Yamal levou TPC’s para fazer no Euro. Rei Felipe nem acreditou que tem 16 anos

OLIVIER MATTHYS/EPA

Lamine Yamal

Titular no ‘Barça’ e na La Roja ainda está a terminar o secundário. Tem mais pressão do que qualquer jogador no Euro: na Alemanha, não dá para fintar os professores nem os puxões de orelhas dos mais velhos.

Titular no mítico Barcelona, o mais novo a jogar por Espanha (e já agora, marcou na estreia), indiscutível no onze da La Roja nesta edição do Campeonato da Europa. Tudo com apenas 16 anos de idade.

Na estreia da La Roja frente à Croácia, Lamine Yamal tornou-se o mais novo de sempre a pisar um relvado no Europeu. Com 16 anos e 338 dias, bateu o recorde estabelecido na edição anterior do torneio pelo polaco Kacper Kozłowski, que se estreou com 17 anos e 246 dias na competição.

Estreou-se também a assistir o seu mentor e mais velho elemento da Fúria Espanhola, o experiente Carlos Carvajal, que por sua vez nunca tinha marcado pela seleção.

“Disse ao Yamal que quando tinha 17 anos estava a celebrar a conquista da Youth League com o Real Madrid, enquanto ele está a jogar no Euro com a equipa sénior e é titular no Barcelona”, desabafou o lateral-direito em entrevista ao jornal Marca: “É bom jogador, mas tive de lhe puxar as orelhas, porque não me ajuda a defender”, brincou ainda.

“Pressão adicional” — e não é por jogar no Euro

Depois de uma época recheada pelos blaugrana50 jogos, sete golos e as mesmas assistências — o jovem Yamal está na Alemanha mais ocupado do que todos os outros jogadores de qualquer seleção.

Isto porque, entre jogos e treinos, tem de fazer os trabalhos de casa.

Ainda a terminar o ensino secundário, Yamal fala em “pressão adicional” em entrevista ao As: é sempre possível fintar os adversários em campo, mas dos professores, não há como fugir.

“Quantas horas é que estudo? Ora bem, como temos muito tempo livre, não é algo para que eu olhe e diga: ‘Hoje estudo pelo menos duas horas’ (…) quando estou no quarto sem nada para fazer, pego no iPad e faço alguns trabalhos de casa”, explicou ao Cope o colega do ex-Benfica Álex Grimaldo.

“Quando o Nico [Williams] ou o Fermín [López] me chamam para jogar PlayStation, vou com eles”, confessa Yamal, que já prometeu: não vai voltar às aulas se a Espanha vencer o Euro 2024.

“Acho que me vão enviar as notas online, porque depende de quão longe formos na Taça do Euro. Espero que seja muito longe, porque já não vou voltar às aulas. Se chegarmos à final, não volto: vou direto para férias”, avisa.

Em visita ao balneário da Roja, o rei de Espanha, Felipe VI, cumprimentou todos os jogadores, mas ficou chocado quando passou por Lamine.

“16 anos?!”, exclamou, levando as mãos à cabeça de espanto. O rei espera voltar ao balneário na final, a 14 de julho, para felicitar os jogadores espanhóis.

Se marcar nesta edição, Yamal tornar-se-á também o mais jovem a tirar gosto ao pé num Campeonato da Europa (bateria o recorde atualmente detido pelo suíço Johan Vonlanthen, que o fez aos 18 anos e 141 dias).

Se chegar à final, destrona o português Renato Sanches: o golden boy e ex-Benfica fê-lo em 2016, com apenas 18 anos e 328 dias.

Tomás Guimarães, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.