Mais de 4 milhões de máscaras a caminho das escolas. Costa pede confiança

António Cotrim / Lusa

O Governo distribuiu “mais de quatro milhões de máscaras por mais de 500 escolas”, adiantou António Costa, que pediu confiança neste regresso às aulas presenciais.

O primeiro-ministro pediu, esta terça-feira, confiança aos alunos dos 11 e 12.º anos e aos professores no regresso às aulas presenciais a partir de segunda-feira, adiantando que os materiais de proteção individual estarão disponíveis nas escolas.

António Costa falava após ter visitado a Unidade de Apoio Geral de Material do Exército, no município de Benavente, num discurso em que elogiou a operação logística desempenhada pelas Forças Armadas, quer na desinfeção de estabelecimentos de ensino, quer no planeamento e organização da distribuição de material em cerca de 500 escolas.

“Foi um trabalho muito grande e foi um esforço financeiro enorme, porque se trata de uma quantidade imensa de material. Só nesta primeira leva cuja distribuição está aqui em causa, estamos a falar de mais de quatro milhões de máscaras para mais de 500 escolas”, declarou.

Na sua breve intervenção, o líder do executivo salientou que esta operação só foi possível “graças ao enorme empenho das Forças Armadas“. “Para bem se lecionar e para bem se aprender, é essencial que todos se sintam confortáveis. E todos só podem estar confortáveis se todos estiverem seguros. Só assim há confiança.”

Depois, o primeiro-ministro deixou uma mensagem aos professores, aos assistentes operacionais e às famílias dos alunos que vão retomar as aulas presenciais: “Desejamos que, a partir de segunda-feira, entrem nas escolas com confiança para se retomar o processo de aprendizagem, que nunca foi interrompido, mas que tem sido mantido à distância e que agora deve continuar de forma presencial.”

De acordo com o governante, para que exista tranquilidade entre os elementos da comunidade educativa na conclusão do terceiro período letivo e na época de exames que se segue, o Estado adquiriu os necessários equipamentos de proteção.

“O vírus não existe nas escolas. O vírus existe em cada um de nós e é cada um de nós que o transporta. Para além da máscara, da lavagem das mãos, é fundamental praticarmos a regra da distância de segurança, a etiqueta respiratória e mantermos as normas de higiene”, salientou.

Antes, o ministro da Defesa procurou destacar a “permanente disponibilidade” manifestada pelas Forças Armadas no combate à covid-19, dizendo que “não houve feriados desde o primeiro dia” da pandemia.

João Gomes Cravinho referiu que o trabalho das Forças Armadas foi primeiro desenvolvido em coordenação com o Ministério da Saúde, depois com o Ministério da Segurança Social no apoio a lares de idosos e, agora, nas últimas três semanas, com o Ministério da Educação.

“As Forças Armadas demonstraram nesta operação uma elevada capacidade de planeamento e, sobretudo, uma grande capacidade de adaptação face ao imprevisto. E as boas Forças Armadas distinguem-se precisamente por essa capacidade de adaptação”, defendeu.

A seguir, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, elogiou o papel desempenhado pelas Forças Armadas em ações de sensibilização, de desinfeção de estabelecimentos de ensino e agora na distribuição de material de proteção. “Nesta altura, precisamos de confiança e de segurança. Sabemos que temos agora de fazer o movimento inverso de desconfinamento – um movimento no qual as Forças Armadas foram essenciais”, afirmou.

O chefe de Estado Maior General das Forças Armadas, numa breve intervenção, falou sobre a ação dos militares no apoio a doentes da covid-19, mas também a idosos e, mais recentemente, junto das escolas, numa alusão à operação de distribuição de material de proteção,

Uma operação logística que na semana passada começou a ser planeada e que já neste último domingo se iniciaram os primeiros carregamentos de material, que serão distribuídos nas escolas até sexta-feira.

“Ao mesmo tempo, mantivemos o cumprimento das nossas missões tradicionais. Nesta fase que antecede a época dos fogos e das praias, tudo faremos opara continuar a cumprir a nossa missão”, acrescentou o almirante Silva Ribeiro.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Encontradas fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico

Investigadores encontraram fibras de poliéster em todo o Oceano Ártico. As evidências sugerem que lavar as nossas roupas está a contribuir para esta contaminação. Há muito tempo que o Ártico provou ser um barómetro da saúde …

Campus universitários nos Estados Unidos podem tornar-se super-propagadores da covid-19

Os campus universitários podem tornar-se super-propagadores do novo coronavírus, que causa a covid-19, para toda a sua área de abrangência, concluiu uma nova investigação levada a cabo nos Estados Unidos. Analisando os 30 campus universitários …

A "máscara mais inteligente do mundo" é recarregável, tem microfone e dá luz

A Razer afirma ter criado a máscara mais inteligente do mundo. O Projeto Hazel é um design com um revestimento externo feito de plástico reciclado à prova de água e é transparente para permitir a …

Novo tratamento permite que pessoas com lesões na espinal medula voltem a mexer mãos e braços

Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington conseguiu ajudar seis participantes com lesões traumáticas da espinal medual a recuperar alguma mobilidade de mãos e braços. Muitas das pessoas que sofrem lesões traumáticas da espinal medula …

Ventiladores comprados à China custaram 1,3 milhões. Autarquias algarvias vão pedir devolução do dinheiro

Os 30 ventiladores comprados à China seriam usados nos hospitais do Algarve, mas os equipamentos não funcionam. Os autarcas vão agora exigir devolução do dinheiro. De acordo com a edição do jornal Público deste domingo, o …

EUA um passo atrás da China. Pequim leva avanço na Guerra Comercial (e as suas exportações estão em alta)

No ano em que a pandemia se expandiu em todo o mundo, muitos países viram-se em mãos com graves problemas financeiros e económicos. No caso da China, a situação foi mais positiva e o país …

Alexei Navalny detido no regresso à Rússia

O líder da oposição russa, Alexei Navalny, foi detido este domingo no aeroporto em Moscovo quando regressava à Rússia. Os serviços prisionais russos (FSIN) detiveram o opositor russo Alexei Navalny, este domingo, à chegada a Moscovo, acusando-o …

Prazo para trocas ou devoluções suspenso durante confinamento

O prazo para efetuar trocas ou devoluções de bens ficará suspenso durante o atual confinamento e as garantias que terminem neste período ou nos 10 dias seguintes serão prorrogadas por 30 dias, segundo diploma publicado …

Desde 2001 que polícias negros alertam para racismo de agentes do Capitólio

Com a invasão do Capitólio, investiga-se o alegado racismo existente na Polícia do Capitólio. Desde 2001 que agentes negros denunciam casos de discriminação racial no departamento. Desde 2001, centenas de agentes policiais negros processaram o departamento …

Um megatsunami devastou uma vila na Gronelândia. Três anos depois, há quem não possa voltar a casa

Em junho de 2017, Nuugaatsiaq, na Gronelândia, foi devastada por um megatsunami, cujas ondas foram desencadeadas por um enorme deslizamento de quase 30 quilómetros através do fiorde. Embora as ondas se tivessem dissipado quando chegaram a …