Ainda há 3.700 edifícios com amianto em Portugal. Mas pode haver mais

Ainda há mais de 3.700 edifícios públicos com amianto. Segundo o Ministério do Ambiente ao longo deste ano está programada a remoção desta substância, considerada cancerígena, em 416 espaços. 

Quanto às escolas, esta legislatura sinalizou 192 com amianto para serem intervencionadas no âmbito do Portugal 2020. De acordo com a Renascença, 150 desses estabelecimentos e ensino já beneficiaram de obras.

Até 2022 estão programadas intervenções em 1.600 edifícios. Segundo a resolução do Conselho de Ministros 98/2017, estima-se em 370 milhões de euros o custo da remoção de amianto destes edifícios.

Para a Plataforma SOS Amianto, os números fica muito aquém da realidade. “Na realidade deveríamos corrigir esta listagem oficial. Porque isto é o número de escolas que o ministério diz ter fibrocimento, ou seja, amianto apenas nas coberturas, mas numa escola o amianto poderá estar noutros materiais: desde pavimentos, tetos falsos ao revestimento das janelas. Quem não conhece os materiais tem muita dificuldade em identificar”, explica Carmen Lima.

“Este é um problema que parece não ter fim, pelo menos, da forma como nós o estamos a tratar em Portugal”, sublinha a responsável da Quercus, recordando que apenas foi feita uma sinalização dos edifícios que suspeitavam ter amianto, mas a maior parte das pessoas que fez esse diagnóstico não tem a mínima ideia do que é a substância.

“É impossível numa formação de dois dias as pessoas estarem aptas para identificar amianto. Por isso é que o diagnóstico, do nosso ponto de vista, não está completo”, remata.

“Aquilo que temos verificado em Portugal é que há um grande desconhecimento sobre o assunto por parte de quem está a governar e há uma falta de prioridade. Há pessoas que morrem por exposição ao amianto e isto nunca é tornado um assunto prioritário”, alerta Carmen Lima da Plataforma SOS Amianto.

A mesma responsável lembra ainda que anualmente surgem cerca de 40 casos de cancro relacionados com o amianto.

O amianto era utilizado na construção há alguns anos. É uma fibra natural mineral que foi muito usada em edifícios (como em tetos falsos, revestimentos ou isolamentos) e maquinarias entre os anos 50 e 90 do século passado. A inalação de partículas de amianto está associada ao risco de contrair doenças como o cancro.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Elixir oral (e outros produtos domésticos) poderá ajudar a neutralizar o SARS-CoV–2

Alguns produtos domésticos, como é o caso do elixir oral e produtos para a descongestionar as vias nasais, mostraram-se eficazes em neutralizar um tipo coronavírus num estudo científico levado a cabo com células humanas. A …

Presidente da Polónia com teste positivo de covid-19

O Presidente da Polónia, Andrzej Duda, testou positivo para o novo coronavírus, anunciou este sábado o porta-voz do chefe de Estado. "Como se esperava, o Presidente @AndrzejDuda foi ontem [sexta-feira] submetido a um teste para detetar …

"Com o futebol acabei com a Guerra do Iraque". Jorvan Vieira, o treinador português que é Deus no mundo árabe

Jorvan Vieira é um nome que pouco deve dizer à maioria dos adeptos de futebol. Filho de portugueses emigrados no Brasil, fez grande parte da sua carreira no Médio Oriente, onde é acarinhado por milhões. …

Capacidade de cuidados intensivos na Europa vai chegar ao limite, alerta OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou esta sexta-feira que muitas unidades de cuidados intensivos na Europa vão chegar ao limite da sua capacidade nas próximas semanas. "Há uma situação muito preocupante a acontecer na Europa. …

Geólogos "ressuscitam" placa tectónica desaparecida

A existência da placa tectónica Ressurreição nunca foi consensual: alguns geólogos argumentam que nunca foi real e outros alegam que a placa sofreu um processo de subducção no manto da Terra, em algum lugar da …

Não se esqueça: muda a hora este domingo

Os relógios vão atrasar 60 minutos na madrugada do próximo domingo em Portugal para dar início ao horário de inverno. Em Portugal Continental e na Região Autónoma da Madeira, os relógios deverão ser atrasados uma hora …

Cientistas mediram o período de tempo mais curto de sempre

Uma equipa de físicos e metrologista da Universidade Goethe de Frankfurt, na Alemanha, anunciou que conseguiu medir o menor período de tempo já determinado - são 247 zeptosegundos, segundo os cientistas. O processo físico cuja …

Viagens expresso no Sistema Solar. Nave espacial pode chegar a Titã em apenas 2 anos

Uma equipa de cientistas está a trabalhar num propulsor de nave espacial que, segundo eles, poderia alcançar a misteriosa lua de Saturno, Titã, em menos da metade do tempo que o satélite Cassini demoraria. Apesar de …

Depois do "selo Brexit", os correios da Áustria emitem o "selo corona" impresso em papel higiénico

O serviço postal da Áustria uniu dois pontos da pandemia do novo coronavírus ao criar um selo impresso em papel higiénico que, segundo os correios, as pessoas também podem, a qualquer momento, usar para ajudar …

A Moog celebra os 100 anos do Theremin com um novo instrumento: o Claravox Centennial

Este ano marca o 100º aniversário do Theremin - um dos primeiros instrumentos musicais completamente eletrónicos, controlado sem qualquer contacto físico pelo músico. Para celebrar vai ser lançado o Claravox Centennial. Foi em 1920 que Leon Theremin, …