Adolescente de 14 anos provocou queda de ultraleve em Beja

DR GPIAA

Acidente com ultraleve em Beja em 2015.

Acidente com ultraleve em Beja em 2015.

A queda de um ultraleve em Beja, em 2015, foi causada pela passageira, de 14 anos, que puxou os comandos de voo (manche) durante a descolagem. O acidente provocou ferimentos graves aos dois ocupantes e a destruição da aeronave.

A conclusão consta do relatório final da investigação ao acidente, publicado na página do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves (GPIAA).

O ultraleve foi consumido pelas chamas quando embateu na pista do Aeródromo Municipal de Beja, no dia 1 de janeiro, e causou lesões graves ao piloto, de 66 anos, e à menor, que interferiu “nos comandos de voo” durante a descolagem para um batismo de voo.

“O piloto referiu que durante a corrida de descolagem (…) viu a passageira inclinar-se para a frente, abraçar o manche do lado direito e puxá-lo para ela”, refere o relatório.

Segundo a investigação, o piloto e também proprietário do ultraleve não possuía um certificado médico válido, não tinha um seguro de responsabilidade civil obrigatório, a documentação do motor não correspondia ao motor instalado e o certificado de voo do ultraleve estava caducado.

“Na data do acidente, o piloto estava inibido de exercer os privilégios da sua licença de pilotagem, não porque sofresse de alguma patologia, mas por falta de um certificado médico válido”, relata a investigação.

A menor embarcou pouco antes do pôr-do-sol e após o seu pai e o piloto terem efetuado um voo de lazer, acrescentando o relatório que, apesar do adiantado da hora, havia “vontade” de se realizar um pequeno voo de batismo com a adolescente.

“Não houve tempo para uma explicação sobre pontos essenciais do avião como os comandos de voo (manche e pedais), comandos de motor (localização das manetes), funcionamento dos cintos e abertura das portas”, refere o relatório.

“Desta forma, tudo indica que a passageira embarcou no avião desconhecendo por completo o que podia e não podia fazer a bordo“, revela o documento.

A investigação critica a postura do piloto, dos pais da menor e do aeródromo que permitiu o voo, apesar de estar próximo o pôr-do-sol (ultra-leves só podem voar com luz, até ao pôr-do-sol).

“Pela pressão gerada relativamente ao adiantar da hora, não foi assegurado pelo piloto um briefing de procedimentos explicativos à passageira, nem os progenitores se preocuparam em fornecer ao piloto as características comportamentais da passageira, sua filha, quanto aos receios de voar, especialmente numa aeronave com estas características”, frisa a investigação.

Os pais autorizaram o voo da filha mas, segundo o relatório final ao acidente, e apesar das várias tentativas, o pai da adolescente nunca autorizou que a filha fosse ouvida pelo investigador do GPIAA, alegando “razões psicológicas”.

O piloto esteve internado 24 dias, nove dos quais em cuidados intensivos, sendo as principais lesões a fratura da bacia em cinco locais e fratura de sete costelas. Atualmente, o sexagenário continua com sequelas ao nível da coluna e lesões em duas costelas.

As lesões sofridas pela passageira obrigaram a internamento hospitalar durante 10 dias.A menor passou a ser seguida na consulta de ortotraumatologia e consulta de psicologia, com evolução demorada.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ajax vs Benfica | Amesterdão volta a trair nos descontos

O Benfica esteve a um minuto de arrancar um ponto na Johan Cruijff, ante o Ajax, mas um golo nos descontos, de Noussair Mazraoui, ditou uma derrota inesperada para os comandados de Rui Vitória, por …

Mensagens falsas "mataram" o rei de Espanha (há 450 anos)

O fenómeno das notícias e mensagens falsas que se propagam de forma viral nas redes sociais preocupa cada vez mais governos, organizações internacionais e académicos, mas não é algo de novo. Desde a campanha eleitoral de …

Conflito no Iémen coloca 75% da população a precisar de ajuda alimentar

O conflito no Iémen tornou 8,4 milhões de pessoas dependentes de assistência alimentar de emergência e colocou 75% dos seus 22 milhões de habitantes a precisarem de ajuda, no país com a prior crise humana …

Encontrado engenho explosivo em casa do milionário George Soros

Esta segunda-feira, foi encontrado um engenho explosivo numa caixa de correio em cada de George Soros. O FBI iniciou esta terça-feira uma investigação e adiantou que "não representa qualquer ameaça à segurança pública". A polícia federal …

Austrália pede desculpa às milhares de vítimas de abusos sexuais

A Austrália pediu nesta segunda-feira oficialmente perdão por não ter “escutado e acreditado” nos milhares de vítimas de abusos sexuais perpetrados durante décadas dentro das instituições do país. “De novo e de novo, hoje pedimos desculpa”, …

Furacão Willa "grande e perigoso" a caminho do México

O furacão Willa, de categoria 4, está a preparar-se para a atingir a costa pacífica do México esta terça feira. De acordo com o Centro Nacional de Furacões dos EUA, espera-se que o Willa seja …

Bruxelas toma decisão inédita e chumba orçamento de Itália

A Itália é o primeiro país a ver o seu projeto orçamental "chumbado" pela Comissão Europeia desde a implementação do "semestre europeu" de coordenação de políticas económicas e orçamentais, instituído em 2010. A Comissão Europeia rejeitou …

Governo propõe super-desconto no IRS para futebolistas (e não só)

O "Programa Regressar", a nova medida fiscal que integra a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) e que visa fazer regressar a Portugal ex-residentes, abrange todo o tipo de profissões, incluindo futebolistas, sem …

CP admite falta de comboios até final do ano

O presidente dos Comboios de Portugal (CP) admitiu que o serviço regional com automotoras a gasóleo enfrenta maiores riscos por falta de pessoal e de peças na EMEF (empresa que mantém e repara comboios em …

Viúva do triatleta viu angolanos matarem o marido e foi de férias com o amante

Rosa Grilo, a viúva do triatleta Luís Grilo, que está detida por suspeitas de envolvimento na sua morte, assegura que foram indivíduos angolanos que o mataram, por causa de diamantes. Ela garante que assistiu ao …