/

Vídeo de criança vítima de bullying gera onda de apoio global

1

(dr)

Quaden Bayles com a mãe

Internautas de todo o mundo, inclusive celebridades, uniram-se para dar apoio ao menino australiano, de nove anos, que sofre de bullying por causa da sua aparência.

De acordo com a BBC, Yarraka Bayles partilhou o vídeo do filho, Quaden Bayles, a chorar, após ser mais uma vez vítima de bullying na escola por causa do seu aspeto físico, no qual o menino, de nove anos, afirma também que se quer matar.

“Acabei de ir buscar o meu filho à escola, presenciei um episódio de bullying, liguei para o diretor e quero que as pessoas saibam — pais, educadores, professores — que este é o efeito que o bullying tem“, afirma a mãe, enquanto o menino soluça.

“Todos os dias acontece alguma coisa. Outro episódio, outro bullying, outra provocação, outro gozo. Podem, por favor, educar os vossos filhos, famílias e amigos?”, questionou.

Quaden Bayles nasceu com acondroplasia, a forma mais comum de nanismo.

O vídeo, visto mais de 14 milhões de vezes, gerou uma onda de mensagens de apoio nas redes sociais com a hashtag #WeStandWithQuaden, na qual se incluem as intervenções do ator Hugh Jackman e do jogador da NBA Enes Kanter. Esta sexta-feira, a hashtag #StopBullying também esteve entre as mais utilizadas no Twitter.

O comediante norte-americano Brad Williams, que tem o mesmo tipo de nanismo, já arrecadou mais de 300 mil dólares em menos de um dia para levar a família à Disney. “Isto não é apenas para Quaden, mas para quem sofreu bullying na vida e ouviu que não era bom o suficiente”, escreveu na página de arrecadação de fundos.

As equipas desportivas da Austrália também já demonstraram o seu apoio à criança. A equipa da liga de râguebi indígena convidou Quaden para liderar a equipa na partida deste fim-de-semana.

https://twitter.com/NRL/status/1231144335397113856?s=20

  ZAP //

1 Comment

  1. Bullying é das coisas + nojentas e cobardes q há ! E fazê-lo a pessoas com deficiência ! Era para haver + medidas que prevenissem isto e que castigassem quem atormenta os outros …bullying não é ” coisa de miúdos ” ,é crime e se não é assim considerado deveria ser. É algo que nos marca para sempre. Tambem eu pensei em suicidar-me em miúda. Valeu me a minha fé. Deus nunca nos abandona. Ainda hoje,passados quase 30 anos,penso nesses tempos com tristeza. Isso e outras coisas roubaram-me mta da alegria da juventude. Eu só queria dizer a quem sofre de bullying para procurar ajuda e nao deixarem de viver o melhor tempo da vida e aos pais das vitimas para prestarem atenção aos filhos,nao os ignorem como eu fui ignorada pelos meus pais o que tanto me fez sofrer 🙁 aos professores tb: nao ignorem ,podia ser um filho vosso.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.