Agricultor francês deu música às suas curgetes para as salvar de um vírus

Agricultores franceses estão a usar música como terapia para as suas culturas, controlando, assim, pragas de fungos e vírus que as poderiam arrasar. Um deles assegura que “salvou” as suas curgetes graças a melodias terapêuticas criadas à medida por uma empresa francesa.

O agricultor Gilles Josuan, um pequeno produtor de curgetes da zona de Bouches-du-Rhône, no sul de França, conta ao jornal Le Figaro que tentou tudo para combater a praga de vírus do mosaico do tabaco que infectou os seus legumes.

Mas nada resultava, até que encontrou o site da empresa Genodics SAS que se propõe a “tratar plantas com as proteínas da música”. “Não tinha nada a perder, por isso quis tentar”, sublinha.

“Assim que comecei a emitir música nas minhas estufas, reparei na diferença”, explica o agricultor, concluindo que, deste modo, foi possível “salvar” as suas curgetes.

Todas as noites, Josuan transmite entre cinco a sete minutos de uma sequência musical harmoniosa, especificamente preparada pela Genodics, para as suas curgetes.

O vírus continua presente, mas é inibido pela música e os meus legumes não revelam vestígios dele. Assim, posso comercializá-los novamente”, constata o agricultor.

“Taxa de sucesso de 70%”

Este recurso à música terapêutica para combater vírus e fungos na agricultura está a ser usado por cerca de 130 produtores franceses, de acordo com o jornal. É usado em culturas de pêssegos, de maçãs e de tomates, entre outras.

Mas esta terapia musical tem sido utilizada, sobretudo, nas vinhas, onde tem revelado eficácia no combate ao míldio da videira, doença provocada por um fungo que tem também afligido produtores de vinho em Portugal, e que pode ter efeitos devastadores numa produção, causando elevados prejuízos.

O engenheiro que co-fundou a Genodics, Pedro Ferrandiz, diz ao Le Figaro que o uso destas músicas terapêuticas em plantas tem revelado uma “taxa de sucesso média de 70%”.

Todavia, os resultados são, para já, encarados com cautela pelo organismo francês de pesquisa em agronomia (Inra na sigla original), pois não há ainda provas científicas claras de como funcionam, ou se de facto funcionam, estas melodias terapêuticas.

Método inovador assenta no “canto da proteína”

A Genodics apresenta-se no seu site como uma empresa de investigação, desenvolvimento e comercialização de “aplicações de um novo conceito de biologia ondulatória” que assenta na ideia de que “sequências de frequência de som específicas”, denominadas “proteóides”, “permitem estimular ou inibir a síntese das proteínas”.

“Precisamente definidas pelas suas frequências, durações e intervalos, essas sequências sonoras podem ter um efeito regulador nos processos biológicos correspondentes”, afiança a Genodics.

Assim, é preciso encontrar a música certa para cada tipo de cultura e para cada forma de patologia. E foi o que aconteceu com as curgetes de Gilles Josuan.

“No início, identificámos um único vírus, mas havia um segundo. Depois desta descoberta, adaptamos a melodia e conseguimos inibir os dois vírus que cansavam a planta, mas eram inofensivos para o homem”, explica ao Le Figaro Pedro Ferrandiz.

O engenheiro da Genodics acrescenta que, “durante o processo de síntese das proteínas, os aminoácidos produzem notas“. “Assim, é emitida uma melodia específica para cada proteína”, nota, realçando que “é preciso conhecer as proteínas pertinentes da patologia que queremos combater, depois isolá-la e encontrar o canto da proteína para a estimular ou inibir a sua síntese”.

SV, ZAP //

RESPONDER

É um "disparate do tamanho do Mosteiro da Batalha" proibir refeições em panteões

O presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, considerou hoje que seria um "disparate do tamanho do Mosteiro da Batalha" restringir totalmente "qualquer serviço de refeições nos panteões". "Concordo com as restrições, mas não na …

Surto de Legionella pode resultar em acusações por homicídio

A Veolia Portugal, responsável pela manutenção das torres de refrigeração do Hospital de São Francisco Xavier negou responsabilidade no surto de 'legionella', garantindo que "todos os procedimentos foram implementados corretamente". "Todos os procedimentos foram implementados corretamente …

Rui Santos "paineleiro com feitio de gaja", Bruno de Carvalho "machista preconceituoso"

A associação Capazes não poupou críticas ao presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, que acusa de "machismo, misoginia e homofobia", depois das violentas críticas que o presidente do Sporting endereçou a Rui Santos, comentador …

Detido diretor nacional do Tesouro angolano por suspeita de desvio de verbas

O diretor nacional do Tesouro angolano foi detido pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC), no âmbito de uma investigação policial a alegados desvios de verbas do Estado através de contratos celebrados com empresas fictícias. De acordo …

Milhares de contas russas no Twitter foram usadas para influenciar referendo do Brexit

Investigadores concluíram que nos dias anteriores à votação do referendo sobre o Brexit, centenas de contas falsas no Twitter com origem russa tentaram influenciar a decisão da saída do Reino Unido da União Europeia. De acordo …

Submarino militar argentino desapareceu com 44 pessoas a bordo

A Marinha da Argentina confirmou esta sexta-feira que está à procura de um submarino militar com 44 tripulantes, com o qual perdeu todo o o contacto há mais de 72 horas. O submarino militar argentino o …

Secretária de Estado desvaloriza "jantarinho" da Web Summit no Panteão

A secretária de Estado da Indústria desvalorizou o polémico jantar no Panteão Nacional e garante que nenhum membro do Governo esteve presente. "Não temos nada a ver com isso", afirmou à agência Lusa. A secretária de Estado …

Primeiro-ministro demissionário libanês acolhido em França

O primeiro-ministro demissionário libanês, que chegou este sábado a Paris procedente da Arábia Saudita, vai regressar ao Líbano na próxima quarta-feira para participar na festa nacional, informou a Agência Nacional de Notícias. Saad Hariri, que se …

Corte no subsídio de desemprego acaba em Janeiro

O fim do corte de 10% aplicado ao subsídio de desemprego vai entrar em vigor já a partir de Janeiro de 2018 e irá abranger todos os desempregados, incluindo os que já estão a receber …

Neblina de hidrocarbonetos de Plutão mantém planeta anão mais frio do que o esperado

A composição gasosa da atmosfera de um planeta geralmente determina a quantidade de calor que fica aí preso. No entanto, para o planeta anão Plutão, a temperatura prevista com base na composição da sua atmosfera …