …

Ex-adjunta da ministra da Justiça vai investigar corrupção no Governo

A magistrada Carolina Costa, que foi adjunta da ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, foi escolhida para integrar o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP). Ora, este órgão, está a investigar vários elementos …