Em seis anos, mais de 70 alunos da Universidade de Coimbra foram suspensos por fraude ou plágio

A Universidade de Coimbra já puniu 77 estudantes pela prática de plágio ou de fraude em provas ou trabalhos académicos, de acordo com a instituição.

Segundo uma nota enviada às redações, a Universidade de Coimbra sancionou, nos últimos seis anos, 19 alunos por plágio e outros 58 por fraude. O preço: foram suspensos.

Os casos de plágio, escreve o Público, foram descobertos maioritariamente em trabalhos académicos (12), mas também em relatórios (3), dissertações (3) e teses (1).  Treze dos estudantes foram suspensos por cinco meses, quanto que, aos outros seis, foi recusava a avaliação durante um ano.

Em relação aos casos de fraude, a maioria dos que foram detetados relacionam-se com a prática de copiar durante as provas de avaliação – 37. Dos restantes: 16 foram apanhados na “posse de elementos eletrónicos” como telemóveis e smartwatches durante as provas; dois simularam a identidade e dois falsificaram documentos. O último estudante foi punido por associar o “nome a trabalho alheio”.

Dois dos alunos associados a estes casos foram punidos com uma das sanções mais graves previstas no Regulamento Disciplinar dos Estudantes da Universidade de Coimbra: a proibição de frequentar este estabelecimento de Ensino Superior por um período entre um e cinco anos. Os outros 56 foram suspensos temporariamente.

A Universidade de Coimbra frisa que a entrada em vigor de um novo regulamento disciplinar, em 2012/2013, permitiu intensificar “o combate às tentativas de falsear os resultados das provas e trabalhos académicos”. Antes deste documento, “não existia enquadramento” sobre as sanções a aplicar às práticas de plágio e fraude.

A instituição está a esforçar-se por combater estas práticas, tendo ainda instalado na universidade um software de deteção de plágios.

A propósito do balanço agora divulgado, o reitor da Universidade de Coimbra, João Gabriel Silva, manifestou um “total repúdio por falsificações e plágios” e avisou que todos os casos “têm consequências”, que não serão “penas menores”.

ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E eu sei, de fonte segura, que na Universidade Católica de Lisboa, os ‘meninos riquinhos’ não têm que fazer os trabalhos naquelas matérias que dão ‘uma trabalheira’ e que obrigam a, imaginem só,…ESTUDAR.
    Para o efeito pagam a quem lhes faça os trabalhos de, por exemplo: Estatística.
    Mas o melhor é que quem lhes faz o ‘jeitinho’, a troco de umas notas valentes desembolsadas pelos ‘papás’ são Professores (ou pelo menos 1 professor) da própria Universidade.
    Já não basta estes meninos agora só terem que pagar para ficar sentados atrás de uma carteira escolar por mais 3 ou 4 anos (e chamam a isso: fazer um curso superior) para obterem diplomas em matérias dificílimas, como Comunicação Social, ou Humanismo Ocidental, ou outra mer+a qualquer sem qualquer valor académico, mas têm ainda por cima os ‘lacaios’ a fazerem-lhes os trabalhos que são mais difíceis ou trabalhosos.
    Desafiava uma investigação jornalística a este assunto. Estou certo que os órgão directivos da Universidade está ao corrente disto e são coniventes.

RESPONDER

Nicotina contribui para cancro do pulmão formar metástases no cérebro

A nicotina, uma substância não carcinogénica presente no tabaco, contribui para que o cancro no pulmão se dissemine no cérebro, formando metástases, concluiu um estudo publicado na revista Journal of Experimental Medicine. Uma equipa de investigadores …

Nas montanhas suíças, há quartos de hotel sem paredes nem teto

Dois artistas concetuais suíços criaram sete "quartos de hotel" ao ar livre, sem paredes nem teto, mas com vistas para as montanhas da Suíça e de Liechtenstein. A dupla suíça, os irmãos gémeos Frank e Patrik …

Risco de segunda vaga de covid-19 é alto em França

Um estudo publicado esta sexta-feira revela que a chamada "imunidade de grupo" está longe de ser alcançada em França. O risco de uma segunda vaga de covid-19 em França é "extremamente elevado", de acordo com um …

Desvendado mistério das cartas censuradas entre a rainha Maria Antonieta e o seu suposto amante

A natureza da relação entre a rainha Maria Antonieta e o conde sueco Axel de Fersen continua a intrigar os historiadores há mais de um século. Eram realmente amantes? Agora, graças a uma nova análise …

Ministra do Madagáscar afastada por querer gastar 1,8 milhões em rebuçados para disfarçar sabor de "Covid-Organics"

A ministra da Educação do Madagáscar foi destituída esta quinta-feira, depois de ter proposto gastar 1,8 milhões de euros em rebuçados, para distribuir em escolas e atenuar o sabor de uma infusão para a covid-19. A …

Santa Clara 3-2 SC Braga | Açorianos estreiam-se na nova casa com vitória sobre os minhotos

O Santa Clara venceu hoje o Sporting de Braga por 3-2, em jogo da 25.ª jornada da I Liga de futebol em que se assinalou também a estreia da Cidade do Futebol como palco de …

O maior e mais antigo monumento Maia já conhecido foi descoberto no México

O maior e mais antigo monumento já conhecido construído pela civilização Maia, batizado como Aguada Fénix, foi encontrado no sudeste do México. De acordo com o site New Scientist, o Aguada Fénix é uma enorme …

Twitter bloqueia vídeo de campanha de Donald Trump com tributo a George Floyd

O Twitter bloqueou um vídeo de tributo a George Floyd feito pela campanha de reeleição do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A rede social colocou um rótulo no vídeo da página da conta @TeamTrump, dizendo …

Depois da covid-19, poder haver uma outra doença respiratória à nossa espera

Com o desconfinamento, vamos gradualmente regressando ao normal, mas agora possivelmente com um novo inimigo. A doença dos legionários pode estar escondida nos edifícios que deixamos para trás. Surtos globais de coronavírus forçaram o encerramento de …

Apple está a seguir iPhones roubados das lojas durante os protestos nos EUA

Os iPhones que têm sido roubados das lojas da Apple durante os protestos contra a violência policial, nos Estados Unidos, foram desativados e estão a ser seguidos pela empresa. De acordo com a revista Newsweek, as …