Aos 10 anos, Adewumi chegou à elite mundial do xadrez (e fugiu ao Boko Haram)

Getty Images / AFP

Tanitoluwa Adewumi.

Tanitoluwa Adewumi foi perseguido pelo Boko Haram, fugiu da Nigéria e foi sem-abrigo nos Estados Unidos. Agora, com apenas 10 anos, chegou à elite mundial do xadrez.

Grande Mestre é um dos títulos vitalícios concedidos pela Federação Internacional de Xadrez aos jogadores profissionais. Para obter este título é necessário conseguir uma pontuação igual ou superior a 2.500 pontos em pelo menos 24 partidas válidas, cumprindo uma série de requisitos.

Tanitoluwa Adewumi, uma criança de dez anos de Nova Iorque, nos EUA, acabou de se tornar o mais novo Grande Mestre de xadrez do país, escreve a NPR. Adewumi tornou-se o 28.º jogador mais jovem de sempre a conseguir este título.

“Fiquei muito feliz por ter vencido e por ter conquistado o título”, disse a criança após ter vencido os seus quatros jogos no Fairfield County Chess Club Championship, este mês. “Realmente adorei ter finalmente conseguido”.

Adewumi joga xadrez há três anos, desde que tinha apenas sete anos de idade. Quando começou, ele e a sua família viviam num centro para sem-abrigo em Manhattan depois de fugir da perseguição religiosa pelo Boko Haram no seu país natal, a Nigéria.

O sucesso não veio por acaso. Segundo a rádio norte-americana, o jovem afro-americano treina “10, 11 horas” por dia, depois da escola. As horas de prática permitem que consiga prever com antecedência até 20 jogadas do adversário.

“Digo a mim mesmo que nunca perco, que apenas aprendo. Porque quando perdemos, temos que cometer um erro para perder o jogo. Assim, aprendemos com esse erro e aprendemos [em geral]. Então, perder é a maneira de vencer para você mesmo”, disse a criança de dez anos.

Segundo o jornal The New York Times, Adewumi escreveu um livro com os seus pais sobre a sua jornada, que será transformado num filme pela Paramount Pictures. Será produzido pelo apresentador e ator sul-africano Trevor Noah.

Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Genial! Uma criança negra que treina há apenas três anos consegue ser grande mestre no xadrez! Isso é maravilhoso e faz muito mais pelas causas de igualdade do que xingamentos e violência, que são um racismo ao contrário. O garoto estuda e depois treina de 10 a 11 horas de xadrez por dia. Enfim, estudo e trabalho, além da inteligência dada a todo ser humano, este é o segredo universal do sucesso.
    Sua frase demonstra grande sabedoria e é partilhada por todo esportista vitorioso:
    “Digo a mim mesmo que nunca perco, que apenas aprendo. Porque quando perdemos, temos que (de) cometer um erro para perder o jogo. Assim, aprendemos com esse erro e aprendemos [em geral]. Então, perder é a maneira de vencer para você mesmo”.
    Fantástico, já fiquei fã do mestre Tanitoluwa Adewumi. Que seja muito feliz na vida e na carreira. O mundo precisa de exemplos assim.

RESPONDER

Tribunal condena corticeira da Feira por despedir trabalhadora que denunciou assédio

A corticeira Fernando Couto foi condenada pelo Tribunal da Feira a pagar uma coima de cerca de 11 mil euros por ter despedido a operária Cristina Tavares, após esta ter denunciado ser vítima de assédio …

Dupla de cientistas apresenta uma nova abordagem para reciclar plástico

Um novo estudo oferece uma abordagem totalmente nova para reciclar plástico, tendo sido inspirada na forma como a natureza naturalmente "recicla" os componentes dos polímeros orgânicos presentes no ambiente. As proteínas são um dos principais compostos …

Edição de 2021 da Web Summit recebe 40 mil participantes. Moedas como presidente não será problema

Evento, que se realiza entre 1 e 4 de Novembro, volta a decorrer em formato presencial depois de em 2020 a pandemia ter transferido as atividades para o ambiente digital. O presidente executivo da Web Summit, …

Alunos carenciados com desempenho inferior aos dos mais favorecidos

Mesmo tendo acesso a meios digitais, o desempenho dos alunos carenciados foi sempre “inferior” aos dos seus colegas oriundos de meios mais favorecidos.  Segundo noticia o Público, esta é uma das principais conclusões a que chegou …

José Rendeiro condenado a três anos e seis meses de prisão efetiva

Embaixador jubilado Júlio Mascarenhas acusa o BPP de o ter convencido a investir num produto com juros e capital garantido num momento em que o banco já atravessava sérias dificuldades. O antigo presidente do Banco Privado …

Cantor R. Kelly declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual

O cantor norte-americano R. Kelly foi esta segunda-feira declarado culpado por crime organizado e tráfico sexual, após um julgamento em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América (EUA), que decorreu durante seis semanas, no qual …

"A FIFA engloba 211 países e 133 nunca estiveram num Mundial"

Arsène Wenger apresenta argumentos para defender a realização de um campeonato do mundo de dois em dois anos. O novo calendário FIFA continua a originar reacções e entrevistas. Arsène Wenger falou sobre as propostas - a …

Responsáveis do Lar do Comércio acusados por 67 crimes de maus tratos

O Ministério Público (MP) imputou 67 crimes de maus tratos, 17 deles agravados por resultarem em morte, a um ex-presidente e a uma diretora de serviços do Lar do Comércio, em Matosinhos. Num processo em que …

Sporting: espanhóis analisam o "maior" Haaland

Avançado do Borussia Dortmund apresenta recordes que, nem Messi, nem Cristiano, tinham. O Sporting entra em campo para a segunda jornada da Liga dos Campeões, diante de um Borussia Dortmund que tem no seu plantel uma …

Escola proíbe alunos de levarem almoço de casa. Ministério da Educação fala em “recomendação”

Interpretações distintas das normas emitidas pelo Ministério da Educação e a inexistência de equipamentos para aquecer as refeições em linha com as recomendações de segurança motivadas pela covid-19 podem estar na origem da decisão. Os alunos …