Em seis anos, mais de 70 alunos da Universidade de Coimbra foram suspensos por fraude ou plágio

A Universidade de Coimbra já puniu 77 estudantes pela prática de plágio ou de fraude em provas ou trabalhos académicos, de acordo com a instituição.

Segundo uma nota enviada às redações, a Universidade de Coimbra sancionou, nos últimos seis anos, 19 alunos por plágio e outros 58 por fraude. O preço: foram suspensos.

Os casos de plágio, escreve o Público, foram descobertos maioritariamente em trabalhos académicos (12), mas também em relatórios (3), dissertações (3) e teses (1).  Treze dos estudantes foram suspensos por cinco meses, quanto que, aos outros seis, foi recusava a avaliação durante um ano.

Em relação aos casos de fraude, a maioria dos que foram detetados relacionam-se com a prática de copiar durante as provas de avaliação – 37. Dos restantes: 16 foram apanhados na “posse de elementos eletrónicos” como telemóveis e smartwatches durante as provas; dois simularam a identidade e dois falsificaram documentos. O último estudante foi punido por associar o “nome a trabalho alheio”.

Dois dos alunos associados a estes casos foram punidos com uma das sanções mais graves previstas no Regulamento Disciplinar dos Estudantes da Universidade de Coimbra: a proibição de frequentar este estabelecimento de Ensino Superior por um período entre um e cinco anos. Os outros 56 foram suspensos temporariamente.

A Universidade de Coimbra frisa que a entrada em vigor de um novo regulamento disciplinar, em 2012/2013, permitiu intensificar “o combate às tentativas de falsear os resultados das provas e trabalhos académicos”. Antes deste documento, “não existia enquadramento” sobre as sanções a aplicar às práticas de plágio e fraude.

A instituição está a esforçar-se por combater estas práticas, tendo ainda instalado na universidade um software de deteção de plágios.

A propósito do balanço agora divulgado, o reitor da Universidade de Coimbra, João Gabriel Silva, manifestou um “total repúdio por falsificações e plágios” e avisou que todos os casos “têm consequências”, que não serão “penas menores”.

ZAP ZAP //

 

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. E eu sei, de fonte segura, que na Universidade Católica de Lisboa, os ‘meninos riquinhos’ não têm que fazer os trabalhos naquelas matérias que dão ‘uma trabalheira’ e que obrigam a, imaginem só,…ESTUDAR.
    Para o efeito pagam a quem lhes faça os trabalhos de, por exemplo: Estatística.
    Mas o melhor é que quem lhes faz o ‘jeitinho’, a troco de umas notas valentes desembolsadas pelos ‘papás’ são Professores (ou pelo menos 1 professor) da própria Universidade.
    Já não basta estes meninos agora só terem que pagar para ficar sentados atrás de uma carteira escolar por mais 3 ou 4 anos (e chamam a isso: fazer um curso superior) para obterem diplomas em matérias dificílimas, como Comunicação Social, ou Humanismo Ocidental, ou outra mer+a qualquer sem qualquer valor académico, mas têm ainda por cima os ‘lacaios’ a fazerem-lhes os trabalhos que são mais difíceis ou trabalhosos.
    Desafiava uma investigação jornalística a este assunto. Estou certo que os órgão directivos da Universidade está ao corrente disto e são coniventes.

RESPONDER

PRR terá mecanismo de fiscalização no Parlamento. PSD quer bazuca durante a presidência portuguesa da UE

O ministro do Planeamento, Nelson Souza recebeu nesta terça-feira, os partidos com assento parlamentar e as deputadas não inscritas para conversas bilaterais sobre o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). Trata-se da chamada "bazuca" que virá …

Ministro da Saúde austríaco demite-se por falta de apoio na gestão da pandemia

O ministro da Saúde de Áustria, Rudolf Anschober, anunciou esta terça-feira a sua demissão, devido à falta de apoio na gestão da crise pandémica, cessando funções na próxima segunda-feira. "A situação é dramática nos serviços de …

OMS quer suspender venda de mamíferos selvagens vivos em mercados de alimentos

A Organização Mundial de Saúde defende a suspensão da venda de mamíferos selvagens vivos nos mercados de alimentos para evitar a propagação de doenças, avança a AFP. "Os animais, especialmente os selvagens, são a fonte de …

“Frescura, juventude e capacidade“. Coligação improvável em Penafiel junta PS e partido de Tino de Rans

O PS e o partido RIR, liderado pelo ex-candidato presidencial Vitorino Silva, formaram a coligação Penafiel Unido, que vai concorrer às autárquicas em Penafiel, distrito do Porto, com Paulo Araújo Correia como cabeça de lista, …

Marcelo, IL e Chega querem avanço do desconfinamento. PSD pede travão nos concelhos de maior risco

Marcelo Rebelo de Sousa ouviu os partidos ao longo desta tarde. A renovação de mais um Estado de Emergência está na mira, mas há quem não concorde. O Presidente da República começou por receber o Iniciativa …

MP "não nos ligava patavina. Zero", disse major Vasco Brazão

O major Vasco Brazão, ex-porta-voz da Polícia Judiciária Militar (PJM), disse esta terça-feira ao coletivo de juízes do Tribunal de Santarém que o Ministério Público (MP) não "ligava patavina" à investigação e às diligências sobre …

Especialista alerta que uso de máscara aumentou doenças da voz

A otorrinolaringologista Clara Capucho alertou que o uso de máscaras imposto pela pandemia da covid-19 aumentou o número de patologias da voz, sobretudo nos aparelhos vocais dos portugueses. O alerta da coordenadora da Unidade de Voz …

Tóquio2020. Missão portuguesa deve ser vacinada para diminuir "insegurança" dos atletas

O presidente do Comité Olímpico de Portugal (COP), José Manuel Constantino, deseja que a Missão portuguesa aos Jogos Olímpicos Tóquio2020 seja vacinada, quanto antes, considerando que a demora cria "insegurança" entre os atletas e restante …

Rússia proíbe oficialmente casamento entre pessoas do mesmo sexo

A Rússia proibiu oficialmente o casamento entre pessoas do mesmo sexo, numa emenda constitucional ratificada esta segunda-feira pelo Presidente russo, Vladimir Putin. Segundo avançou esta terça-feira a NBC, o deputado Pyotr Tolstoy, opositor ao casamento homossexual, …

Portugal não vai estar no Europeu feminino

Empate sem golos em Moscovo, depois da vitória da Rússia por 1-0, no Restelo. Fase final marcada para 2022, em Inglaterra. Ao contrário de 2017, a fase final do Europeu feminino de futebol não vai contar …