A montanha mais alta da Europa encolheu 1 cm em dois anos

bulbocode909 / Flickr

Mont Blanc, a montanha mais alta da Europa

O Mont Blanc, a montanha mais alta da Europa, já não é o que era – pelo menos, no que diz respeito à sua altura, segundo revelaram esta quinta-feira os investigadores que o mediram.

Localizada nos Alpes, na fronteira franco-italiana, o pico mais alto da Europa, o Mont Blanc, perdeu 1 cm em dois anos, e mede agora apenas 4.808,72 metros.

A nova altura da montanha foi medida com material de grande precisão e em condições meteorológicas “bastante complicadas”, com muito vento, contou à AFP o perito em geometria Nicolas Cornier, coordenador da expedição de 20 cientistas que realizou a medição.

“No topo, instalámos receptores Leica, pequenas parabólicas de 15cm a 20cm de diâmetro, colocadas em hastes fincadas na neve, que registam sinais GPS emitidos por satélites, que por sua vez são corrigidos por uma rede de antenas de localização para obter medidas precisas”, detalhou o especialista.

A altura do Mont Blanc varia segundo o vento e as precipitações e, nos últimos anos, oscilou bastante. Em 2015, foi calculada em 4.808,73 metros – mais 1 cm do que a medição realizada esta quarta-feira.

Em 2013, a montanha tinha 4.810,02 m, ou seja, mais 2 metros do que actualmente. Mas em 2007, a montanha media nada menos do que em 4.811 m, tendo crescido nada menos que 3 metros em relação aos 4.808 m que tinha em 2003.

Segundo um estudo recente, também os glaciares dos Alpes franceses, afectados pelas mudanças climáticas, registaram uma perda de 25% da sua superfície entre 2003 e 2015 – uma diminuição do volume de gelo “três vezes mais rápida” que nos anos anteriores.

Segundo o Laboratório de Glaciologia e Geofísica do Meio Ambiente de Grenoble, em França, nesse período a perda anual foi, em média, de 2%, em comparação com os 0,7% registados entre 1986 e 2003. Os glaciares do Mont Blanc são os que melhor “resistem” a essa erosão, com uma redução da superfície de cerca de 1% por ano entre 2003 e 2015.

O maciço mais afectado por esta erosão é o de Vanoise, que perde em média 2,6% de gelo por ano, principalmente porque “poucos cumes ultrapassam os 3.800 m de altura”.

O estudo foi realizado em colaboração com laboratórios austríacos, italianos e suíços, no âmbito de um programa da Agência Espacial Europeia, ESA, sobre os Alpes. As suas conclusões globais ainda não foram publicadas.

// GEO / RFI

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Cientistas encontraram uma forma de levitar objetos usando apenas luz

Os cientistas afirmam que a sua nova tecnologia de levitação seria capaz de enviar uma nave espacial para a estrela mais próxima em apenas 20 anos. Cientistas do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech) dizem ter …

Estrela hiper-fugitiva foi expulsa do disco da Via Láctea

De acordo com investigadores da Universidade de Michigan, uma estrela veloz pode ter sido ejetada do disco estelar da Via Láctea por um enxame de estrelas jovens. Os cientistas dizem que a estrela não teve …

Cientistas portugueses participam na criação do maior telescópio do mundo

O SKA, Square Kilometre Array, está já em construção e será o maior telescópio do mundo. Cientistas portugueses estão a participar no seu design e alguns dos testes serão feitos em território luso. A construção do …

Bolsonaro pondera não assinar qualquer acordo na próxima cimeira do clima

O Brasil está a considerar não assinar qualquer acordo climático na próxima COP25, anunciou este sábado em Santiago o Presidente brasileiro Jair Bolsonaro, após uma reunião que manteve no sábado no Palácio de La Moneda …

Portugal vs Sérvia | Massacre luso com pólvora seca

Segunda jornada do Grupo B da qualificação para o Euro 2020, segundo empate de Portugal, ambos em casa. Após o nulo ante a Ucrânia na primeira jornada, os campeões da Europa não foram além de …

O "homem-milagre". Carteiro português esteve morto 21 minutos e acordou a caminho da morgue

Declarado morto pelos médicos, depois de ter tido um ataque cardíaco, e "ressuscitado" 21 minutos depois, quando já ia a caminho da morgue, o português João Araújo continua a ser conhecido como o "homem milagre" …

Um dos fármacos mais promissores para tratar o Alzheimer falha nos testes em humanos

Uma onda de choque instalou-se na comunidade de pesquisa sobre o Alzheimer na sexta-feira, depois que a empresa farmacêutica Biogen anunciou a suspensão - na fase final em humanos - dos testes com o fármaco …

Gerente de agência de viagens deixou 84 clientes em terra. Em tribunal, foi absolvida

Paula chegou a tribunal acusada de burla qualificada por ter deixado 84 clientes da agência de viagens que geria no Montijo com as férias ou viagens estragadas em agosto de 2016. Chegou a ser detida …

Italiana de 91 anos distinguida pelos seus feitos na II Guerra Mundial. Aos 17 anos, salvou 38 pessoas

Gabriella Ezra, de 91 anos, vai receber a Estrela de Itália. O Estado decidiu homenageá-la depois de a embaixada italiana em Inglaterra, onde Gabriella vive, ter recebido uma carta do filho, Mark, de 65 anos, …

Moscovo enviou dois aviões com soldados e armamento para a Venezuela

Duas aeronaves russas aterraram no aeroporto de Caracas, este sábado, trazendo 100 soldados e 35 toneladas de armamento. As tropas chegaram sob supervisão do chefe do comando principal das forças terrestres russas, Vasilly Tonkoshkurov. A chegada …