30 mortos em combates entre Arménia e Azerbaijão no Nagorno-Karabakh

Combates violentos entre militares da Arménia e do Azerbaijão fizeram pelo menos 30 mortos este sábado na região montanhosa de Nagorno-Karabakh, disputada há décadas pelos dois países. A Rússia, que vendeu armas aos dois lados, pediu o fim imediato dos combates.

O presidente da Arménia, Serzh Sarkisian, disse que 18 soldados arménios foram mortos e cerca de 35 ficaram feridos nos piores combates desde 1994, quando um cessar-fogo encerrou um conflito no qual rebeldes arménios conquistaram a região do Nagorno-Karabakh ao Azerbaijão.

Sarkisian não especificou se os soldados mortos são rebeldes da República do Nagorno-Karabakh ou se são arménios.

O Nagorno-Karabakh é uma república independente de facto, ainda que não reconhecida internacionalmente, e é apoiada pela Arménia, com a qual mantém laços estreitos.

Já o governo do Azerbaijão afirmou que 12 dos seus soldados foram mortos nos combates e que um helicóptero militar foi abatido.

Segundo a Deutsche Welle, há também vítimas civis a lamentar. O governo da região separatista afirmou que um menino de 12 anos foi morto e dois menores de idade ficaram feridos com o impacto de um míssil disparado pela forças azeris.

A Arménia acusa o Azerbaijão de “iniciar um forte ataque ao longo da fronteira do Karabakh, usando tanques, artilharia e helicópteros”. Já o governo do Azerbaijão afirmou que apenas se defendeu depois de militares terem sido atacados com “artilharia de grosso calibre e lançadores de granadas”.

O governo do Azerbaijão afirmou que os combates cessaram no início da noite, mas alertou que a situação continua tensa no local.

Armdesant / Wikipedia

Soldados arménios no Nagorno-Karabakh em 1994

Soldados arménios no Nagorno-Karabakh em 1994

No início dos anos 1990, separatistas arménios, apoiados pelo governo arménio, conseguiram obter controle sobre a região de Nagorno-Karabakh, numa guerra que custou cerca de 30 mil vidas.

Apesar do cessar-fogo de 1994, nunca foi assinado um acordo de paz.

A região continua a ser internacionalmente reconhecida como parte do Azerbaijão, e conflitos pontuais entre os dois lados são comuns na fronteira.

O conflito deste sábado, porém, marca um acirramento da violência.

Já este domingo, o Azerbaijão anunciou um cessar-fogo unilateral contra as tropas da Arménia.

“O Azerbaijão, mostrando boa vontade, decidiu cessar unilateralmente as hostilidades”, afirmou o Ministério da Defesa, em comunicado citado pelas agências de notícias.

Segundo o comunicado, o país “levou em consideração os apelos de organizações internacionais”.

sras.org

O Nagorno-Karabakh, república independente de facto, é uma região montanhosa disputada entre a Arménia e o Azerbaijão

O Nagorno-Karabakh, república independente de facto, é uma região montanhosa no sul do Cáucaso, disputada entre a Arménia e o Azerbaijão

A população de Nagorno-Karabakh é etnicamente arménia e de maioria cristã. O Azerbaijão é um país maioritariamente muçulmano.

O Grupo de Minsk, que media o conflito, anunciou que haverá uma reunião de emergência na próxima terça-feira, em Viena, para tentar conter a nova onda de violência.

Do grupo fazem parte os Estados Unidos, a Rússia, a Turquia, a Alemanha e a França, entre outros países.

ZAP / DW

PARTILHAR

RESPONDER

Tony transformou autocarro em Arca de Noé para salvar animais do Florence

Enquanto muitos americanos fugiam do furacão Florence, um camionista de 51 anos fazia o percurso inverso com uma missão em mente. Dentro de um autocarro, Alsup transportou mais de 60 animais da costa da Carolina …

Mais de 500 rinocerontes mortos na África do Sul este ano

A caça furtiva na África do Sul causou a morte a 508 rinocerontes, entre janeiro e agosto deste ano, o que significa um decréscimo no número de espécimes caçados, em relação a 2017, anunciou o …

Número de mortos em naufrágio na Tanzânia sobe para 170

O número de pessoas que morreram no naufrágio de um navio de passageiros no lago Vitória, na Tanzânia, subiu para 170, de acordo com os meios de comunicação locais. As operações de resgate recomeçaram na manhã …

Há um satélite-pescador no espaço

O Satélite britânico RemoveDebris está a navegar no espaço desde junho e lançou com sucesso uma rede em órbita com o objetivo de capturar material que anda à deriva em redor da Terra. O satélite-pescador britânico …

Governo cumpriu “rigorosamente” acordo com setor do táxi

O Ministro Ambiente, João Matos Fernandes, disse este sábado que o governo cumpriu “rigorosamente” o acordo que assinou com a duas associações que representam os taxistas para a modernização do setor. "Não é verdade que se …

Juízes defendem acórdão que desvaloriza violação de mulher inconsciente

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses sai em defesa dos dois magistrados, um dos quais o presidente da entidade, que assinaram o acórdão que desvaloriza a gravidade da violação de uma mulher inconsciente, numa discoteca, …

Salas para maiores de 18 anos levam à demissão do director de Serralves

O director artístico do Museu de Arte Contemporânea de Serralves, João Ribas, demitiu-se do cargo depois de a administração ter limitado a maiores de 18 anos uma parte da exposição dedicada ao fotógrafo norte-americano Robert …

Isabel do Santos desmente ação contra João Lourenço mas processo deu entrada no Supremo

Isabel do Santos, filha do antigo Presidente da Angola, desmente ter entrado com uma ação contra o atual Presidente João Lourenço. No entanto, o processo cível contra o Estado deu entrada no Supremo. De acordo …

Arqueólogos fazem "descoberta do Século" no Tejo (e tem pimenta)

Uma equipa de arqueólogos da Câmara Municipal de Cascais, do Projeto Municipal da Carta Arqueológica Subaquática do Litoral, descobriu uma nau que terá naufragado entre 1575 e 1625, e que é considerada a “descoberta do …

ADSE adia implementação de novas regras para tentar acordo com privados

Os hospitais privados e ADSE continuam com o braço de ferro, mas, por agora, os privados não vão deixar de operar beneficiários da ADSE. O boicote anunciado esta manhã foi adiado. Esta manhã, o o semanário …