Afinal, ter seis dedos não é tão inútil como os médicos pensavam

Não é incomum que bebés humanos nasçam com dedos extras. A mutação é chamada polidatilia e cerca de um em cada 500 crianças a possui.

Esses dedos extras são considerados inúteis e geralmente amputados não muito depois do nascimento. Mas, como mostram novas investigações, podem não ser assim tão maus.

Como observou o bioengenheiro Etienne Burdet, do Imperial College London, “dedos e dedos dos pés extras são tradicionalmente vistos como defeitos congénitos, de modo que ninguém pensou em estudar o quão úteis realmente poderiam ser”. Em alguns casos, é um defeito, uma vez que os dedos extras podem ser vestigiais ou pouco desenvolvidos. Mas removê-los não é necessariamente um procedimento simples.

Cada dedo extra tem a sua própria estrutura óssea, tendões e musculatura, todos incorporados em toda a estrutura da mão, de modo que os médicos não precisam apenas de remover a parte externa, mas reestruturar tudo.

No entanto, o novo estudo de caso, cujas conclusões foram publicadas na revista Nature Communications, explora um cenário diferente. No caso de uma mãe de 52 anos e o seu filho de 17 anos, os dedos extras foram bem formados e totalmente desenvolvidos. Ambos nasceram com um dedo extra entre o polegar e o indicador, em ambas as mãos.

Isso proporcionou à equipa de investigação uma excelente oportunidade de responder a algumas perguntas sobre polidatilia. “Primeiro, o movimento do dedo adicional é acionado pelos músculos dos outros dedos ou tem músculos e nervos próprios?”, perguntaram-se os cientistas. “Segundo, quão independente é o dedo extra dos outros dedos? O movimento acompanha o movimento de dedos comuns, como nos dedos pequenos e anulares ou move-se independentemente dos outros dedos como o polegar?”

Os investigadores também queriam saber se operar um dedo adicional em cada mão fazia o cérebro trabalhar mais, em detrimento da função cognitiva como um todo. Planearam uma série de tarefas para testar a destreza dos sujeitos. Isso incluiu jogos personalizados que usavam um teclado de computador padrão e tarefas de manipulação de objetos, como folhear páginas de livros e dobrar guardanapos. Depois, comparam-nos a pessoas com cinco dedos.

Os investigadores descobriram que os sujeitos polidátilos eram mais hábeis do que os controlos de cinco dedos, capazes de mover os dedos extra independentemente dos outros, com uma amplitude de movimento semelhante a um polegar.

Os extras tinham três falanges, como um dedo – enquanto o polegar tem apenas dois -, juntamente com os seus próprios músculos, tendões e nervos. Imagiologia por ressonância magnética funcional de alta resolução (fMRI) mostrou que o cérebro trabalhava mais para gerir os dedos extra, mas não havia prejuízo cognitivo global.

“O cérebro do indivíduo polidátilo estava bem adaptado para controlar a carga extra de trabalho e até tinha áreas dedicadas para os dedos extras”, disse Burdet em comunicado.

Devido às limitações do estudo, ainda há muito que não sabemos sobre a polidatilia manual em geral. Nem todos os lactentes polidactilicos têm o dedo extra entre o polegar e o dedo indicador, por exemplo, por isso não se sabe se a posição do dedo desempenha um papel no aumento da destreza observado.

“Essas habilidades superiores de nossos pacientes com polidatilia sugerem avaliar minuciosamente a funcionalidade de um dedo extra em crianças antes de decidir se deve ou não removê-lo”, escreveram os investigadores.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Como assim Nephilim? você acha que o moleque é um demônio? Por causa de um dedo extra? Até onde eu me lembre nephilims eram MONSTROS, Com força absurda e gigantes, e não com um dedinho a mais

RESPONDER

Rússia acusa Navalny e aliados de extremismo em novo processo

A Rússia intensificou a campanha contra o opositor do governo Alexei Navalny, abrindo esta terça-feira um novo processo judicial, que poderá levá-lo a cumprir uma pena de prisão de mais uma década. Navalny cumpre dois anos …

Governo demite Chefe do Estado-Maior da Armada. Gouveia e Melo provável sucessor

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, vai propor ao Presidente da República a demissão do Chefe do Estado-Maior da Armada, confirmaram hoje à Lusa fontes ligadas à Defesa. O Governo propôs ao Presidente da …

Borussia Dortmund 1-0 Sporting | Um Mal(en) que veio só… e foi suficiente

O “bicho papão Haaland não jogou, mas nem assim os “leões” conseguiram contrariar o maior poderio germânico. O Sporting saiu de Dortmund com uma derrota, apesar da excelente réplica no Signal Iduna Park, e muito por …

FC Porto 1-5 Liverpool | Dragão atropelado em casa

O Liverpool é uma espécie de “besta” em tons de “red” para o FC Porto. Em nove jogos oficiais, os “azuis-e-brancos” nunca venceram, somando 3 empates e 6 derrotas, a mais recente foi pesadíssima e …

China desenvolve arma invisível capaz de destruir redes de comunicação em dez segundos

Uma equipa de cientistas chineses está a desenvolver uma arma sónica, que gera um intenso pulso eletromagnético, capaz de destruir redes de comunicação e de fornecimento de energia elétrica. A arma poderá ter um alcance …

Dezenas de mulheres abusadas por funcionários da OMS na República Democrática do Congo

Dezenas de mulheres e meninas foram abusadas sexualmente por voluntários da Organização Mundial de Saúde (OMS) destacados para enfrentar o Ébola na República Democrática do Congo (RDC), entre 2018 e 2020, concluiu um inquérito independente …

Evolução de parasita está a tornar mais difícil detetar e tratar a malária

Uma mutação do parasita que causa a malária está a "camuflar" as proteínas que são identificadas nos testes rápidos, tornando mais difícil detetar e tratar a doença. De forma semelhante aos testes à covid-19, baratos e …

Banguecoque em alerta. Mais de 70.000 casas inundadas na Tailândia

As autoridades tailandesas têm feito esforços para proteger partes de Banguecoque das cheias, que já inundaram 70.000 casas e mataram seis pessoas nas províncias no norte e centro do país. A tempestade tropical Dianmu causou cheias …

Exilados sírios obrigados a pagar taxas para evitar o alistamento obrigatório

No início deste ano, Yousef, um sírio de 32 anos que vive na Suécia, teve que pagar as taxas que lhe isentavam da obrigatoriedade de se alistar no exército da Síria, caso contrário a família …

Portugal tem cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, mais de metade em Lisboa

Estima-se que, em 2020, cerca de 485 pessoas tenham abandonado esta condição, o que representa uma descida de 39% face a 2019. Portugal terá cerca de 8.200 pessoas em situação de sem-abrigo, segundo os resultados de …