/

Advogado de João Rendeiro investigado pela Ordem

1

Tiago Petinga / Lusa

O ex-presidente do BPP, João Rendeiro

O advogado do ex-banqueiro vai enfrentar um processo disciplinar da Ordem dos Advogados por alegado conflito de interesses.

Segundo noticia o ECO, o Conselho de Deontologia da Ordem dos Advogados está a investigar as declarações que Carlos do Paulo à TVI, após a fuga de João Rendeiro para fora da Europa.

Alexandra Bordalo Gonçalves, presidente do Conselho Disciplinar da Ordem admitiu, em declarações ao ECO, que foi aberta “uma averiguação liminar”.

A Ordem interpreta como conduta imprópria o facto de Carlos do Paulo ter afirmado, em entrevista à TVI no dia 29 de setembro, a propósito do paradeiro do seu cliente: “Eu não sei onde está João Rendeiro, nem quero saber”.

Carlos do Paulo nega ainda ter sido representante dos lesados do BPP e rejeita qualquer tipo de conflito de interesses ou incompatibilidade com o facto de agora defender João Rendeiro.

Em junho de 2009, recorda o Expresso, Carlos do Paulo foi um dos organizadores do protesto que juntou cerca de 100 clientes do BPP à porta daquele banco em Lisboa, que viria a ser extinto no ano seguinte, com o objetivo de recuperar o dinheiro dos clientes.

Na altura, em declarações à Lusa, o advogado dizia que a venda de património do BPP estava a ser feita “de forma camuflada e sub-reptícia” e chegou mesmo a criticar João Rendeiro. Apesar de ter organizado manifestações e de ter falado em nome dos lesados do BPP, Carlos do Paulo, no entanto, garante que nunca os representou.

  ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.