Washington a um passo de legalizar a compostagem humana

Washington está a um passo de se tornar o primeiro estado norte-americano a colocar em vigor a lei de compostagem humana, que permitirá transformar cadáveres em lixo orgânico em apenas algumas semanas.

O projeto de lei em causa, que permite a “redução orgânica natural” e visa ser uma alternativa “mais amiga do ambiente” relativamente aos enterros comuns, deverá em breve ser aprovada pelo governado democrata Jay Inslee, informa o USA Today.

Inslee, que apostou no ambiente e nas mudanças climáticas como uma das suas bandeiras eleitorais para a corrida à Presidência norte-americana de 2020, está agora a rever o projeto. Um porta-voz do seu gabinete adiantou que o processo de decomposição em causa “parece ser um esforço cuidadoso para reduzir a pegada” ecológica no planeta.

Tal como explicou o senador democrata Jamie Pedersen, que apoia também o projeto, o processo de redução orgânica natura permitirá ocupar menos espaço e poderá mesmo reduzir as emissões de carbono emitidas durante os processos de cremação.

De acordo com o governante, a compostagem humana deverá gerar, em média, 0,76 metros cúbicos de terra, equivalente a dois carrinhos de compostagem.

Se a lei for aprovada, os familiares poderão manter a terra resultante da compostagem num urna, plantar um árvore numa propriedade privada ou espalhá-la em terrenos público. Pedersen esclareceu ainda que as leias aplicáveis às cinzas das cremações seriam também válidas para a terra da compostagem humana.

“É espantoso que tenhamos esta experiência humana completamente universal – todos nós vamos morrer – e aqui está uma área em que a tecnologia nada fez por nós. Temos os dois meios de dispor corpos humanos que tínhamos já há milhares de anos –  enterrar e queimar”, completou Pedersen. O senador revelou ainda que se inspirou no processo utilizado pelos agricultores para se desfazem dos animais mortos.

Compostagem humana pode ser mais em conta

A recompose, empresa norte-americana que oferece serviços de redução orgânica natural, cobraria 5.500 dólares por corpo (cerca de 4.900 euros), menos 7.360 dólares (6.500 euros) do que o valor estimando para um funeral convencional nos Estados Unidos. Os números são da American Funeral Directors Association (NFDA), publicado em 2017.

De acordo com a NFDA, Washington é o estado norte-americao onde mais se fazem cremações. 78% dos mortos em 2017 foram cremados.

A diretora da Recompose, Katrina Spade, explicou, citada pelo USA Today, que pretende oferecer uma alternativa significativa e sustentável às famílias. “O nossos objetivo é fornecer algo que seja o mais alinhado possível com o ciclo natural da vida”. Segundo Spade, este procedimento “não ocupará tanta terra como um enterro”.

Caso Inslee assine a lei, esta entrará em vigor em maio de 2020.

A compostagem é o processo pelo qual materiais orgânicos são decompostos e transformados em fertilizantes para o solo. Nada impede a utilização de cadáveres neste processo, mas, enterrar restos humanos num jardim, por exemplo, é um princípio ilegal, uma vez que só pode ser lugar de sepultura aquilo que é oficialmente designado como tal.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mãe, o gato está a fazer cócó no avô… Acho boa ideia transformar os cemitérios em jardins onde se passem momentos felizes a recordar os falecidos, e o que estes contribuíram para a nossa felicidade. Atualmente um cemitério é um mar de pedra onde se compram e vendem propriedades, sem nenhuma felicidade associada.

RESPONDER

Arquitetura óssea pode inspirar asas de aeronaves mais fortes

Uma nova descoberta na estrutura interna do osso pode levar a um melhor tratamento da osteoporose e a componentes de aeronaves mais duráveis. A densidade tem sido a referência para medir a força óssea. No entanto, …

Até as estrelas têm auroras (e já as podemos ver)

Uma equipa internacional de astrónomos observou sinais de rádio estranhos vindos de uma anã vermelha. Estas ondas bizarras estavam a ser produzidas pela interação com um exoplaneta que orbitava a estrela, criando uma aurora. Apesar de …

Tiroteios em dois bares fazem oito mortos na Alemanha

Pelo menos oito pessoas morreram hoje em dois tiroteios em dois bares na cidade alemã de Hanau, no centro do país, indicou a polícia local, sem precisar o número. O primeiro tiroteio ocorreu num bar de …

Descobertos sarcófago e altar dedicado ao fundador de Roma do século VI a.C.

Os dois objetos foram descobertos numa área subterrânea perto da Cúria, foi anunciado esta terça-feira. Um sarcófago considerado "excecional" e um altar do século VI a.C., que poderá ter sido dedicado a Rómulo, fundador de Roma, …

40 anos depois, cientistas identificam falha fundamental na eficiência dos painéis solares

Os painéis solares são uma das invenções mais impressionantes, mas é emergente descobrir como torná-los ainda mais eficientes. Recentemente, uma equipa de cientistas resolveu um mistério de 40 anos em torno de um dos principais …

SIC vai lançar serviço de streaming e canal de e-sports este ano

A SIC vai avançar para uma plataforma de streaming ainda em 2020. A "Netflix à portuguesa" ainda não tem nome, mas tem como objetivo "encontrar mais e novas audiências". Em entrevista ao jornal Público, o CEO …

Dagmar Turner tocou violino enquanto lhe era removido um tumor do cérebro

Uma paciente do King's College Hospital, no Reino Unido, tocou violino enquanto os médicos lhe removiam um tumor do cérebro. Desta forma, foi possível preservar a sua capacidade de tocar e a sua paixão de 40 …

"Não é aceitável". Tribunal de Contas refuta acusações de Manuel Heitor

O Tribunal de Contas (TdC) refutou as acusações do ministro do Ensino Superior sobre a auditoria ao modelo de financiamento do setor, considerando-as inaceitáveis e infundadas. "O tribunal tem o máximo respeito pela opinião dos auditados, …

"Lava que se farta". Isabel dos Santos recorre da absolvição de Ana Gomes

A empresária angolana recorreu para o Tribunal da Relação de Lisboa por causa das publicações no Twitter nas quais a antiga eurodeputada acusa a empresária, por exemplo, de "lavar que se farta". Em janeiro, o Tribunal …

Ministro considera "inaceitável" que TAP pague prémios em ano de prejuízos

O ministro das Infraestruturas e da Habitação considerou "inaceitável" que a TAP, empresa que "tem 100 milhões de euros de prejuízos" em 2019, atribua prémios a uma minoria de trabalhadores. "É uma falta de respeito para …