Ainda há amianto nas escolas

Ainda há escolas com telhados com amianto, apesar de integrarem uma lista prioritária do Ministério da Educação que, no ano passado, prometeu substituir as coberturas de fibrocimento por conterem aquela substância cancerígena.

Em março do ano passado, o Ministério da Educação e Ciência (MEC) anunciou um programa de remoção de placas de fibrocimento, tendo apresentado uma lista de 52 escolas prioritárias.

Na altura, a intenção do MEC era ter as intervenções nestas escolas prioritárias concluídas até final das féras de verão.

A Lusa contactou alguns desses estabelecimentos e encontrou situações diversas, desde casos de substituições integrais dos telhados até histórias de diretores que ainda aguardam o arranque das obras.

A Escola Básica e Secundária Professor Mendes dos Remédios, no Alentejo, pertence ao grupo dos estabelecimentos onde ainda não aconteceu nada: “Fazemos parte da lista apresentada pelo ministério, mas não fomos alvo de nenhuma intervenção. Nunca ninguém nos veio visitar”, contou à Lusa Teresa Mendes, sub-directora da escola frequentada por alunos do 5.º ao 12.º ano.

Também no Alentejo, a Básica Bernardim Ribeiro não teve ainda qualquer intervenção. Segundo a Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), este estabelecimento em Évora está “todo coberto de amianto”.

À Lusa, a Confap apontou ainda a Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes, em Portimão, e a Escola Secundária Damião de Góis, em Alenquer, como outros dois exemplos sem obras, apesar de constarem da lista.

As coberturas em fibrocimento que contêm amianto devem ser removidas sempre que o material não está em bom estado, uma vez que o amianto é um material cancerígeno, proibido desde 2005.

O vice-presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), Filinto Lima, disse à Lusa que fez uma ronda pela lista do MEC e encontrou um “pouco de tudo”: “Vi escolas que não tiveram qualquer intervenção. Vi escolas que foram parcialmente intervencionadas e escolas onde foi tudo substituído”, contou à Lusa.

Entre os estabelecimentos com obras já realizadas, surge a Escola Básica 2/3 Gonçalo Nunes, em Barcelos, que é atualmente frequentada por 750 alunos, do 5.º ao 9.º ano.

“Foram feitas intervenções parciais nos passadiços de acesso aos pavilhões, mas o pavilhão gimnodesportivo, por exemplo, ainda tem os telhados de amianto”, contou à Lusa Cassiano Silva, adjunto do diretor do estabelecimento de ensino.

Também existem escolas com o problema resolvido, como a Escola Secundária com 3º ciclo Adolfo Portela, em Águeda, ou o Agrupamento da Batalha.

Além dos 52 casos urgentes do MEC, Filinto Lima lembrou todos os outros estabelecimentos que ainda têm estruturas de fibrocimento. A escola qur dirige, por exemplo, foi uma das intervencionadas, “mas ficou metade por fazer”.

Segundo o responsável da ANDAEP, o orçamento disponibilizado pelo MEC (27 mil euros) não era suficiente para substituir todas as telhas e, por isso, foram mudadas apenas as mais degradadas: “Agora temos zonas com telhados novos e zonas que ainda têm placas de fibrocimento. Optámos por mudar as que estavam mais velhas”, explicou, garantindo que esta situação “mista se repete em muitos outros sítios”.

Além das escolas a cargo do MEC, existem ainda os estabelecimentos de ensino do 1.º ciclo da responsabilidade das autarquias.

Só na Maia, por exemplo, Filinto Lima diz que a câmara municipal já se comprometeu a acabar com os telhados de fibrocimento das cerca de 100 escolas até ao final do ano letivo.

Até lá, as associações de pais vão tentando chamar a atenção dos governantes. O presidente da Federação Regional das Associações de Pais de Viseu (Frapviseu), Rui Martins, alertou para o caso da escola primária da Ribeira, que “tem mais de 400 alunos e telhados de fibrocimento, apesar de andar há vários anos a pedir obras”.

A Lusa contactou o MEC para saber qual o ponto de situação das 52 escolas prioritárias, mas até ao momento não obteve resposta.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …

Amadora. Agredido motorista de autocarro que denunciou Cláudia Simões

Foi agredido o motorista de autocarro que chamou a PSP para denunciar a passageira Cláudia Simões, que alegou posteriormente ter sido agredida pelos agentes da polícia. As agressões tiveram lugar na noite desta sexta-feira, em …