Afinal a barba faz bem à saúde

wang-lu / Flickr

Um estudo realizado num hospital americano demonstrou que os homens com a barba feita – e não os barbudos – eram mais propensos a carregar algo desagradável nos seus rostos. 

É sabido que uma boa barba é um local propício para certos microrganismos se abrigarem, mas um novo estudo, publicado no Journal of Hospital Infection, chegou a uma conclusão inesperada.

O estudo analisou o conteúdo de bactérias dos rostos de 408 funcionários com e sem barba de um hospital americano, e concluiu que o grupo sem barba era mais de três vezes mais propenso a ser portador de uma bactéria perigosa, conhecida como Staphylococcus aureusresistente à meticilina.

Trata-se de uma fonte particularmente comum e problemática de infecções hospitalares, resistente a muitos dos antibióticos atuais.

Os cientistas sugerem que fazer a barba pode provocar pequenas abrasões na pele, e esses microcortes podem facilitar a colonização e proliferação bacteriana.

A outra explicação possível é a de que barbas combatem infecções.

Movido pela curiosidade, o apresentador britânico da BBC Michael Mosley resolveu aprofundar a questão e enviou algumas amostras de diferentes barbas para Adam Roberts, um microbiologista da Universidade College London, no Reino Unido.

O cientista conseguiu cultivar mais de 100 bactérias diferentes a partir das barbas, incluindo uma comum no intestino delgado.

De acordo com o microbiologista, isto não é preocupante – é mesmo normal.

Mas o mais interessante, no entanto, é que em algumas das placas de Petri usadas durante o estudo, algo estava claramente a matar as outras bactérias.

O suspeito mais óbvio era algum micróbio: bactérias e fungos competem uns contra os outros por comida, recursos e espaço.

Ao fazerem isso ao longo de milhares de anos, levaram ao desenvolvimento de algumas das mais sofisticadas armas contra micróbios: os antibióticos.

Barbacilina?

Provavelmente já conhece a história da penicilina, descoberta sem querer por Alexander Fleming quando o fungo Penicillium notatum foi parar ao seu laboratório e matou algumas bactérias que estava a cultivar numa placa de Petri.

Poderiam os micróbios misteriosos nas barbas de alguns homens estar a fazer algo semelhante, matando bactérias perigosas? “Possivelmente”, afirma Adam Roberts.

O microbiologista identificou os assassinos silenciosos como parte de uma espécie chamada Staphylococcus epidermidis. Quando testada contra uma forma particularmente resistente à droga de E. coli, que causa infecções do trato urinário, a espécie provou-se uma excelente lutadora.

Infecções resistentes a antibióticos matam pelo menos 700 mil pessoas por ano, e há 30 anos que não é lançado nenhum novo antibiótico.

Logo, esta informação, em conjunto com outros estudos que vêm sendo realizados, poderão fazer parte do caminho para um futuro menos mortal.

No entanto, testar um novo antibiótico é tão caro e tem uma taxa tão elevada de fracasso que é extremamente improvável que, nos próximos tempos, um novo medicamento surja a partir de estudos com barbas.

Mas ainda há esperança: a busca não vai ser interrompida.

HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …

Será que os cães conseguem farejar uma gravidez?

Já ouvimos falar de cães a farejar bombas e de cães a farejar cancro. E quanto à gravidez, o que poderá o nariz de um cão dizer? Há várias mulheres grávidas a relatar que o cão …