Afinal os cotonetes não são o maior bicho-papão do tímpano

Todos os dias, inúmeras pessoas limpam os seus ouvidos com cotonetes de algodão. Este ato é responsável por 40% dos casos de rompimento do tímpano, mas, ao contrário do que muitos pensam, os cotonetes de algodão não são a causa mais comum.

Só há uma coisa que se deve usar para limpar os ouvidos, e começa por “c-o-t-o”. Essa coisa, diziam os médicos, eram os cotovelos. Mas segundo um estudo recente, há uma ameaça ainda maior que os cotonetes à integridade do nosso aparelho auditivo.

O tímpano é uma membrana muito fina e semitransparente existente na profundidade do canal do ouvido. Tem um formato arredondado, cerca de 10 milímetros de largura e a sua função é vibrar mediante os estímulos sonoros – estas vibrações, por sua vez, são transmitidas ao ouvido médio.

De acordo com o LiveScience, o tímpano também atua como uma barreira entre o ouvido médio e o ouvido externo. Quando esta membrana é perfurada, a lesão pode causar dor, perda auditiva e uma maior suscetibilidade de contrair infeções.

Num estudo publicado recentemente no Journal of Emergency Medicine, os cientistas analisaram os registos clínicos de 80 pacientes, de 2012 até 2016, que sofreram de rompimento do tímpano.

“Decidimos analisar as estatísticas de rompimento do tímpano porque esperávamos que, ao entender as principais causas, pudéssemos ajudar a eliminar algumas delas“, disse o principal autor do estudo, Doron Sagiv, otorrinolaringologista no Centro Médico Sheba, da Universidade de Tel Aviv, em Israel.

Sagiv ficou impressionado com a quantidade de lesões causadas por cotonetes, das quais 5% precisaram de cirurgia. “Espero que este estudo encoraje os médicos a aconselhar os pacientes a evitar o uso destes cotonetes para limpar os ouvidos”, explica. O traumatismo penetrante, causado por cotonetes, foi a causa de 40% dos casos analisados.

Mas, Erich Voigt, otorrinolaringologista no NYU Langone Health, que não estava envolvido no estudo, afirmou que os médicos desta especialidade enfrentam este problema regularmente, e que, “infelizmente, os pais são os maiores culpados por fazerem uma limpeza excessiva aos filhos”.

O traumatismo contundente representou 56% dos casos. O tímpano também pode ser rompido devido a uma grande quantidade de pressão que é gerada contra a orelha. Este tipo de traumatismo pode acontecer quando alguém é atingido na orelha por uma mão, um airbag ou, até, uma grande onda do mar.

Quando o traumatismo contundente acontece, uma grande quantidade de ar (ou água) é comprimida no pequeno espaço dentro da orelha, causando uma grande quantidade de pressão no tímpano. Como de um lado há uma grande pressão e do outro não, o tímpano rompe para conseguir igualar a quantidade de pressão em todo o canal auditivo.

Os traumatismos penetrantes, causados por cotonetes de algodão, e os traumatismos contundentes constituíram 96% das causas analisadas de rompimento do tímpano. Os restantes 4% foram apontados como “iatrogénicos”, ou seja, provocados acidentalmente por um médico.

O estudo também revelou que todas as crianças analisadas no estudo curaram por conta própria. No entanto, quatro dos 40 adultos feridos necessitaram de cirurgia.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

O planeta extrassolar mais próximo da Terra pode ter companhia

Uma equipa internacional de astrofísicos encontrou evidências da existência de um segundo planeta a orbitar Próxima Centauri, a estrela mais próxima do Sol. Na prática, o mundo extrassolar mais próximo de nós pode ter companhia. …

Uma estrela ajudou a perceber quando é que a Via Láctea devorou outra galáxia

Recentemente, astrónomos descobriram que uma colisão com uma galáxia satélite encheu a Via Láctea de estrelas. Agora, graças a uma única estrela, já é possível perceber quando é que isso aconteceu. A galáxia satélite Gaia-Enceladus foi, …

Homem pede "julgamento por combate" com espadas japonesas para resolver disputa legal com a ex-mulher

Para resolver uma disputa legal com a sua ex-mulher, David Ostrom sugere que seja feito um "julgamento por combate" com espadas japonesas. Há precedentes legais que o podem favorecer em tribunal. O insólito aconteceu no Iowa, …

Crimes violentos podem aumentar drasticamente nos EUA devido ao aquecimento global

O número de crimes violentos nos Estados Unidos pode aumentar drasticamente nos próximos anos devido ao aquecimento global, concluiu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade do Colorado, em Boulder. "Dependendo da rapidez …

Twitter pede desculpa por permitir anúncios direcionados a neonazis

O Twitter emitiu esta quinta-feira um pedido de desculpa público depois de a BBC denunciar que a rede social estava a permitir anúncios direcionados a neonazis, islamofóbicos e outros grupos de ódio. A emisorra britânica …

Carlos Silva alega falta de apoio do PS e anuncia saída da liderança da UGT

O secretário-geral da UGT não é candidato a um novo mandato na central sindical, alegando que o “desgaste tem sido tremendo” e que é visto como força de bloqueio. “Não quero continuar”, “já está decidido e …

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior. Medirá quase 100 metros

A maior aeronave do mundo vai ficar ainda maior: o dirigível híbrido Airlander 10, que media 92 metros de comprimento, vai bater o seu próprio recorde. De acordo com a emissora britânica BBC, a aeronave passará a …

Mortes nos Comandos. Governo só indemniza famílias se for condenado

O Governo deu ordem para parar as negociações com as famílias dos recrutas que morreram durante o 127.º Curso de Comandos, que decorreu na região de Alcochete, em 2016. Segundo o Jornal de Notícias, o Governo …

Eduardo Cabrita diz que polícias compram equipamento "porque querem"

O ministro da Administração Interna afirmou que os agentes policiais que compram equipamento de proteção do seu próprio bolso fazem-no porque o querem. Numa entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, divulgada este fim-de-semana, o …

Chuva deixa Austrália entre incêndios e cheias. Número de mortos sobe para 29

A chuva trouxe algum alívio aos bombeiros e habitantes do leste da Austrália, mas também causou cheias e novos problemas. As equipas ainda combatem cerca 100 focos de incêndio na região e o número de …