O Universo é um holograma: teoria reforçada com mensagem enviada por wormhole

Investigadores criaram um wormhole e enviaram uma mensagem através do mesmo. “Tive um ataque de pânico quando vi os resultados”.

Para quem defende que o Universo é um holograma, este relatório publicado na revista Nature junta-se à lista de argumentos dessas pessoas.

É uma ideia que o portal Live Science reforça, ao anunciar a primeira simulação quântica de um wormhole holográfico num processador quântico.

Os especialistas criaram um “buraco de minhoca” holográfico e conseguiram enviar uma mensagem através do mesmo. É o primeiro registo do género.

Na ficção científica, um wormhole é um portal espacio-temporal através do qual as naves podem percorrer distâncias inimagináveis com facilidade. É como uma ponte entre duas regiões remotas do Universo.

Agora, sem ficção científica, foi mesmo criado no computador quântico Sycamore 2, da Google, e entre os wormholes foi enviada uma mensagem como se fosse através de um túnel espacio-temporal. Foram criados circuitos supercondutores para transmitir informações.

Não foi a gravidade que originou este processo; foi um processo quântico, de ligação de duas partículas, no qual a medição de uma afecta a outra no mesmo segundo.

“É um pequeno passo para interrogar a gravidade quântica no laboratório, Quando vimos os dados, tive um ataque de pânico”, disse a autora principal, Maria Spiropulu.

Mas Maria avisou: estamos “muito, muito longe” de enviar pessoas ou outros seres vivos através deste método. “Há uma diferença entre algo ser possível na teoria e na realidade”, alertou.

“Mas é um grande salto”, completou.

Os cientistas informaram também que nesta experiência não foi criada qualquer ruptura de espaço e tempo.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.