Alcoólicos em tratamento sem medicamento desde novembro

Nic Bothma / EPA

O Tetradin aumenta em 30% as possibilidades de sucesso no tratamento da dependência alcoólica. Os especialistas já lançaram uma petição na qual apelam à reposição imediata do medicamento.

Os alcoólicos em tratamento em Portugal estão há cinco meses sem acesso a Tetradin, um medicamento utilizado no tratamento do alcoolismo.

Ao Público, o psiquiatra Domingos Neto adiantou que esta situação, que se arrasta desde novembro, já “prejudicou centenas de doentes que recaíram ou não conseguiram iniciar o tratamento”.

Centenas profissionais da área e familiares de doentes subscreveram, no início do mês de março, uma petição pública pedindo “a reposição imediata deste medicamento no mercado português”. A empresa que distribuía o Tetradin em Portugal, Caldeira & Metelo, alega que o fabricante indiano deixou de fornecer o medicamento para a Europa.

No entanto, segundo a petição, o fármaco continua à venda em Espanha e França. A ausência do medicamento, que tem uma substância ativa, o dissulfiram, capaz de aumentar em 30% o sucesso no tratamento da dependência alcoólica, “compromete gravemente a saúde” de muitos alcoólicos portugueses em tratamento.

Sem o fármaco ou outro similar a que possam recorrer, os alcoólicos em tratamento tendem a recair no consumo. “Era uma arma interessante, e o facto de não podermos contar com ela prejudica claramente o tratamento de muitos doentes”, explica Ana Feijão, coordenadora da Unidade de Alcoologia de Lisboa.

O dissulfiram funcionava como “uma espécie de policiamento de si próprios”, já que “se o doente beber álcool por cima do medicamento, fica vermelho, com baixa de tensão, sente-se mal, pode vomitar, fica ansioso e tem um aumento da frequência cardíaca”, explicou Domingos Neto.

O psiquiatra continua a prescrever o fármaco aos seus doentes. “Entrei em acordo com uma farmácia que o importa de Espanha. A diferença é que antes uma caixa com 60 comprimidos que dava para oito meses de tratamento custava 4,60 euros. Agora, compramos 40 comprimidos por cerca de 18 euros”, conta ao matutino.

Na petição dirigida ao ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, os signatários denunciam o facto de “já ter havido uma tentativa por parte do laboratório para descontinuar o fármaco”.

Os autores dizem ainda ter recebido do Infarmed a indicação de que o medicamento vai regressar ao mercado em Abril. O Público contactou a entidade reguladora do medicamento mas não obteve uma resposta.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Dez funcionários agredidos no aeroporto de Lisboa em 3 meses

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) alertou, na quinta-feira, para as sucessivas agressões a trabalhadores da Groundforce nas portas de embarque do aeroporto de Lisboa, referindo "mais de uma dezena de episódios" …

Brasil vs Costa Rica | Triunfo arrancado a ferros

O Brasil deu um passo importante rumo aos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo, vencendo a Costa Rica por duas bolas a zero. Num jogo muito difícil do Grupo E ante uma Costa Rica muito fechada …

Europeus que quiserem continuar a viver no Reino Unido vão ter de pagar 74 euros

Se quiserem continuar a viver no Reino Unidos, os cidadãos europeus vão ter de pedir uma autorização de residência permanente. O Governo britânico prometeu um sistema fácil para quem quiser permanecer no país. Os cidadãos europeus …

Pode haver uma ligação entre o Alzheimer e vírus no cérebro

Cientistas sugerem a ligação entre a doença de Alzheimer, a forma mais comum de demência, e a presença de vírus no cérebro. O estudo identificou níveis elevados de dois tipos de herpesvírus humanos - 6A e …

Está provado: a teoria da gravidade de Einstein é válida noutras galáxias

Astrónomos provaram que a teoria da gravidade de Einstein é válida também em galáxias "vizinhas" da Via Láctea, ao realizarem pela primeira vez um teste preciso sobre a gravidade fora do Sistema Solar. Para fazer este …

"Mal-estar" no PSD. Deputados votaram à revelia de Rui Rio

A direcção do PSD considera "gravíssima" a decisão da bancada social-democrata de votar a favor do projecto do CDS-PP sobre combustíveis, notando que foi tomada "à revelia" de Rui Rio. Um dado que surge numa …

Fim das isenções para os Recibos Verdes na Segurança Social

O regime de contribuições para a Segurança Social dos chamados Recibos Verdes vai mudar em Janeiro de 2019. Uma das alterações mais significativas é o fim das isenções de pagamento para quem acumule o trabalho …

ERC "reprova veementemente" Porto Canal por divulgar e-mails do Benfica

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social decidiu "reprovar veementemente" o Porto Canal pela divulgação de e-mails do Benfica, após queixa das "águias". O operador televisivo anunciou que vai "impugnar judicialmente" a decisão. A decisão da …

Detido suspeito do homicídio do rapper XXXTentacion

Um homem suspeito de ter assassinado o rapper XXXTentacion foi detido na quarta-feira, dois dias depois do jovem de 20 anos ter sido baleado mortalmente, na Flórida, nos EUA. Segundo a agência Reuters, o suspeito, …

Constituição impede redução do preço dos combustíveis (pelo menos para já)

A esquerda e a direita juntaram-se contra o Governo e aprovaram a redução do imposto sobre os combustíveis, mas isso não significa que o preço final que os condutores portugueses pagam nas bombas de gasolina …