A Uber está imparável e já planeia o táxi voador

DARPA

DARPA aposta na VTOL - Vertical Take-Off and Landing -, tecnologia de descolagem e aterragem vertical.

DARPA aposta na VTOL – Vertical Take-Off and Landing -, tecnologia de descolagem e aterragem vertical.

O rápido crescimento da Uber a nível mundial está a levar os responsáveis da empresa a projectarem para o futuro um novo tipo de transporte – o táxi voador que pode mudar radicalmente a vida das grandes cidades.

O director de produto da Uber, Jeff Holden, anunciou esta intenção da empresa durante a conferência “O Futuro das Cidades”, realizada em Nantucket, Massachusetts, nos EUA, no último fim-de-semana, segundo reporta Kara Swisher, jornalista da Recode que participou no evento.

Holden perspectiva que dentro de uma década, a Uber poderá estar a usar “táxis voadores”, graças à tecnologia VTOL – Vertical Take-Off and Landing.

Estamos a falar de uma espécie de helicópteros do futuro, capazes de descolarem e de aterrarem verticalmente, mas com asas fixas, baterias e mais silenciosos.

A VTOL é um tipo de tecnologia que está a ser alvo do interesse de várias startups e especialmente da DARPA – a Agência de Projectos de Pesquisa Avançada da Defesa norte-americana.

O projecto da DARPA parte do princípio de que os desafios actuais, que impedem a concretização imediata da tecnologia, podem ser ultrapassados através da “polinização cruzada inovadora entre as tecnologias de asas fixas e de asas rotativas” e “desenvolvendo e integrando novos sub-sistemas para permitir melhoramentos radicais nas capacidades verticais do voo de cruzeiro”.

A gigante da aeronáutica Airbus também está a trabalhar no conceito dos táxis aéreos para as grandes cidades e está já a desenvolver um protótipo em Silicon Valley, prevendo-se que o seu primeiro voo de teste seja feito em 2017, segundo se refere na revista Aviation Week.

Um dos grandes alvos do conceito da Airbus são serviços como a Uber e um dos líderes do projecto, Rodin Lysoff, considera na Aviation Week que “a procura global por este tipo de avião pode suportar frotas de milhões de veículos em todo o mundo”.

Jeff Holden não duvida de que os “táxis voadores” – e preferencialmente os da Uber, como desejará – vão tomar conta das cidades num futuro próximo e mudar “a forma como trabalhamos e vivemos”, conforme cita a Recode.

O dirigente da Uber acredita que a VTOL tem potencial para tirar os carros particulares das grandes cidades e assim, acabar com as dores de cabeça do trânsito e com os altos níveis de poluição ambiental (pelo menos, ao nível do solo).

SV, ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. C´os diabos . Agora é que os taxistas portugueses têm mais problemas. Aproveitem a manifestação que vão fazer a Lisboa e reclamem antecipadamente esta situação para que ela não os venha afectar. Dirigam-se ao OBAMA a reclamar mas não não caiam na asneira de ir lá fazer manifestações pois lá apanharão a tal porrada que anunciam por aqui. Invadam pacificamente a CASA BRANCA. Todos sabemos que uma grande parte dos nossos taxistas têm os carros porcos, são malcriados e iletrados e pouco abona em seu favor, mas afinal são portugueses ou não ?

RESPONDER

GNR já passou 2200 coimas por falta de limpeza de terrenos. Mais de cem câmaras multadas

Mais de uma centena de câmaras municipais foram multadas por falta de limpeza de terrenos, sendo a ausência de tratamento nas margens das estradas e junto às linhas de distribuição elétrica a principal infração registada …

Presidente do Governo da Catalunha pede a Filipe VI que abdique

O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, pediu na terça-feira ao rei Filipe VI que abdique e solicitou ao presidente do parlamento que convoque uma sessão plenária extraordinária para estabelecer uma "posição comum" …

Virologista chinesa diz que novo coronavírus foi "criado em laboratório militar"

A virologista chinesa que fugiu para os Estados Unidos deu mais uma entrevista onde assegura que o novo coronavírus foi "criado num laboratório militar". Numa nova entrevista, citada pelo jornal online Observador, Li Meng-Yan, a virologista …

Ministério da Saúde abre 435 vagas para médicos de família

É o maior número de vagas dos últimos anos colocadas a concurso para a contratação de médicos especialistas em medicina geral e familiar para o SNS. De acordo com o jornal Público, o Ministério da Saúde …

MP brasileiro processa pastor por anunciar cura com feijões para a covid-19

O Ministério Público brasileiro pediu a abertura de um processo contra o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus, que anunciaram a cura da covid-19 a partir do cultivo de …

Dívida do Estado à ADSE ascende a 200 milhões de euros

A dívida do Estado à ADSE, em 2019, ascendia a 198,2 milhões de euros, segundo o parecer do Conselho Geral e de Supervisão (CGS) ao relatório e contas do ano passado, publicado no site do …

Governo dos Açores violou Constituição ao impor quarentena obrigatória

O confinamento obrigatório de 14 dias que o governo regional dos Açores tem imposto a quem chega à região autónoma é inconstitucional, dizem os juízes do Tribunal Constitucional. As autoridades açorianas violaram a Constituição ao impor …

China caminha a passos largos para a normalidade. Gaming, cerveja e Ikea dão empurrão

A China não regista, desde 17 de maio, vítimas mortais causadas pelo novo coronavírus. No entanto, há dois surtos ativos que parecem não impedir a população de caminhar em direção à normalidade. À semelhança do resto …

No regresso ao Superior, o Ministério recomenda aulas presenciais, com máscara e ao sábado

No regresso do Ensino Superior, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior recomenda que voltem as aulas em regime presencial com uso obrigatório de máscara e algumas das quais lecionadas ao sábado. Num comunicado …

"A profissionalização é fundamental". Este ano já morreram quatro bombeiros, todos voluntários

Nos incêndios deste ano já morreram quatro bombeiros. O último ano tão mortífero foi 2013, em que sete bombeiros perderam a vida. Em comparação, nos incêndios de 2019, não se registaram vítimas mortais entre esses profissionais. Como …