65% dos doentes com cancro continuam a fumar

Um estudo feito pelo Instituto do Cancro do Estado de São Paulo, ICESP, com pacientes da instituição mostra que 65% dos doentes fumadores não conseguem largar o cigarro mesmo depois de conhecer o diagnóstico da doença.

O coordenador de Apoio ao Tabagista do instituto, Frederico Fernandes, diz que o resultado da pesquisa foi surpreendente.

“Nós imaginávamos que uma pessoa que fumasse, quando recebesse o diagnóstico de cancro ficava motivada a parar de fumar, pelo facto de ter desenvolvido uma doença relacionada com o tabagismo”, afirmou Fernandes em entrevista à Agência Brasil.

Segundo o médico, apesar da vontade dos pacientes de largar o tabaco, o vício é muito forte. “Quando conversamos com estes pacientes, vemos que eles têm vontade, estão motivados, mas, pelo facto de terem um nível alto de dependência da nicotina, não conseguem parar ou reduzir”, contou.

Barbara Krawcowicz / Flickr

-

O cigarro é uma válvula de escape de grande parte das pessoas ao lidar com situações difíceis

A situação agrava-se, de acordo com Fernandes, pelo facto de o cigarro ser uma válvula de escape de grande parte das pessoas ao lidar com situações difíceis. “Muitas vezes, quando uma pessoa recebe um diagnóstico destes, acentuam-se os traços de ansiedade e acaba por não conseguir largar o cigarro, por não conseguir canalizar a ansiedade com a doença para outra coisa”, explica o médico.

Além de ser um factor que contribui para o surgimento do cancro, Fernandes destaca que o cigarro pode prejudicar o tratamento. “Alguns tipos de quimioterapia têm menor eficácia quando o doente continua a fumar enquanto recebe o tratamento”, enfatiza.

Fumar também interfere na cicatrização e recuperação de cirurgias. “Se uma pessoa é submetida a uma cirurgia, se parar de fumar tem uma cicatrização melhor e um pós-operatório menos complicado”, acrescenta.

Há ainda, segundo o médico, o problema da fragilização do sistema respiratório. “Uma das principais complicações que ocorrem no tratamento de cancro são as infecções respiratórias. E quem fuma tem maior probabilidade de contrair uma infecção durante o tratamento do cancro”.

ZAP / Agência Brasil

PARTILHAR

RESPONDER

Arqueólogos desenterram (acidentalmente) ossadas com 800 anos no Peru

Os restos mortais de oito pessoas, com aproximadamente 800 anos de idade e enterrados com alimentos e instrumentos musicais na mesma câmara funerária, foram encontrados ao sul de Lima, no Peru, durante a instalação de …

Marcelo apela ao voto "por memória deste ano e meio que não esqueceremos"

O Presidente da República considerou que votar nas eleições autárquicas é mais importante do que nunca para o país recomeçar a viver e a sair das crises sanitária, económica e social. Este apelo ao voto foi …

Onde e como? Um guia para votar nas eleições autárquicas

As mesas de voto das eleições autárquicas abriram hoje às 08:00 no continente e na Madeira para a escolha dos dirigentes dos municípios e das freguesias para os próximos quatro anos. Nos Açores, as urnas abrem …

Ensino Superior: 33% dos candidatos ficaram de fora. Veja se ficou entre os colocados

Mais de 49 mil novos estudantes entraram agora para o ensino superior, tendo ficado sem colocação 33% dos candidatos à primeira fase do concurso nacional de acesso, revelam dados divulgados hoje pelo Ministério do Ensino …

Pessoas mais pobres são vistas como menos suscetíveis à dor

Um novo estudo indica que os indivíduos de classe baixa são estereotipados como insensíveis à dor física, o que pode impactar os seus cuidados médicos. “As estatísticas de saúde indicam que as pessoas ricas recebem um …

As crianças têm dez vezes mais micro-plásticos nas fezes do que os adultos

Uma equipa de cientistas da Universidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, usou espectrometria de massa para medir os níveis de micro-plásticos compostos de policarbonato (PC) e de polietileno tereftalato (PET) presentes nas fezes crianças …

MIT desenvolve mão robótica insuflável (que devolve o tato aos amputados)

Apesar de haver membros biónicos altamente articulados, concebidos para detetar os sinais musculares residuais e imitar roboticamente os seus movimentos pretendidos, a destreza de alta tecnologia tem um custo muito alto. Recentemente, engenheiros do Massachusetts Institute …

É agora possível os robôs mexerem-se sozinhos, graças a novos polímeros de alta energia

Através do uso de novos polímeros que armazenam mais energia e são depois aquecidos, investigadores da Universidade de Stanford conseguiram colocar manequins a mexer os braços sozinhos. Era ver robots a mexer os braços sozinhos, pelo …

"Poço do Inferno". Espeleólogos encontram serpentes, mas não demónios

No deserto da província de Al-Mahra, no leste do país, um buraco redondo e escuro de 30 metros de largura serve de entrada para uma caverna de cerca de 112 metros. Uma maravilha natural que …

Vitória SC 1-3 Benfica | “Águia” passa tranquila em Guimarães e continua a voar no topo

Naquele que era apontado como o mais duro teste à sua liderança até ao momento, o Benfica passou com relativa tranquilidade em Guimarães. Frente a um Vitória que tentou discutir o jogo de igual para igual …