A montanha mais alta da Europa encolheu 1 cm em dois anos

bulbocode909 / Flickr

Mont Blanc, a montanha mais alta da Europa

O Mont Blanc, a montanha mais alta da Europa, já não é o que era – pelo menos, no que diz respeito à sua altura, segundo revelaram esta quinta-feira os investigadores que o mediram.

Localizada nos Alpes, na fronteira franco-italiana, o pico mais alto da Europa, o Mont Blanc, perdeu 1 cm em dois anos, e mede agora apenas 4.808,72 metros.

A nova altura da montanha foi medida com material de grande precisão e em condições meteorológicas “bastante complicadas”, com muito vento, contou à AFP o perito em geometria Nicolas Cornier, coordenador da expedição de 20 cientistas que realizou a medição.

“No topo, instalámos receptores Leica, pequenas parabólicas de 15cm a 20cm de diâmetro, colocadas em hastes fincadas na neve, que registam sinais GPS emitidos por satélites, que por sua vez são corrigidos por uma rede de antenas de localização para obter medidas precisas”, detalhou o especialista.

A altura do Mont Blanc varia segundo o vento e as precipitações e, nos últimos anos, oscilou bastante. Em 2015, foi calculada em 4.808,73 metros – mais 1 cm do que a medição realizada esta quarta-feira.

Em 2013, a montanha tinha 4.810,02 m, ou seja, mais 2 metros do que actualmente. Mas em 2007, a montanha media nada menos do que em 4.811 m, tendo crescido nada menos que 3 metros em relação aos 4.808 m que tinha em 2003.

Segundo um estudo recente, também os glaciares dos Alpes franceses, afectados pelas mudanças climáticas, registaram uma perda de 25% da sua superfície entre 2003 e 2015 – uma diminuição do volume de gelo “três vezes mais rápida” que nos anos anteriores.

Segundo o Laboratório de Glaciologia e Geofísica do Meio Ambiente de Grenoble, em França, nesse período a perda anual foi, em média, de 2%, em comparação com os 0,7% registados entre 1986 e 2003. Os glaciares do Mont Blanc são os que melhor “resistem” a essa erosão, com uma redução da superfície de cerca de 1% por ano entre 2003 e 2015.

O maciço mais afectado por esta erosão é o de Vanoise, que perde em média 2,6% de gelo por ano, principalmente porque “poucos cumes ultrapassam os 3.800 m de altura”.

O estudo foi realizado em colaboração com laboratórios austríacos, italianos e suíços, no âmbito de um programa da Agência Espacial Europeia, ESA, sobre os Alpes. As suas conclusões globais ainda não foram publicadas.

// GEO / RFI

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Forças Armadas aceitaram líder do CDS como voluntário

O Jornal de Notícias escreve esta quinta-feira que as Forças Armadas aceitaram o líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, como voluntário para ajudar nas ações desenvolvidas na luta contra a covid-19 durante o estado …

Portugal duplica capacidade de ventilação. Oito profissionais de saúde nos cuidados intensivos

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, anunciou esta quinta-feira a duplicação dos equipamentos de ventilação e garantiu uma distribuição equilibrada dos testes de despistagem. “Entre ofertas, compras e empréstimos, estaremos em condições de duplicar …

Coreia do Norte reitera que não tem infetados. Coreia do Sul desconfia

A Coreia do Norte reafirmou que não regista nenhum caso de coronavírus (covid-19), numa declaração feita por um alto responsável pelo setor da Saúde de Pyongyang citado esta quinta-feira pela Agência France Presse. A Coreia do …

Ovar já tem linha telefónica própria para retirar pressão à Saúde 24

A Linha de Apoio Covid Ovar vai garantir assistência atempada à comunidade de 55.400 habitantes do concelho e é exclusiva para utentes que suspeitem ter sintomas do novo coronavírus. O Município de Ovar ativa, esta quinta-feira, …

Durão Barroso defende coronabonds (mas a prioridade é outra)

Em entrevista à SIC Notícias, Durão Barroso concordou com a criação dos ​​​​​​​coronabonds, mas defendeu que a prioridade é resolver "a crise humanitária". Durão Barroso considerou, em entrevista à SIC Notícias, que as instituições europeias têm …

Do empréstimo milionário à nacionalização. As soluções da TAP para resistir à crise

A TAP está a enfrentar uma das suas piores crises, face à pandemia de covid-19, e há várias soluções em cima da mesa, desde um empréstimo com aval do Estado à nacionalização da empresa. Para fazer …

"Matem-nos". Presidente das Filipinas autoriza disparos contra quem violar quarentena

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou aos agentes da polícia e aos militares que disparem sobre qualquer pessoa que esteja a causar "problemas" durante o isolamento obrigatório, decretado devido à da pandemia de Covid-19. De …

Há mais de nove mil casos de covid-19 em Portugal. Número de recuperados sobe para 68

Um mês desde o primeiro teste positivo confirmado do novo coronavírus no país, Portugal tem um total de 9.034 casos confirmados de Covid-19, segundo o Relatório da Direção Geral da Saúde sobre a situação epidemiológica …

Ramalho Eanes: "Nós, os velhos, se for necessário oferecemos o nosso ventilador"

O antigo Presidente da República apelou aos mais "velhos", como ele, para darem o exemplo neste combate ao coronavírus, caso Portugal passe por uma situação semelhante à de Itália ou Espanha. Em entrevista à RTP, o …

"Profundamente preocupados". 13 países enviam recado a Viktor Orbán

Portugal e mais 12 países, entre os quais França, Bélgica e Espanha, garantiram, numa declarações conjunta, que apoiam a iniciativa da Comissão Europeia para verificar se as medidas de emergência implementadas respeitam os valores europeus. Os …