2020 entre os três anos mais quentes desde que há registo

Fully Handoko / EPA

O ano de 2020 anuncia-se um dos três mais quentes, alertou hoje a Organização das Nações Unidas (ONU), apontando a probabilidade de o aumento da temperatura em 2024 exceder o limite de 1,5° C do Acordo de Paris.

Com os sucessivos recordes de temperatura, a década de 2011-2020 será a mais quente desde que há registos, com os últimos seis anos, desde 2015, a registarem as temperaturas mais altas, de acordo com o relatório anual provisório sobre o estado do clima da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

E “2020 foi, infelizmente, outro ano extraordinário para o nosso clima”, lamentou o secretário-geral da agência da ONU, Petteri Taalas.

Entre janeiro e outubro, a temperatura média global foi cerca de 1,2° C mais quente do que no período de referência 1850-1900, pelo que 2020 está a caminho de se tornar um dos três anos mais quentes já registados no planeta.

A avaliação da OMM assenta em cinco conjuntos de dados, que atualmente classificam todos 2020 como o segundo ano mais quente até hoje, depois 2016 e antes de 2019.

A diferença entre os três anos mais quentes é pequena e a classificação exata pode mudar assim que os dados estiverem disponíveis para todo o ano.

“Os anos de calor recorde coincidem geralmente com um forte episódio de El Niño, como foi o caso em 2016. [O fenómeno] La Niña tende a arrefecer as temperaturas globais, mas a anomalia que apareceu este ano não foi suficiente para diminuir o aquecimento”, sublinhou Petteri Taalas.

“Apesar dessa anomalia, já estamos a registar este ano um calor quase recorde, comparável ao recorde anterior de 2016”, observou.

O relatório da OMM aponta ainda a probabilidade de, pelo menos, um em cinco de a temperatura média global ultrapassar temporariamente 1,5° C até 2024.

No entanto, um dos objetivos do Acordo de Paris, assinado em dezembro de 2015 por 195 países, é conter o aumento das temperaturas para 1,5° C em relação à era pré-industrial.

Calor extremo, incêndios, inundações, aumento da acidez dos oceanos, uma época recorde de furacões no Atlântico são apenas alguns dos sinais de que as alterações climáticas mantiveram a sua progressão inexorável este ano, “ampliando as ameaças que a pandemia covid-19 faz pesar tanto na estabilidade económica como na saúde e segurança humanas”, alerta a OMM.

Os registos mais notáveis são os do norte da Ásia, em particular na Sibéria, onde as temperaturas estavam mais de 5° C acima da média. O calor na Sibéria foi mais forte no final de junho, com 38,0° C registados em Verkhoyansk no dia 20 desse mês, que é provisoriamente a temperatura mais alta observada ao norte do Círculo Polar Ártico.

A época de incêndios florestais, que devastou grandes áreas da Austrália, Sibéria, da costa oeste dos Estados Unidos e América do Sul, foi a mais ativa dos últimos 18 anos.

“As inundações em partes da África e do sudeste Asiático causaram deslocamentos massivos e comprometeram a segurança alimentar de milhões de pessoas”, sublinhou o secretário-geral da agência.

Já o gelo marinho do Ártico atingiu seu mínimo anual em setembro, ficando em segundo lugar entre os menos extensos em 42 anos de observações de satélite.

A extensão do gelo marinho da Antártica em 2020, por outro lado, foi semelhante ou ligeiramente maior do que a média dos últimos 42 anos, enquanto a Gronelândia continuou a perder massa, embora a um ritmo mais lento do que em 2019.

Quanto aos oceanos, que armazenam mais de 90% do excesso de energia que se acumula no sistema climático devido ao aumento das concentrações de gases de efeito estufa, ficou claro nas últimas décadas que o calor é absorvido de cada vez mais rapidamente, aponta o relatório.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Funcionários do novo aeroporto de Berlim eletrocutados durante trabalho

Funcionários do novo Aeroporto Internacional Berlin-Brandenburg, na Alemanha, inaugurado a 31 de outubro de 2020, têm sido hospitalizados após serem eletrocutados durante o trabalho. Segundo noticiou esta sexta-feira a Rádio Renascença, a maior parte dos casos …

Ao lado de Von der Leyen, Costa defendeu que a "bazuca tem mesmo de ser disparada"

O primeiro-ministro esteve, esta quinta-feira, numa conferência de imprensa conjunta com a presidente da Comissão Europeia, que está de visita a Portugal. António Costa afirmou que a recuperação económica será o primeiro dos três principais objetivos …

"Vaga de degradação política". Sócrates ataca "brutalidade" de Ventura e "maledicência" de Ana Gomes

O antigo primeiro-ministro José Sócrates considera que chegou a Portugal uma "vaga de degradação política" com as eleições presidenciais, alerta para a "brutalidade" da extrema-direita e critica a "maledicência" para "agradar a pasquins" da candidata …

Governo holandês demite-se em bloco após escândalo com abonos de família

O primeiro-ministro holandês confirmou, esta sexta-feira, a sua demissão e a de todos os ministros do seu Executivo, na sequência de um escândalo relacionado com abonos de família e a acusação indevida de milhares de …

"Há um grande aumento de mortes não-covid"

A suspensão da actividade não urgente nos hospitais está a preocupar o presidente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC), Vítor Gil, que alerta que pode agravar doenças já "muito graves". Isto numa altura em que …

Mais de 100 mil pessoas já foram vacinadas. Seguem-se os profissionais dos setores privado e social

Os profissionais de saúde dos serviços prioritários de hospitais do setor privado e social começam a ser vacinados esta sexta-feira, dia em que o Ministério da Saúde revelou que já foram vacinadas mais de 100 …

Detetados em Portugal 101 casos de mutilação genital feminina em 2020

Os profissionais de saúde detetaram 101 casos de mutilação genital feminina em 2020, num ano em que os serviços foram afetados pela pandemia, mas mesmo assim prosseguiram sensibilizados para este crime, que obteve recentemente a …

CMVM fez seis comunicações à Polícia Judiciária no caso Luanda Leaks

A presidente da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) disse, esta sexta-feira, que a entidade fez seis comunicações à Polícia Judiciária (PJ) no âmbito do caso Luanda Leaks. "Houve seis comunicações à Unidade de Investigação …

Impeachment na Dinamarca. Ex-ministra vai ser julgada por ter separado casais de refugiados menores

A ex-ministra da Imigração da Dinamarca Inger Stojberg, conhecida pela sua postura rígida nessa função, está a enfrentar um julgamento de impeachment por ordenar ilegalmente a separação de casais menores de idade que procuram asilo. De …

"Depende de todos nós". Marcelo espera que confinamento não ultrapasse um mês

O Presidente da República e recandidato ao cargo espera que o atual confinamento, com dever geral de recolhimento e encerramento de um conjunto de atividades, não ultrapasse um mês. "Esperamos que não ultrapasse um mês, mas …